Produção de gás natural aumenta 6,8% em um ano

Clipping

A Produção de gás natural nos campos do país atingiu em maio 112 milhões de metros cúbicos por dia em maio deste ano, um aumento de 2,9% em relação ao mês de abril. Quando comparado a maio do ano passado este aumento chega a 6,8%. Os dados fazem parte do Boletim Mensal da Produção de Petróleo e Gás Natural e foram divulgados ontem (5) pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Eles indicam que, no que diz respeito à produção de petróleo nos campos nacionais, o resultado foi bem mais modesto: aumento de 0,4% sobre o mês de abril, mas queda de 1,7% quando comparado com maio do ano passado. A produção diária de petróleo em maio deste ano foi 2,607 milhões de barris de petróleo.

A produção total de petróleo e gás natural nos campos nacionais atingiu em maio aproximadamente 3,311 milhões de barris de óleo equivalente por dia.

Pré-sal

No que diz respeito aos campos do pré-sal, a produção em maio totalizou 1,840 milhão de barris/dia de óleo equivalente (petróleo e gás natural), um aumento de 3,1% em relação ao mês anterior. Foram produzidos 1,463 milhão de barris de petróleo por dia e 60 milhões de metros cúbicos diários de gás natural por meio de 84 poços. A produção no pré-sal correspondeu a 55,6% do total produzido no Brasil.

No polígono do pré-sal, segundo a ANP, o destaque foi o campo de Lula, na Bacia de Santos. Maior campo produtor de petróleo e gás natural do país, Lula produziu, em média, 872 mil diários de petróleo e 37,4 milhões de metros cúbicos de gás natural.

Os dados da ANP indicam que os campos marítimos responderam por 95,7% de toda a produção de petróleo do país e por 83,1% do gás natural, em 7.505 poços. Os campos operados pela Petrobras produziram 94,1% do petróleo e gás natural.

A Unidade flutuante de produção, armazenamento e transferência (FPSO) Cidade de Maricá, no campo de Lula, foi a instalação com maior produção de petróleo, tendo extraído em maio 149,2 mil barris de petróleo equivalente por dia, por meio de 7 poços interligados.

Já a instalação Polo Arara, localizado no Amazonas, foi a maior produção de gás natural. Produzindo a partir dos campos de Arara Azul, Araracanga, Carapanaúba, Cupiúba, Rio Urucu e Sudoeste Urucu, por meio de 36  interligados, a unidade produziu 8,3 milhões de metros cúbicos por dia.

Aproveitamento do gás natural

A ANP informou, ainda, que o aproveitamento do gás natural no Brasil no mês de maio alcançou 96,3% do volume total produzido, disponibilizado ao mercado 58,5 milhões de metros cúbicos por dia.

A queima de gás totalizou 4,1 milhões de metros cúbicos por dia, um aumento de 20,5% se comparada ao mês anterior e de 11,3% em relação ao mesmo mês do ano passado. Segundo a ANP, “este aumento está relacionado às atividades de comissionamento da plataforma P-74, em operação no campo de Búzios”.

http://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2018-07/producao-de-gas-natural-aumenta-68-em-um-ano

Clipping
Preço da gasolina tem alta após seis semanas em queda

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) divulgou um relatório sobre o preço do combustível no país. De acordo com o órgão, a gasolina nas bombas teve alta após seis semanas consecutivas de queda. O preço da gasolina subiu 0,13% na semana, custando R$ 4,50 por litro em média. Já o …

Clipping
Alerta: carro de som e minitrio apenas em ato de campanha nas eleições 2018

A menos de um mês do início da campanha eleitoral deste ano, o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) fixou um entendimento sobre uma questão que vem causando polêmica: o uso de carros de som e minitrios. Em sessão realizada na última quinta-feira (19), respondendo a uma consulta do Solidariedade, …

Clipping
Empresários aguardam Refis do Supersimples para não fechar portas

Deve ser sancionado até o dia 6 de agosto, pelo presidente da República, Michel Temer, o projeto de lei complementar que vai permitir o retorno ao Simples Nacional dos microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte que foram excluídos do regime especial em 1º de janeiro por dívidas tributárias. …