Fux dá 48 horas para Temer e órgãos do governo explicarem MP sobre fretes

Clipping

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu prazo de 48 horas para o presidente Michel Temer e alguns órgãos do governo federal se manifestarem sobre a medida provisória (MP) que instituiu a tabela com preços mínimos para os fretes.

Deverão se manifestar:

  • O presidente Michel Temer;
  • A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT);
  • A Secretaria de Promoção da Produtividade e Advocacia da Concorrência;
  • A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Fux é o relator de ações apresentadas na semana passada pela Associação do Transporte Rodoviário de Cargas do Brasil (ATR Brasil) e pela Confederação da Agricultura e Pecuária (CNA). A ATR, por exemplo, diz que a medida “fere a economia de mercado“.

Editada por Temer em maio, a MP cria a Política de Preços Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas para “promover condições razoáveis à contratação por fretes no território nacional”.

Segundo o texto, a ANTT publicará duas tabelas por ano (20 de janeiro e 20 de julho) com os preços mínimos dos fretes por quilômetro rodado, levando em conta o tipo de carga e, prioritariamente, os custos do óleo diesel e dos pedágios.

Entre 30 de maio e 7 de junho, o governo publicou duas tabelas. A primeira gerou polêmica entre as transportadoras e, diante disso, a ANTT divulgou novos preços. Os valores, contudo, desagradaram aos caminhoneiros e, assim, o governo revogou a nova tabela.

Diante disso, voltou a vigorar a tabela de 30 de maio, publicada juntamente com a MP. Uma terceira tabela está em negociação.

A edição da tabela de fretes fez parte do acordo do governo com os caminhoneiros para por fim à greve da categoria.

A decisão de Fux

O ministro do Supremo se reuniu nesta terça (12) com a advogada-geral da União, Grace Mendonça, para discutir o assunto.

Após o encontro, Fux decidiu aguardar a negociação entre governo, empresas de transporte de carga e caminhoneiros autônomos antes de tomar alguma decisão.

Nesta quarta, o ministro afirmou que, “considerando a premente necessidade de solucionar a controvérsia ora apontada, em razão da comoção social apresentada em episódios de fechamento forçado de rodovias, resultando em desabastecimento de bens básicos por todo o país”, é necessário analisar os argumentos oficiais dos órgãos envolvidos.

Clipping
Ao lado de Paulo Câmara, Gonzaga Patriota cumpre agenda em cinco cidades do Sertão do São Francisco

Depois de passar pelo Sertão do Araripe, o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) visitou mais quatro cidades, no Sertão do São Francisco, ao lado do governador de Pernambuco, Paulo Câmara, nesta sexta-feira (15). Na ocasião, a comitiva entregou e autorizou importantes obras para a região. Logo no início da manhã, …

Clipping
Confira os horários especiais dos shoppings e comércio durante os jogos do Brasil

Durante os jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo, o comércio da Região Metropolitana do Recife montou um esquema especial. Confira: O Patteo Shopping, em Olinda, nos dias dos jogos do Brasil, terá horário especial. No domingo (17/06) e na quarta-feira (27/06), as lojas fecham às 14h30 e reabrem às 17h30. Já na …

Clipping
Papa compara certos tipos de abortos a eugenia nazista

O papa Francisco comparou, neste sábado (16), o aborto praticado em caso de má-formação do feto com uma eugenia “de colarinho branco” como a praticada pelos nazistas, denunciando que “para ter uma vida tranquila, elimina-se inocentes”. “Ouvi dizer que está na moda, ou pelo menos é habitual, realizar exames durante …