Mês de Novembro apresenta saldo positivo de chuvas desde 2013 na bacia do São Francisco

Clipping

Pela primeira vez desde 2013, a pluviometria aponta que o mês de novembro foi considerado favorável na bacia do Rio São Francisco. A informação foi transmitida, durante reunião promovida pela Agência Nacional de Águas (ANA) em Brasília (DF) e transmitida por videoconferência para os estados banhados pelo Velho Chico. O cenário se tornou mais favorável devido, principalmente, ao registro de chuvas na região do Alto São Francisco, em Minas Gerais.

Diante desse cenário, o superintendente da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) de Sergipe e membro da Câmara Técnica de Articulação Institucional (CTAI) do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), Ailton Rocha, sugeriu que a defluência mínima da hidrelétrica de Xingó, entre Alagoas e Sergipe, seja alterada do patamar atual, de 550 metros cúbicos por segundo (m³/s) para 700 m³/s a partir de janeiro de 2019. O superintendente de Operações e Eventos Críticos da ANA, Joaquim Gondim, propôs discutir a pauta na primeira reunião da ANA em 2019, no dia 7 de janeiro.

A sugestão de Ailton Rocha surgiu a partir da informação referente à prorrogação da resolução que fixa a defluência em 550 m³/s em Sobradinho, na Bahia, e em Xingó, até 31 de março. “Havia um planejamento, de acordo com projeções do ONS [Operador Nacional do Sistema Elétrico] para liberar uma vazão de 600 m³/s a partir de janeiro em Xingó; 700 em fevereiro e 800 em março mas, diante dessa projeção animadora, proponho ampliar para o mínimo de 800 no início de 2019”, argumentou Rocha. “É uma proposta razoável, mas vamos discutir melhor em janeiro”, rebateu Gondim.

Ainda nesse quesito de vazões defluentes, a equipe da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) propôs reduzir a vazão no reservatório de Três Marias, na região mineira, de 150 para 100m³/s, mas a proposta não foi bem aceita pela Agência Nacional de Águas e ainda recebeu críticas do setor de navegação. Diante disso, o modelo praticado não deverá ser alterado.

Chuvas

Durante a reunião, a equipe do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) apresentou o estudo referente às precipitações na bacia do chamado rio da integração nacional. Durante os últimos 60 dias, a pluviometria aponta para o registro de 233,3 milímetros (mm). Somente no dia 1º de dezembro, as chuvas registraram uma precipitação de 17,7 mm.

A reunião da ANA acontece quinzenalmente e é transmitida por videoconferência. Dela, participam usuários, poder público, universidades, representantes dos governos estaduais e do Ministério Público, entre outros. O próximo encontro está marcado para o dia 17 de dezembro e depois disso, somente em janeiro.

Clipping
Avião da FAB com ajuda humanitária à Venezuela já está em Boa Vista

O avião da Força Aérea Brasileira transportando ajuda humanitária à Venezuela, que decolou na manhã de hoje (22) da Base Aérea de Brasília, pousou há pouco em Boa Vista, capital do estado de Roraima. A aeronave transporta 23 toneladas de leite em pó e 500 kits de primeiros socorros. O …

Clipping
Desemprego cai em 18 estados e no Distrito Federal, diz IBGE

O desemprego, medido pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), caiu em 18 das 27 unidades da federação de 2017 para 2018, segundo dados divulgados hoje (22), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A maior queda foi observada no Amazonas: recuo de 15,7% …

Clipping
Colecionador brasiliense doa 2 mil insetos ao Museu Nacional do Rio

A sala de jantar do médico Luiz Cláudio Stawiarski está tomada por insetos. Sobre a mesa, quadros entomológicos exibem as mais variadas formas de aranhas, besouros e libélulas. Um móvel de madeira posicionado ao lado da mesa reúne gavetas de borboletas e mariposas. Ao todo, são 2 mil insetos que, …