Advogado não fará mais a defesa de Temer

Um dia após o Supremo Tribunal Federal (STF) encaminhar a denúncia criminal contra o presidente Michel Temer (PMDB) à Câmara dos Deputados, o advogado Antônio Mariz de Oliveira, que defende o presidente, decidiu deixar a defesa do peemedebista. O criminalista alegou que tomou a decisão de se desligar das ações judiciais que envolvem o presidente da República por questões éticas, em razão de ter atuado na defesa do doleiro Lúcio Funaro, que fez acusações contra Temer em seu acordo de delação premiada. O G1 contatou a assessoria do Palácio do Planalto, que afirmou que não vai se manifestar sobre a decisão de Mariz.

O advogado disse ao G1 que apresentará ainda hoje a Temer uma lista com quatro sugestões de advogados para substitui-lo no comando da defesa do presidente. O criminalista não quis adiantar os nomes que irá sugerir. Ele disse também que continuará aconselhando o peemedebista em questões jurídicas.

A nova denúncia contra o peemedebista apresentada pela Procuradoria Geral da República (PGR) por organização criminosa e obstrução de Justiça, contém trechos da delação de Funaro, que é apontado como operador do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), também envolvido na mesma ação. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), sinalizou que a denúncia será votada até outubro.

Fonte: Magno Martins

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clipping
Dólar abre em alta de 0,96% cotado a R$ 3,7758

O dólar abriu nesta terça-feira (19) em alta de 0,96%, cotado a R$ 3,7758, às 10h, influenciado por novas notícias da disputa comercial entre os Estados Unidos e a China. O Banco Central segue com a estratégia de swaps cambiais (venda futura da moeda norte-americana), com a previsão de injetar US$ 10 bilhões no mercado cambial esta semana. Ontem …

Clipping
Lei Seca soma dados positivos após 10 anos, mas levanta questões

“Se beber, não dirija”. A frase, usada frequentemente em campanhas publicitárias na televisão e no rádio, faz parte do cotidiano do brasileiro há mais 10 anos. Em alguns estados, como Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul, ela obrigatoriamente deve ser impressa em cardápios de bares e …

Clipping
Intenção de Consumo das Famílias cai 0,5% de maio para junho, diz CNC

A Intenção de Consumo das Famílias (ICF) recuou 0,5% de maio para junho deste ano, segundo dados divulgados hoje (19) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Com a queda, o indicador alcançou 86,7 pontos em uma escala de zero a 200 pontos. Há 38 meses, …