Senado aprova pena maior para feminicídio

Clipping

O plenário do Senado aprovou, nesta terça-feira (13), um projeto que eleva o tempo de pena para casos de feminicídio. A pena será agravada em casos em que os crimes forem cometidos com a “presença virtual” de filhos, netos ou pais e avós da vítima. Ou seja, será aplicado para os criminosos que filmarem ou transmitirem as cenas.

Pela lei atual, a punição já era elevada para feminicídio cometido nos casos de a vítima estar grávida ou ser maior de 60 anos ou ainda se houver a presença física de pais, filhos ou avós da vítima.

Como sofreu uma alteração pelos senadores, o texto precisa passar por uma nova análise na Câmara para ter validade.

Foi retirado do texto original um trecho que previa a elevação da pena para casos de descumprimento da Lei Maria da Penha. Essa alteração foi feita porque na semana passada, o Congresso já aprovou um projeto com essa previsão.

O projeto foi votado na continuidade de priorização da pauta que visa combater a violência doméstica em decorrência do dia internacional da mulher, comemorado em 8 de março.

http://www.folhape.com.br/noticias/noticias/brasil/2018/03/13/NWS,61857,70,450,NOTICIAS,2190-SENADO-APROVA-PENA-MAIOR-PARA-FEMINICIDIO.aspx

Clipping
Gonzaga Patriota vai presidir eleição na Câmara

Caberá a ele decidir sobre uma possível questão de ordem pelo voto aberto. Como já mostramos, técnicos da Câmara e do Senado defendem o sigilo. Deputado com maior número de legislaturas, Gonzaga Patriota (PSB) vai presidir a sessão plenária que elegerá o novo presidente da Câmara. Com informações do Antagonista

Clipping
Papa pede a bispos que evitem esconder casos de abusos contra crianças

O papa Francisco vai pedir aos bispos de todos os países, que participarão do encontro “A proteção dos menores na Igreja”, de 21 a 24 de fevereiro, em Roma, que não tolerem abusos contra crianças. Ele adiantou hoje (16) que “nenhum caso” deve ser “encoberto ou sepultado”. A reação ocorre …

Clipping
Impostos sobre ar condicionado e ventilador chegam a quase 50%; veja outros itens

Bebidas alcoólicas estão entre os produtos com maior carga de tributos neste verão. Já aparelhos como o ar condicionado têm quase metade de seu preço composto por impostos, mostrou um levantamento da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) encomendado ao Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), nesta quarta-feira (16). …