Tomate volta a ser o vilão da cesta básica em Petrolina e Juazeiro, aponta pesquisa

Tomate e margarina foram considerados os vilões da cesta básica no mês de abril em Petrolina (PE) e Juazeiro (BA). É o que diz uma pesquisa realizada pelo Colegiado de Economia da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape). Esses alimentos tiveram alta de 12,8%  (Petrolina) e 8,45% (Juazeiro).

O aumento do preço do tomate se deu em virtude do fim da colheita da safra de verão, havendo uma redução da oferta. Mesmo com o preço elevado, a pesquisa constatou que o percentual em abril foi menor do que o obtido em março. Além da margarina e do tomate, o café continua com tendência de alta no varejo, apesar de apresentar preços menores ao produtor. Arroz, feijão, carne e açúcar apresentam reduções menores, reflexo de aumento de oferta e baixa demanda por parte dos consumidores. Em Juazeiro, o custo no mês de abril foi de R$ 315,80 e em Petrolina, de R$ 327,55.

Assim, um trabalhador do Vale do São Francisco que recebeu um salário mínimo de R$ 937,00, gastou 34,3% da renda com a compra de produtos da cesta básica. Isto significa que após a aquisição da cesta básica de alimentos, restaram R$615,32 para gastar com as demais despesas (moradia, transporte, vestuário, saúde e higiene e serviços pessoais).

Blog do Deputado Federal Gonzaga Patriota (PSB/PE)

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clipping
Moro cancela audiências de processo que envolve Sítio de Atibaia por causa da paralisação dos caminhoneiros

O Juiz Sérgio Moro, que é responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, decidiu suspender as audiências de um processo da Operação Lava Jato marcadas para segunda-feira (28) por causa da greve dos caminhoneiros. As audiências envolvem testemunhas de defesa relacionadas ao processo do Sítio em Atibaia. O ex-presidente Lula …

Clipping
Aeroporto do Recife e mais 11 ficam sem combustível

Ao menos 12 aeroportos do país estão sem combustível nesta sexta-feira (25) por conta da paralisação de caminhoneiros, iniciada na última segunda (21). Eles continuam abertos, segundo a Infraero, mas só pousam e decolar as aeronaves que já tiverem reserva de querosene. O aeroporto de Brasília afirmou que suas reservas se esgotaram por volta das 8h, após …

Clipping
Mais de 1 bilhão de animais podem morrer, alerta entidade

Pelo menos 1 bilhão de aves e 20 milhões de suínos poderão morrer nos próximos dias devido à falta de ração no campo, fora os animais que estão em caminhões não autorizados a transitar nas rodoviais do país. Com a paralisação dos caminhoneiros, o risco aumentou, de acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal …