Estudo aponta que infecção por dengue protege contra consequências de zika

Um estudo desenvolvido na China mostrou que a infecção anterior pelo vírus da dengue pode proteger o indivíduo contra o vírus da zika. Os cientistas perceberam que camundongos imunes à dengue apresentavam também proteção cruzada contra a zika, segundo o jornal O Globo.

Foi possível ainda identificar que os linfócitos T CD8, células de defesa, têm ação combinada contra os dois vírus. O primeiro autor do trabalho foi Jinsheng Wen, do Instituto de Arboviroses da Universidade de Wenzhou, na China, e colaborador no Instituto La Jolla de Alergia e Imunologia, nos EUA.

Os pesquisadores acreditam que uma infecção prévia por dengue impeça consequências mais graves do Zika, a exemplo das anomalias em bebês. “Em países endêmicos para a dengue, isso pode explicar a razão pela qual algumas pessoas infectadas com zika não desenvolvem a doença”, pontuou Sujan Shresta, da Universidade de Wenzhou.

Fonte: Edenevaldo Alves

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clipping
Governo federal trava demarcação de terras indígenas há dois anos

Última homologação ocorreu na gestão Dilma. Do orçamento executado destinado à rubrica em 2017, apenas 5,2% foram para investimentos     Território sagrado localizado a 11km do Congresso Nacional, o Santuário dos Pajés, área de 50 hectares vizinha ao Setor Habitacional Noroeste, é o centro de um conflito que há 10 …

Clipping
STJ envia recurso de Lula ao Supremo

O vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, encaminhou para análise do Supremo Tribunal Federal (STF) um recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra uma decisão do STJ que negou em março habeas corpus ao petista. O pedido, negado por unanimidade pela Quinta …

Clipping
Toffoli nega pedido de Dirceu para evitar prisão após 2ª instância

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli negou hoje (19) pedido feito pela defesa do ex-ministro José Dirceu para evitar eventual prisão após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça Federal. Dirceu foi condenado a 30 anos e nove meses de prisão pelos crimes de corrupção, …