Macron diz que não se pode tolerar “banalização do uso de armas químicas”

Clipping

O presidente da França, Emmanuel Macron, confirmou nesta sexta-feira que ordenou às Forças Armadas do seu país que intervenham na Síria ao lado do Reino Unido e dos Estados Unidos porque “não podemos tolerar a banalização do uso de armas químicas”.

Em comunicado, Macron ressaltou que o ataque “está circunscrito às capacidades do regime sírio que permitem a produção e o emprego de armas químicas” e explicou que o parlamento francês será informado da ofensiva e se abrirá um debate parlamentar, como estipula a Constituição.

Para Macron, “os fatos e a responsabilidade do regime sírio” no ataque químico que matou dezenas de pessoas no último dia 7 em Duma, perto de Damasco, “não oferecem nenhuma dúvida”.

 

Por isso, considerou que “a linha vermelha estabelecida pela França em maio de 2017 foi ultrapassada”.

O uso de armas químicas na Síria “é um perigo imediato para o povo sírio e para nossa segurança coletiva”, completou Macron, adiantando que seu país e aliados retomarão “a partir de hoje” os esforços dentro das Nações Unidas com o objetivo de lançar um mecanismo internacional para o estabelecimento de responsabilidades.

Ele citou as prioridades da França na Síria: finalizar a luta contra o Estado Islâmico, permitir o acesso de ajuda humanitária à população civil e lançar uma dinâmica para alcançar uma solução política.

Além disso, o presidente francês afirmou que perseguirá a realização dessas prioridades “com determinação nos próximos dias e semanas”.

 

Clipping
Temer defende acordos do Mercosul com União Europeia

O presidente Michel defendeu, hoje, em discurso durante reunião de cúpula do Mercosul realizada no Paraguai, que o bloco feche acordos com a União Europeia e a Aliança do Pacífico. O Mercosul é formado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. Na reunião de cúpula desta segunda, o presidente paraguaio Horacio …

Clipping
Anvisa suspende venda de fraldas da marca Turma da Mônica

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou hoje (18), em resolução publicada no Diário Oficial da União, a suspensão da venda de parte dos lotes de fraldas descartáveis do modelo Tripla Proteção, da marca Huggies Turma da Mônica, recomendando que os consumidores que já tenham comprado unidades consideradas irregulares …

Clipping
Temer sanciona lei que permite venda direta do óleo do pré-sal

Após aprovação pelo Senado e Câmara dos Deputados, já está em vigor a lei que autoriza a venda direta de óleo do pré-sal sem a necessidade de agentes intermediários. A venda será feita pela estatal Pré-Sal Petróleo S/A (PPSA), que poderá negociar diretamente com outras empresas a parte de óleo …