Blog
Clipping

Gonzaga prepara 3ª via e abre caminho para sucessão municipal 2020 em Salgueiro

O Deputado Federal Gonzaga Patriota, foi a Salgueiro FM, nesta segunda(21), emissora do seu conglomerado grupo de comunicação, e afirmou conduzir, desde já, o comando político na escolha de pré candidato às eleições 2020, terceira via, no município pernambucano. O Sertaniense Gonzaga Patriota, há 40 anos tem a cidade de Salgueiro – mesmo sem nenhum progresso político/econômico notável – como reduto eleitoral favorito; sempre ancorado direta ou indiretamente pelos dois grupos políticos, zebra e leão, resolveu dar o grito de emancipação pelo não apoio de ambos os lados nas últimas eleições. Fortalecido pela sua orgulhosa permanência como deputado, detalhou sua indignação referente a 2018, e disse esperar atitude de um dos lados no fortalecimento do nome da vereadora Paizinha, que já conta com o respaldo e a confiança da bancada patriota composta pelos vereadores Pedro de Compadre, Erivaldo Pereira e Ednaldo Barros.  Na pavimentação para 2020, Gonzaga e seu grupo, caminharão no rastro de ex-vereadores, primeiro e segundo escalão da política local, associações, sindicatos e até desafetos para conduzir sua sucessora política à preferência popular.   O parlamentar encontrou moradores em uma casa desarrumada, portas abertas e residentes em conflito; certamente essa é oportunidade de reorganização e início para um  pleito de resultado promissor. Compromissos e interesses de pretensos vices ficariam à mercê da sorte para o legislativo municipal. Pesos políticos podem equilibrar, e ou reativar normalidade, bastando reverenciar a corolária arquitetura do deputado.   Assim, poderá haver consenso entre rebeldes, alinhamento nas abaladas estruturas e um afastamento das incertezas permanente que assombram a política Salgueirense. O apresentador do Política em Foco, Maurício Ribeiro, agradeceu ao deputado pela entrevista e a presença da bancada patriota.

Leia Mais
Clipping

Gonzaga Patriota recebe Título de Cidadão de Serritense

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) recebeu, na noite desta sexta-feira (21), o Título de Cidadão Serritense , outorgado pela Câmara de Vereadores do município. A honraria foi proposta pelo vereador Zezinho de Romão e entregue durante sessão solene bastante prestigiada. Na ocasião, Patriota agradeceu a homenagem e ressaltou que receber esse título representa não apenas o reconhecimento de seus trabalhos, mas principalmente a responsabilidade de continuar merecendo a honraria. “Isso só aumenta o compromisso que já tenho com o município. Me sinto lisonjeado por estar aqui recebendo essa honraria da Câmara Municipal, que é a instituição que representa a população”, comentou. O Título de Cidadão é destinado para as pessoas físicas que notoriamente tenham prestado relevantes serviços para o progresso e desenvolvimento do Município.

Leia Mais
Clipping

Anatel aprova Plano Estrutural de Redes de Telecomunicações

O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou o Plano Estrutural de Redes de Telecomunicações (Pert). A meta é ampliar o acesso à banda larga no Brasil. O plano traz um diagnóstico da infraestrutura de telecomunicações do país e apresenta projetos para superação das deficiências. Estão previstas a expansão das redes de transporte, ampliação das redes de acesso e implantação de redes públicas essenciais. A proposta é a implantação de redes de comunicação para serviços públicos essenciais como educação, pesquisa, saúde, segurança pública e defesa. “O Brasil ainda precisa superar o desafio da conectividade e o único caminho possível é desenvolver a sua infraestrutura de redes”, disse o conselheiro relator do plano, Aníbal Diniz, em declaração publicada pelo site da Anatel. Com o Pert, a Anatel quer estimular os setores público e privado de telecomunicações. Em 2018, 3.542 municípios eram atendidos por fibra ótica, enquanto os outros 2.028 não contavam com essa estrutura. O plano propõe a ampliação do atendimento por fibra e, nas cidades onde não for viável, por meio de conexões de alta capacidade por satélite ou outras tecnologias. O Plano Estrutural de Redes de Telecomunicações será revisado anualmente, considerando a progressiva melhoria na coleta de dados e o gradual acúmulo de informações.

Leia Mais
Clipping

Defesa de Lula diz que Dodge errou em parecer ao STF

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, nesta sextafeira,que a Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, cometeuumequívoco no parecer que enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o habeas corpus em favor do petista. Segundo os advogados Cristiano Zanin Martins e Valeska Martins, a ação protocolada que pede a anulação do processo do triplex, pelo qual Lula foi condenado, “não está amparado nas reportagens divulgadas pelo The Intercept“. A nota lembra que o pedido de habeas corpus foi feito no dia 5 de novembro de 2018, antes do vazamento das conversas entre o ex-juiz Sergio Moro e o procurador da República Deltan Dallagnol, revelados neste mês pelo site de Glenn Greenwald. Os advogados relatam ainda que apenas fizeram um registro nos autos sobre o conteúdo das reportagens no dia 13 de junho deste ano. A defesa termina afirmando que os fatos “são mais do que suficientes para evidenciar que o ex-Presidente Lula não teve direito e um julgamento justo, imparcial e independente”.

Leia Mais
Clipping

Odebrecht não quer ir contra Lava Jato

A Odebrecht decidiu não ir contra a força-tarefa da Lava Jato em Curitiba, pelos procuradores terem quebrado o sigilo das negociações passando informações para Sergio Moro. Pelo contrário: dada a sensibilidade de sua situação, a Odebrecht agora é MPF Futebol Clube.

Leia Mais
Clipping

Dados do IR mostram que super-ricos têm mais isenções e pagam menos imposto no Brasil

Os brasileiros mais ricos possuem mais isenções e pagam proporcionalmente menos Imposto de Renda (IR) do que os menos ricos e aqueles posicionados nas faixas intermediárias de renda. É o que mostra a “Pirâmide do IR“, calculadora elaborada pelo G1 a partir dos dados disponibilizados anualmente pela Receita Federal sobre o detalhamento das declarações de IR. Os dados referem-se ao universo de 29,1 milhões de declarantes do Imposto de Renda Pessoa Física no ano passado e constam do relatório “Grandes Números das Declarações do Imposto de Renda das Pessoas Físicas – Ano Calendário 2017″, divulgado recentemente pela Receita. Declarou o IR? Calculadora mostra em que lugar da pirâmide de renda você está Como já apontado pela “Pirâmide do IR” publicada pelo G1 em 2018, os números apontam distorções na tributação das pessoas físicas no Brasil. A ferramenta permite não só observar a dimensão da concentração de renda no país como também as diferenças entre as alíquotas de imposto pagas pelos mais ricos e mais pobres. A Receita distribui a base de declarantes do IR em 17 faixas de renda. As 5 faixas do topo, com rendimentos acima de 60 salários mínimos, reuniram no ano passado 320 mil brasileiros, ou 1,1% do total. Essa elite concentrou 22% de todos os rendimentos declarados ao Fisco. Já as 5 faixas da base da pirâmide, com renda mensal de até 5 salários mínimo, reuniram 15,9 milhões de brasileiros, ou 54,8% do total de contribuintes, que receberam, juntos, um valor inferior: 17,3% do total de rendimentos declarados. Na faixa mais alta, com renda mensal acima de 320 salários mínimos por mês (mais de R$ 299,8 mil em valores de 2017), estão apenas 25.177 ‘super-ricos’, 608 a menos que o registrado no ano anterior (25.785). Isenção maior para os mais ricos Os números da “Pirâmide do IR” mostram não só uma alta concentração de renda como também uma concentração das isenções entre os mais ricos. Isso acontece porque a tabela progressiva do IR (de até 27,5% de imposto) só incide sobre os chamados rendimentos tributáveis. Do total de R$ 2,94 trilhões de rendimentos declarados ao Fisco em 2018, R$ 295,7 bilhões, ou 10%, compreenderam rendimentos submetidos à tributação exclusiva na fonte (décimo terceiro salário, aplicações financeiras, participação nos lucros, entre outros). Outros R$ 908 bilhões, ou 31%, corresponderam a rendimentos isentos de IR como lucros, dividendos, rendimentos de donos de microempresas, doações e heranças e aplicações como LCI e LCA. Desse montante total de isenções, quase metade (R$ 414,7 bilhões) ficou concentrada nas últimas 5 faixas da pirâmide. Na última faixa do topo, o percentual de renda isenta e não tributada sobre o total de rendimentos chegou a 70%, ante 67% no ano anterior. Nas faixas intermediárias, esse percentual não chega a 30%. “O quadro geral permanece o mesmo: uma concentração de renda altíssima e um diagnóstico de iniquidade. O ponto central é que a maior parte da renda isenta está concentrada no topo”, afirma Rodrigo Orair, especialista em tributação e diretor da Instituição Fiscal Independente …

Leia Mais
Clipping

Mega-Sena paga neste sábado prêmio de R$ 2.500.000,00

Quem acertar as seis dezenas da Mega-Sena deste sábado deverá receber R$ 2.500.000,00. As informações são do site da Caixa Econômica Federal. Também serão contemplados neste concurso 2.162 quem acertar a quina (5 números) e a quadra (4 números). A aposta mínima, de seis números, custa R$ 3,50. Quanto mais números marcar, maior o preço da aposta e maiores as chances de faturar o prêmio maior. Os números serão sorteados às 20 horas (horário de Brasília).

Leia Mais
Clipping

Militares brasileiros embarcam para missão de paz no Congo

Treze militares das Forças Armadas brasileiras embarcam hoje (22), para a República Democrática do Congo, onde participam da MONUSCO (sigla em inglês), missão de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) naquela região. Os brasileiros foram chamados para atuar junto à Brigada de Intervenção (composta por 3 mil militares da África do Sul, Tanzânia e Malaui), no combate aos grupos armados e às doenças tropicais. O grupo vai atuar em Beni no leste do país, onde, de acordo com a ONU, existem 70 grupos armados em atividade. Os militares brasileiros passaram por cursos no Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS) do Exército Brasileiro, fizeram exames físicos e médicos e receberam instruções sobre as regras da ONU no Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB). “Nosso maior objetivo é contribuir para o sucesso da missão. Queremos diminuir as atrocidades e mitigar o sofrimento do povo africano. Vamos tentar neutralizar os grupos armados”, afirma o tenente-coronel Adelmo de Sousa Carvalho Filho, que atualmente serve no Comando Militar do Norte.  “Vou ser o chefe da equipe. Nossa missão deve ser de seis meses, mas pode ser prorrogada por mais seis meses. Pode ser que o Brasil envie até outro contingente. Trata-se de uma missão inédita da ONU”, destaca. O tenente-coronel já participou de outras missões de paz da ONU. Ele foi observador militar na Saara Ocidental e também trabalhou na Operação Acolhida. O capitão-tenente Fuzileiro Naval Raphael Baptista Mattos dos Anjos também embarca para o Congo e destaca a oportunidade de troca de experiência com outros militares: “é uma oportunidade única de fazer intercâmbio com outras Forças Armadas. Conhecer outras culturas e ambientes de selva que a gente só vê na televisão”, afirma o militar que serve no Batalhão Tonelero, uma das organizações de tropas especiais da Força Naval.  MONUSCO A MONUSCO foi estabelecida em agosto de 1999 como uma força para monitorar o cessar fogo assinado entre a República Democrática do Congo (RDC), um grupo rebelde e cinco estados regionais. Atualmente, a missão conta com 17 mil militares de diversos continentes, além de policiais, civis e agentes humanitários e é comandada pelo General Elias Rodrigues Martins Filho, do Exército Brasileiro, atual Force Commander da missão. 

Leia Mais
Clipping

Brasil disputa, hoje, com Peru 1º lugar do grupo A pela Copa América

O Brasil defende hoje (22) contra o Peru a liderança do grupo A na última rodada da primeira fase da Copa América. A partida será às 16h, na Arena Corinthians, em São Paulo. Os brasileiros têm o mesmo número de pontos (4) que os peruanos, mas estão à frente devido ao saldo de gols: três, um a mais que o Peru. Brasil precisa vencer o Peru hoje para garantir a classificação para a próxima fase da Copa América    (Reuters/HENRY ROMERO//Direitos Reservados) A seleção canarinho precisa vencer para terminar na primeira colocação sem depender do resultado do outro jogo do grupo – Bolívia x Venezuela – também às 16h, mas no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. Isso porque os venezuelanos têm 2 pontos e podem chegar a 5 se vencerem os bolivianos. Por isso, o Brasil pode tanto terminar em primeiro como em terceiro do grupo. Se o Brasil vencer, termina em primeiro. Se empatar o jogo, pode ainda assim terminar em primeiro, desde que a Venezuela não ganhe da Bolívia com uma diferença de quatro gols ou mais. Combinação de resultados Se perder o jogo, o Brasil pode ficar em segundo ou em terceiro lugar, dependendo da combinação de resultados dos dois jogos. Para garantir sua classificação ainda hoje, o Brasil precisa ficar na primeira ou na segunda colocação. Se chegar em terceiro lugar, a seleção brasileira ainda dependerá dos resultados dos outros grupos, que serão decididos amanhã (23, grupo B) e na segunda-feira (24, grupo C). Pelo regulamento da Copa América, classificam-se para as quartas de final os dois primeiros colocados de cada um dos três grupos, além dos dois mais bem classificados entre os terceiros colocados. Fonte: AB

Leia Mais
Clipping

Ibovespa registra recorde ao ultrapassar 102 mil pontos

O Ibovespa, principal indicador de desempenho das ações negociadas na B3, antiga Bovespa, registrou recorde nesta sexta-feira (21) ao bater 102.012 pontos. Isso representa alta de 1,70% em relação ao pregão anterior. O otimismo do mercado segue desde o fechamento do último pregão, na quarta-feira (19), quando o Ibovespa também bateu recorde ao alcançar 100.303 pontos. O dólar fechou a R$ 3,825, com queda de 0,56%.

Leia Mais
Clipping

Em Pernambuco, adolescentes da Funase são inseridas no curso de Introdução à Automação Eletroeletrônica

Vinte e duas jovens do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Santa Luzia, na Região Metropolitana do Recife, iniciaram, nesta semana, o curso de Introdução à Automação Eletroeletrônica. A formação, que tem 20 horas/aula, está sendo ofertada pela primeira vez para as socioeducandas atendidas na unidade, que é administrada pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). O objetivo é preparar as alunas para que, quando saírem da instituição, possam ingressar no mercado de trabalho. O curso está sendo viabilizado por meio de uma parceria entre a Funase e o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). Duas turmas estão sendo formadas na unidade, uma pela manhã e outra à tarde, durante quatro quartas-feiras. A aula inaugural contou com a participação da presidente da Funase, Nadja Alencar, do coordenador do Eixo Profissionalização, Esporte, Cultura e Lazer da instituição, Normando de Albuquerque, de instrutores e outros funcionários. (GovPE)

Leia Mais
Clipping

Fifa pressiona Irã para permitir mulheres em estádios de futebol

O presidente da Fifa, Gianni Infantino, aumentou a pressão para que o Irã permita que mulheres compareçam a estádios de futebol para assistir aos jogos da seleção iraniana pelas eliminatórias da Copa do Mundo na República Islâmica neste ano. Em uma carta à Federação Iraniana de Futebol (FFIRI) vista pela Reuters, Infantino pediu que se entregue à Fifa um cronograma que resulte na permissão para que as mulheres comprem ingressos para as partidas, que começam em 5 de setembro. “Embora estejamos cientes dos desafios e das sensibilidades culturais, simplesmente temos que continuar progredindo, não somente porque o devemos às mulheres de todo o mundo, mas também porque temos a responsabilidade de fazê-lo, conforme os princípios mais básicos estabelecidos nos Estatutos da Fifa”, escreveu Infantino ao presidente da FFIRI, Mehdi Taj, na terça-feira (18). “Eu ficaria muito grato se você pudesse informar a Fifa, o mais cedo que lhe for conveniente, mas não depois de 15 de julho de 2019, sobre os passos concretos que tanto a FFIRI quanto as autoridades públicas iranianas tomarão a partir de agora para fazer com que todas as mulheres iranianas e estrangeiras que queiram fazê-lo consigam comprar ingressos e assistir às partidas”. A FFIRI não respondeu de imediato a um pedido de comentário sobre o assunto. Embora estrangeiras tenham tido acesso limitado aos jogos, as iranianas não podem ir aos estádios quando times masculinos estão jogando desde a Revolução Islâmica de 1979. Surgiram sinais de que a situação está mudando quando um grupo de mulheres teve permissão para assistir à final da Liga dos Campeões da AFC em Teerã, em novembro. Infantino estava presente no Estádio Azadi quando o Persépolis enfrentou o japonês Kashima Antlers diante de mais de 1 mil torcedoras em uma “seção familiar”. A medida veio depois de esforços combinados de grupos de pressão de dentro e de fora do Irã apoiados por jogadores veteranos e pelo ex-técnico da seleção Carlos Queiroz. Esperava-se que o avanço, que veio depois que Infantino debateu o tema com o presidente iraniano, Hassan Rouhani, levasse a novas concessões na nação islâmica conservadora, mas as torcedoras não tiveram acesso a partidas desde então.

Leia Mais
Clipping

Trump diz que rejeitou matar pessoas para retaliar Irã

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira (21), em entrevista à NBC News, que estava prestes a aprovar ataques contra o Irã pela derrubada de uma aeronave não tripulada norte-americana, mas que não gostou da ideia de matar pessoas como forma de retaliação. Trump disse que perguntou a seus generais quantas pessoas poderiam morrer na operação. “E eles voltaram e disseram: ‘Senhor, aproximadamente 150’. E pensei nisso por um segundo. Eu disse: ‘Sabe de uma coisa? Eles derrubaram um avião não tripulado… e aqui estamos sentados com 150 pessoas mortas’…. E eu não gostei disso. Não achei que fosse proporcional.”

Leia Mais
Clipping

Senac promove curso sobre comércio nas redes sociais

O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) abre inscrições para o curso com tema “Como vender na internet e redes sociais?”. O evento acontecerá entre os dias 25 de junho até o dia 1º de julho, com aulas à noite, das 19h às 22h, na Faculdade Senac. A ideia do curso é orientar empreendedores sobre as novas plataformas, as formas contemporâneas de apresentar os produtos, como também as novas técnicas de abordagem e marketing no universo online. As inscrições podem ser feitas presencialmente ou pelo site do http://bit.ly/31KBW9x com o custo de R$180 (em até 3x no cartão). Com carga horária de 15 horas, o curso aborda desde o conceito de marketing até procedimentos direcionados, como a venda por Whatsapp – principal canal de atendimento virtual de 82% dos empreendedores, de acordo com a Pesquisa Nacional do Varejo Online, realizada pelo Sebrae. “A utilização das redes sociais como ferramenta de vendas é uma tendência. Entretanto, muitos empreendedores acreditam que, por ser um ambiente mais informal, esse espaço não exige tanto cuidado”, opina o instrutor do curso, Fagner Ikamaan. O curso detalha pontos específicos como gatilhos mentais, sondagem, atendimento e perfil do consumidor para aprimorar as vendas destes comerciantes empreendedores. As vagas são limitadas.

Leia Mais
Clipping

Uso inadequado de fogos e fogueiras pode causar sérias queimaduras

É quase impossível pensar em São João e não associar a fogueiras e fogos de artifício, sobre na região Nordeste. Incorporados à tradição junina há séculos, estes símbolos podem causar sérios danos para quem não os utiliza da maneira correta. Alergias, queimaduras e até mesmo amputação estão entre os perigos mais graves.  Somente no feriado de Santo Antônio deste ano, o Hospital da Restauração (HR), referência no atendimento de queimados, no Centro do Recife, recebeu cinco adultos e quatro crianças que sofreram queimaduras por fogos e fogueiras. Quatro destes pacientes precisaram ficar internados devido a gravidade dos ferimentos. Para evitar acidentes e garantir o arrasta pé seguro dos matutos de plantão, o major Anderson Barros do Corpo de Bombeiros alerta que se deve comprar fogos industrializados e em locais devidamente autorizados, assim há a garantia de segurança.  Na hora de comprar os fogos é importante ler as orientações do fabricante que vem nas caixas. “Há informações específicas por idade, além de cuidados e forma correta de como soltar os artefatos. À medida que se lê você fica informado sobre os perigos e as formas de evitá-los. É muito importante também ficar atento à validade dos fogos”, comenta. Barros lembra ainda que as crianças nunca devem usar os artefatos sem a supervisão de adultos. O major ressalta que nunca se deve jogar fogos nas fogueiras, pois na hora da explosão as brasas podem ser jogadas para cima das pessoas. “Os lançadores e foguetes devem ser soltos sempre em locais abertos e longe de postos de combustíveis e residências”, orienta.  O major fala que as mãos e rostos são as partes mais sensíveis do corpo e costumam ter as queimaduras mais graves. “Nestes locais podem ser afetados sentidos importantes, como visão e olfato. Nas mãos, além da queimadura, dependendo do poder explosivo, ocorrem lesões de amputação”, detalha. O médico veterinário Gustavo Campos, de 43 anos, conta que todo ano compra fogos para as filhas Vitória e Júlia, de 8 e 12 anos respectivamente. Mas ele garante que sempre toma os devidos cuidados para evitar acidentes. “É uma tradição que faz parte da nossa cultura que devemos incentivar e preservar . O importante é ficar atento e não deixar os artefatos ao alcance das crianças para que elas acabem manuseando sozinhas”, diz. Já o supervisor de vendas Thiago Abreu, 32 anos, afirma que a família dele nunca teve o hábito de soltar fogos nas festas juninas, mas neste ano, pela primeira vez, ele resolveu comprar para o filho Henrique, 3. “Vou levar algum mais inofensivo que tem efeito luminoso, para evitar risco de queimaduras”, fala. Contudo, o chefe da unidade de queimados do HR, Marcos Barretto, alerta que não existe fogos menos ou mais perigosos. Todos oferecem riscos se forem manuseados de forma inapropriada. “Todos os artefatos são inocentes enquanto estão dentro de suas caixas, estocados em prateleiras, sem ninguém tocar. Na hora que passa para a mão do ser humano se tornam perigosos”, avalia.  [PODCAST] O chefe do setor de queimados do …

Leia Mais
Clipping

Bolsonaro anuncia policial militar na Secretaria-Geral da Presidência

O presidente Jair Bolsonaro anunciou hoje (21) o advogado e major da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) Jorge Antonio de Oliveira Francisco para assumir a Secretaria-Geral da Presidência da República. O militar, até então, ocupava a Subchefia de Assuntos Jurídicos da Casa Civil. Já Floriano Peixoto Vieira Neto deixa a Secretaria-Geral para assumir a presidência dos Correios, substituindo Juarez Cunha. Ontem (20), o titular demitido já havia informado em sua conta na rede social Twitter que se afastaria do comando da estatal. Ele avaliou que sua gestão de sete meses à frente da empresa teve um “saldo positivo” na recuperação da empresa. Sobre o major Francisco, Bolsonaro afirmou: “É uma pessoa que me acompanha há dez anos. É uma pessoa afeita à burocracia. Desejo boa sorte e temos plena confiança no trabalho dele”. O presidente classificou a ida de Floriano Peixoto para os Correios como uma “missão”. “Temos plena confiança de que ele a cumprirá a contento. É colega nosso acostumado a desafios”, disse. Privatização Em relação à uma possível privatização dos Correios, Bolsonaro destacou que há sim essa intenção, mas que, no momento, o trabalho de Floriano Peixoto será fazer o “melhor possível” para que a estatal seja “motivo de orgulho para todos nós”. O presidente destacou como tarefa avaliar o fundo de pensão da empresa, Postalis. Currículos Jorge Antonio de Oliveira Francisco atuou no Congresso Nacional desde 2003 como assessor parlamentar da PMDF, assessor jurídico no gabinete de Bolsonaro e também com chefe de gabinete e assessor jurídico do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). Na atual gestão, havia sido nomeado para cuidar da subchefia de assuntos jurídicos da Casa Civil. Floriano Peixoto Vieira Neto é general-de-divisão da reserva. Atuou em diversas funções no Exército, como no comando do 62o Batalhão de Infantaria em Joinville (SC) e na 5a Subchefia do Estado-Maior do Exército, em Brasília. Integrou ainda a Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah). Articulação O presidente também respondeu a jornalistas sobre a troca na articulação política, que foi retirada da Casa Civil e repassada ao general Luiz Eduardo Ramos, nomeado para a Secretaria de Governo. Ele minimizou questionamentos de que isso significaria um enfraquecimento do titular da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. “Tem três ministérios aqui dentro que são fusíveis. Para evitar queimar o presidente, eles se queimam. A função do Onyx é a mais complicada. Passamos a Supar [Subchefia de Assuntos Parlamentares] para o Ramos e jogamos o PPI [Programa de Parcerias de Investimentos] para o Onyx. Ele está fortalecido”, pontuou. Mensagens vazadas Perguntado sobre novas mensagens envolvendo o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e membros da força-tarefa da Operação Lava Jato divulgadas pelo site The Intercept Brasil, Bolsonaro comentou que “não há certeza da fidelidade das mensagens divulgadas ali”. “Tudo é possível. Acredito que ele se saiu muito bem no Senado e saiu mais fortalecido do que entrou”. Projeto de lei Em pronunciamento, Bolsonaro disse ainda que pretende enviar um projeto de lei dando mais garantias jurídicas a militares e forças de segurança para operações. “Se a força da …

Leia Mais
Clipping

Brasília comemora o Dia Internacional da Ioga

Milhões de pessoas celebram  hoje (21), em todo o mundo, o Dia Internacional da Ioga. Em Brasília, a data foi comemorada com uma aula pública em que participaram mais de 500 professores e instrutores da cidade, no pátio do Museu da República, no centro da capital federal. O evento foi promovido pela Embaixada da Índia. Cidades  como São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Curitiba, Piracicaba e Atibaia (ambas em São Paulo), entre outras, também realizam solenidades comemorativas hoje. A Embaixada da Índia celebra o Dia Internacional da Ioga com uma grande sessão de ioga na área externa do Museu Nacional da República, na Esplanada dos Ministérios. – José Cruz/Agência Brasil “A Ioga oferece inúmeras recompensas, melhora nossa saúde, auxilia nosso desempenho no local de trabalho,  e nos assegura paz de espírito”, disse o diplomata A. Koventhan, encarregado de Negócios da Embaixada da Índia, em Brasília. Koventhan, que abriu abriu a aula pública de ioga, lembrou que o Dia Internacional da Ioga foi criado pela Assembleia da ONU em 2014, quando uma proposta feita pelo primeiro-ministro da India, Narendra Damodardas Modi, foi aprovada. Também presente na abertura do evento, a secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça, disse esperar que Brasília seja a capital brasileira de ioga. Segundo ela, milhares de pessoas são seguidoras da ioga na capital federal. “A ioga já é o maior movimento de massa do país [que atua em favor] da saúde pública”, afirmou o diplomata. Ele observou que o Ministério da Saúde já aprovou a realização de 10 ações integrativas no Sistema Único de Saúde (SUS), com base na prática da ioga. Com isso, conforme disse Koventhan, será possível oferecer para todos, “seja para um filho esperançoso, um jovem aspirante, um pai ou idosos [uma prática] que permita a harmonia com o ambiente em que vivemos”. Koventhan disse que “é motivo de orgulho para a Índia”, berço da ioga, que essa arte milenar seja hoje praticada e seguida em mais de 200 países. Ele observou que monge hindu Swami Vivekananda foi o responsável pela popularização da ioga no Ocidente.

Leia Mais
Clipping

Lula quis saber como ia se saindo Moro da sabatina

O ex-presidente Lula perguntou a quem o visitou na tarde de quarta (19) sobre o desempenho de Moro no Senado. Recebeu o relato de que o ex-juiz estava se saindo bem e que, até aquele momento, nenhum senador havia conseguido encurralá-lo. Sem comando – Lula disse que, com a blindagem da base e com o vasto tempo dado a Moro, era natural que não enfrentasse dificuldade. Para o petista, o ministro só fraquejaria se a oposição tivesse preparado uma artilharia em conjunto. 

Leia Mais
Clipping

Plataformas livres garantem mais segurança aos usuários de internet

Plataformas livres garantem mais segurança aos usuários de internet. Segundo especialistas que participaram hoje (20) de debates na edição de Brasília da Campus Party, um dos maiores eventos de tecnologia do país, a ideia é que, liberando o acesso a detalhes dos programas e até mesmo do design de eletrônicos, mais pessoas poderão identificar mais rapidamente falhas na segurança e corrigi-las.   Plataformas livres são aquelas que concedem liberdade aos usuários para acessar e modificar os códigos que as definem. Além disso, podem redistribuir cópias com ou sem modificações. “Software livre é importante. Primeiro, porque, com o código aberto, a gente sabe o que tem lá dentro. Segundo, porque pode desenvolver o que a gente precisa com aquele código”, afirmou o desenvolvedor do sistema operacional Debian João Eriberto Mota. O Debian é um sistema operacional composto inteiramente de softwarelivre. A fragilidade na segurança nos meios digitais ficou em evidência com a divulgação de notícias publicadas pelo site The Intercept, que revelaram supostas trocas de mensagens entre o então juiz federal e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, e membros da força-tarefa da Lava Jato, em Curitiba. As mensagens teriam sido trocadas no aplicativo Telegram.   De acordo com Mota, que é especialista em segurança em rede de computadores, acessar qualquer celular é algo simples. “Em segundos, com o equipamento adequado, consegue-se entrar no celular. Para isso, é preciso apenas do número de telefone.” Mota disse que isso se deve principalmente ao fato de os sistemas operacionais dos celulares serem raramente atualizados. Com isso, leva-se mais tempo para corrigir falhas na segurança. “E elas vão existir”, afirmou. Para se ter ideia, enquanto um celular demora, às vezes, meses para oferecer ao usuário uma atualização de sistema, o Linux, que é um software livre equivalente a, por exemplo, a Microsoft, oferece atualizações diárias. Aparelhos livres Para garantir a segurança ou ao menos minimizar os riscos de invasões, não apenas os programas, mas também o hardware, ou seja, os equipamentos físicos, devem ser livres. É o que defende o diretor de operações do portal Embarcados, Fábio Souza. “Um hardware aberto pode ser auditado pela comunidade, não é uma caixa-preta que pode estar captando informações. Além disso, quando se tem um hardware fechado, a gente depende do que a empresa faz. Quando é algo aberto, mais pessoas podem estar engajadas, reportando falhas de segurança e trabalhando em melhorias”, afirmou. Os celulares, no entanto, ainda são desafios. “Essa é uma questão que está atrasada. A minha esperança é que venha uma empresa ou um consórcio que faça smartphones mais abertos. Hoje a gente depende muito de empresas, está muito fechado”, disse Souza. Para ele, ter tanto códigos para a criação de programas quanto designs abertos é algo que pode beneficiar o desenvolvimento de países como o Brasil. “A gente não precisaria ficar toda hora reinventando a roda. Poderíamos partir de patamares mais altos e criar projetos mais avançados.” Uso de celulares De acordo com o suplemento Tecnologias da Informação e Comunicação da Pnad Contínua, divulgado hoje (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualmente, no Brasil, a maior parte das …

Leia Mais
Clipping

Bolsonaro: abro mão da reeleição se Brasil passar por reforma política

O presidente da República, Jair Bolsonaro, disse na tarde de hoje (20), após participar da 27ª edição da Marcha Para Jesus, na capital paulista, que abriria mão da reeleição se o Brasil passar por uma séria reforma política. “Agora, se não tiver uma boa reforma política e o povo quiser, estamos aí para continuar mais quatro anos”. Durante seu discurso, Bolsonaro disse que o estado é laico, mas o presidente é cristão. “Vocês [evangélicos] foram decisivos para mudar o destino dessa pátria maravilhosa chamada Brasil. Todos nós compartilhamos dessa responsabilidade, onde primeiro Deus, depois a família respeitada e tradicional acima de tudo”. Aos evangélicos, Bolsonaro disse que todos sabem que o Brasil tem problemas sérios de ética, moral e economia, mas entende ser possível reverter essa condição. “Podemos ser o ponto de inflexão mas entendemos que é possível fazer com que um dia o Brasil seja colocado no local de destaque que merece”.  Entrevista a jornalistas Bolsonaro disse à imprensa que pegou o Brasil arrebentado economicamente e que o governo está trabalhando para reverter a situação.  “Não há ato de corrupção no meu governo. Quem cria emprego não é presidente, é a iniciativa privada. Nós queremos que, uma vez que os empreendedores tenham confiança em nós, eles invistam”, disse o presidente. Bolsonaro tornou a minimizar o caso de vazamentos de supostas conversas do ministro da Justiça, Sergio Moro, e disse que Moro é um patrimônio nacional, responsável por um excelente trabalho após o que chamou de saque no Brasil, resultado da corrupção. “O juiz conversa com ambas as partes. Se é que é verdade aquilo, não vejo nada demais. Eu jamais vou inquiri-lo”.  Quando questionado sobre declarações do ex-ministro general Calos Alberto Santos Cruz de que há muita bobagem no governo, Bolsonaro disse que o general é página virada. “Ele integrou o governo por seis meses e nunca disse que tinha bobagem lá dentro.” O presidente ressaltou ainda que sobrevoou a cidade de Miracatu, no Vale do Ribeira, e verificou a existência de montanhas de grafeno (substância extraída de camadas superficiais de grafite e que, pelas suas propriedades físicas tem diversas aplicações tecnonológicas), matéria-prima que o mundo inteiro quer. “Falta uma tecnologia um pouco mais apurada para que se tire o grafeno de lá”. Marcha para Jesus A Marcha para Jesus é aberta à população e tem como objetivo reunir igrejas cristãs do país e do mundo. O encontro começou com uma caminhada que saiu do estação Metrô Luz, na região central da capital paulista, às 10h, e seguiu em direção à Praça Heróis da Força Expedicionária Brasileira, próximo ao Campo de Marte, na zona norte de São Paulo.  Participaram do percurso de 3,5 quilômetros, 10 trios elétricos acompanhados por mais de 3 mil caravanas de várias partes do país. O evento recebeu dezenas de bandas, cantores e cantoras do segmento gospel.

Leia Mais
Clipping

Brasil enfrenta França nas oitavas de final do Mundial Feminino

O Brasil já sabe quem será o seu adversário nas oitavas de final da Copa do Mundo de Futebol Feminino. Será a anfitriã França. O jogo ocorre no próximo domingo (23) às 16h (horário de Brasília) no estádio Océane, em Le Havre. O confronto foi definido nesta quinta (20) após as partidas da 3ª rodada do grupo F da competição, que fecharam a primeira fase do Mudial. A França chega a este jogo como primeira colocada do grupo A, com 3 vitórias em 3 partidas, enquanto o Brasil chega como o terceiro colocado do grupo C, com 2 vitórias e 1 derrota na fase inicial. O retrospecto é totalmente favorável às francesas. Em 8 jogos, entre amistosos e partidas de Copa do Mundo, ocorreram 5 empates e 3 vitórias da França.

Leia Mais
Clipping

Obrigatório há 5 anos, teste da linguinha é alvo de disputa

Um teste físico simples, teste da linguinha, que verifica se o bebê recém-nascido tem ou não anquiloglossia – popularmente chamada de língua presa – é alvo de disputa entre profissionais. De um lado, pediatras acreditam que o exame físico feito após o parto é suficiente para identificar a anquiloglossia e pedem a revogação da lei que tornou o teste obrigatório. Do outro, fonoaudiólogos defendem uma capacitação para que quem examine a criança esteja atento também a isto.  Hoje (20), considerado o Dia Nacional do Teste da Linguinha, faz cinco anos que a Lei 13.002/2014, que torna o exame obrigatório, foi aprovada no Brasil.  De acordo com a conselheira da Comissão de Saúde do Conselho Federal de Fonoaudiologia, Mércia Quintino, cerca de 4% a 10,7% das crianças nascem com a língua presa. “O diagnóstico deve ser feito o mais cedo possível. A anquiloglossia leva a dificuldade na amamentação e, depois, dificuldade de mastigar alimentos sólidos, que são um desafio maior”, diz.  Mércia explica que o objetivo inicial é evitar o desmame precoce. “A gente sabe que a amamentação é importante e que muitas mães não têm condições de comprar leites industrializados. A fase da amamentação parece simples, mas é um momento complicado para a família, tem que ter todo o incentivo positivo para que dê certo”, disse.  Pedido de revogação Este ano, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) pediu ao Ministério da Saúde arevogação da lei. Para os pediatras, quando o bebê nasce já é feito um exame físico completo da criança e a língua presa é facilmente identificada nesse exame, não sendo necessário um protocolo específico para a execução do teste. “O teste é um passo burocrático desnecessário com redundância absoluta do exame do recém-nascido, que já é feito pelo pediatra na sala de parto”, diz a presidente do Departamento Científico de Otorrinolaringologia da SBP, Tânia Sih.  De acordo com Tânia, a maior parte dos casos de língua presa não demanda cirurgia, são níveis menos graves cujos efeitos na fala e na mastigação podem ser anulados com exercícios. “É raríssimo ter a língua superpresa, que é quando a língua adquire um formato de coração. Esses casos impactam no aleitamento materno e na fala. Para que ter fonoaudiólogo para constatar o que o médico já viu? Temos outros gastos mais urgentes para ser feitos com saúde”, defende. Já Mércia defende que é necessário haver uma capacitação. Segundo ela, o exame não precisa ser feito necessariamente por um fonoaudiólogo, mas por um profissional que esteja atento a isso na hora de examinar a criança.  Ministério da Saúde diz que o exame físico de recém-nascidos é realizado de forma rotineira nas maternidades – Arquivo/Agência Brasil Diagnóstico importante  O gerente de operações Alexandre Mitchell, que viveu a situação, defende que os hospitais estejam atentos à identificação da língua presa e mais do que isso, que ofereçam solução.  O filho mais velho de Mitchell, Theo, que hoje tem dois anos, nasceu com a língua presa. O caso de Theo atrapalhava a amamentação e, consequentemente, o desenvolvimento da …

Leia Mais
Clipping

Google libera extensão para facilitar denúncia de sites maliciosos

O Google liberou uma extensão para o navegador Chrome que facilita a denúncia de páginas maliciosas ao sistema “Safe Browsing”, que analisa todas as páginas visitadas para bloquear sites potencialmente prejudiciais. O Safe Browsing é utilizado também pelo Safari e pelo Firefox, então quem utiliza esses navegadores também poderá ser beneficiado pela melhora das denúncias ao Safe Browsing. Outra novidade do Chrome é um alerta exibido quando o endereço de uma página for muito semelhante a outra página conhecida. O objetivo é impedir fraudes ligadas a erros de digitação ou semelhança visual, como googkle (erro ao digitar “L”) ou “go0gle” (semelhança entre letra O e o zero). A função vale para todos os usuários a partir da versão 75 do Chrome. Novo alerta do Chrome será exibido quando endereço de uma página tiver semelhança visual com outros sites populares. — Foto: Reprodução Já a extensão “Suspicious Site Reporter” deve ser instalada apenas por usuários avançados que desejam contribuir com a segurança na internet. Os alertas que a ferramenta emite são bastante amplos e muitos sites legítimos podem gerar pequenos avisos na ferramenta. É preciso entender corretamente as informações apresentadas antes de prosseguir com uma denúncia. No momento, a extensão está disponível apenas em inglês. Sempre foi possível realizar essas denúncias. A extensão, além de facilitar o processo, dá a opção para que o denunciante envie uma captura de tela (“print”) da página junto da do histórico de endereços que o levaram à página denunciada. Certos sites fraudulentos adotam mecanismos para enganar os especialistas e sistemas que procuram conteúdo prejudicial. Eles tentam fazer com que apenas as verdadeiras vítimas vejam a página maliciosa completa. Quando um sistema de análise ou especialista analisa a denúncia, a página percebe que não se trata de uma vítima e não transmite nenhum código malicioso. Com isso, o criminoso pode evitar que seu site entre na lista de bloqueio. A captura de tela vai permitir que os especialistas sempre possam ver exatamente o mesmo conteúdo visto pelo denunciante, enquanto a sequência de redirecionamentos que levou até a página maliciosa deve permitir investigar anúncios fraudulentos e identificar sites hackeados. O Google informou ter derrubado 2,3 bilhões de anúncios ruins em 2018.

Leia Mais
Clipping

Collor admite ao STF ‘pecado’ de não declarar obras de arte, mas pede absolvição

O senador licenciado Fernando Collor de Mello (Pros-AL) admitiu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que pode ter cometido o “pecado” de não ter declarado obras de arte no Imposto de Renda, mas rebateu as acusações de corrupção passiva e lavagem de dinheiro atribuídas a ele pela Procuradoria Geral da República. A defesa pede que ele seja absolvido. As afirmações estão nas alegações finais apresentadas por Collor dentro da ação penal na qual ele é réu e que trata de desvios na BR Distribuidora, subsidiária da Petrobras na venda de combustíveis. Entenda a denúncia do MPF contra Fernando Collor na Lava Jato O caso agora vai ser concluído pelo relator, Luiz Edson Fachin, e liberado para a revisão do ministro Celso de Mello. Depois disso, a Segunda Turma do STF terá que julgar se condena ou absolve Collor. Senador Fernando Collor, do PROS de Alagoas, é interrogado no STFJornal Hoje–:–/–:– Senador Fernando Collor, do PROS de Alagoas, é interrogado no STF O caso Em 2015, o Supremo autorizou buscas e apreensão de carros de luxoem nome do senador. Foram apreendidos um Lamborghini, um Bentley, uma Range Rover e uma Ferrari na Casa da Dinda, residência de Collor em Brasília. Nas alegações finais da Procuradoria, apresentadas no fim de abril, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu que o Supremo aplique ao senador a pena de 22 anos e oito meses de prisão na ação penal. Embora Dodge tenha sugerido pena, quem fixa a punição é a Justiça – no caso, o Supremo. Conforme Dodge, há provas de que o grupo de Collor recebeu R$ 30 milhões em propina desviada da BR Distribuidora entre 2010 e 2014. Um dos argumentos de Dodge é que Collor usou, no mesmo período dos desvios, dinheiro vivo para comprar obras de arte, entre elas um quadro de Di Cavalcanti avaliado em R$ 4,6 milhões, sem declarar às autoridades. Na avaliação de Dodge, esse é um indicativo de lavagem de dinheiro. Os carros também foram apontados pela PGR como uma forma de lavar dinheiro. Investigações sobre o senador Além da ação penal na qual é réu, Collor já foi denunciado em outro inquérito e é investigado em mais quatro procedimentos na Lava Jato. No mês passado, Raquel Dodge pediu novo inquérito para investigar a aplicação de R$ 10 milhões supostamente recebidos como propina no caso da BR Distribuidora. Na última quarta-feira (19), a procuradora defendeu que o caso deve permanecer no Supremo porque tem relação com o cargo de senador. Segundo ela, é preciso identificar a aplicação desses valores. Ela defende que o caso também fique com Fachin, mas a questão ainda está sob análise do STF. 309 páginas de alegações finais A defesa de Collor protocolou as alegações finais de 309 páginas no dia 10 de junho, mas elas só foram tornadas públicas no processo nesta semana. Para responder a acusação, a defesa afirmou que não declara todas as obras de arte porque compradores e vendedores não emitem notas fiscais. “Alega a Procuradoria-Geral da República que o defendente …

Leia Mais
Clipping

Moro: “Não tenho apego ao cargo, se houver irregularidades, eu saio”

Durou pouco mais de oito horas a reunião da Comissão de Constituição e Justiça do Senado com a participação do Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, para falar sobre notícias publicadas pelo site The Intercept, que revelaram supostas trocas de mensagens atribuídas a Moro e a membros da força-tarefa da Lava Jato, na época em que o ministro atuava como juiz da operação Lava Jato, em Curitiba. Ao responder os questionamentos dos parlamentares, Moro disse várias vezes que não se recordava das mensagens e colocou em dúvida a autenticidade delas. Ele disse ainda não ter apego ao cargo e que se que houver qualquer irregularidade comprovada, ele deixará o cargo. Confira reportagem na TV Brasil : “Estou absolutamente tranquilo quanto a isso, mas, se é esse o problema, então o siteapresente tudo. Aí a sociedade vai poder ver, de pronto, se houve alguma incorreção da minha parte. Eu não tenho nenhum apego pelo cargo em si. [O site que] Apresente tudo. Vamos submeter isso, então, ao escrutínio público. E, se houver ali irregularidade da minha parte, eu saio”, disse Moro. Segundo o site The Intercept Brasil, as mensagens foram trocadas entre 2015 e 2018 e obtidas a partir da invasão de aparelhos dos procuradores por hackers ainda não identificados. Ao falar da troca de mensagens, o ministro disse que as conversas entre juízes, promotores, advogados e poiliciais são corriqueiras e que sempre atuou de forma imparcial. “No sistema brasileiro, o juiz atua já na fase de investigação, autorizando diligências requeridas pela polícia ou pelo Ministério Público. Depois, [este mesmo juiz] atua na fase da ação penal, autorizando novas diligências [requeridas] não só pela polícia ou pelo Ministério Público, mas também pela defesa”, afirmou Moro Mais de 40 senadores se increveram para interpelar o ministro. Questionado sobre a possibilidade de, caso os arquivos de mensagens ainda estarem disponíveis, abrir acesso a eles, Moro disse que teria de avaliar a possibilidade. Ele disse que saiu do aplicativo Telegram no ano passado e acredita que elas já tenham sido apagadas. “A informação que eu tenho é que uma vez saindo do Telegram ou apagando as mensagens, elas são apagadas das nuvens [local de armazenamento de dados remoto]. Ter-se-ia que ver isso. Não sou especialista técnico. O Telegram não tem representação legal no Brasil”, disse. Ministério O ministro disse que aceitou o convite para ocupar um posto no governo federal em novembro de 2018, com o propósito de consolidar o trabalho que vinha sendo realizado pela força-tarefa da Lava Jato, que apura casos de corrupção. “Eu vi no convite para ser ministro da Justiça e Segurança Pública uma oportunidade para consolidar estes avanços anticorrupção e avançar no combate ao crime organizado e à criminalidade violenta. Foi por isto que aceitei ser ministro e é isto que estou fazendo”, afirmou Moro, garantindo jamais ter atuado “em conluio” com os procuradores. STF Moro também falou sobre uma possível indicação a uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF). Ele disse que as afirmações de que haveria um acordo entre ele e o presidente Bolsonaro …

Leia Mais
Clipping

Corpus Christi: bancos fecham hoje, mas reabrem amanhã

Os bancos não funcionam nesta quinta-feira (20), ponto facultativo em razão do dia de Corpus Christi. O atendimento bancário volta ao normal na sexta-feira (21), com agências abertas ao público das 11h às 16h. A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou que os clientes poderão usar canais alternativos para pagar contas e fazer saques, depósitos e transferências, como caixas eletrônicos e atendimento por telefone e internet. As contas que vencem hoje poderão ser pagas, sem multa, na sexta-feira, próximo dia útil. Segundo o diretor adjunto de Operações, Walter Tadeu de Faria, a população não ficará sem serviços bancários. “Caixas eletrônicos vão funcionar normalmente, para o fácil acesso do consumidor”, disse ele.

Leia Mais
Clipping

Planalto é contra proposta da Anvisa de dar aval a cultivo de maconha

O Palácio do Planalto informou nesta quarta-feira (19) ser contrário à proposta da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) de liberar o cultivo de maconha no país para pesquisa e produção de medicamentos. Em nota enviada à reportagem, a Casa Civil afirmou que é contra a liberação do plantio e disse que a ideia é estimular apenas a importação de “matéria-prima”, como óleos e extratos para uso medicinal. O apoio restrito a esse modelo ocorre para evitar uma deturpação do uso do produto para fins recreativos, explica o órgão. A posição se choca com a iniciativa recente da Anvisa de levar à consulta pública duas propostas sobre o tema: uma com regras para o plantio de Cannabis, o qual deverá ser liberado apenas a empresas interessadas na produção de remédios, e outra para registro dos produtos que podem ser gerados neste processo. Leia também:Anvisa quer regulamentar maconha para uso farmacêutico e científicoAnvisa propõe plantio de maconha em locais fechados e com acesso controlado por biometriaConselho de medicina pede que Anvisa revogue ato para liberar maconha  Questionada se planeja adotar medidas diante da proposta da agência, a Casa Civil negou ter projetos em andamento. Em seguida, orientou consultar os ministérios da Saúde e Agricultura. À reportagem o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse não ver problemas na proposta, desde que a regulamentação siga “evidências científicas”. “Se for com base científica para uso científico, não vejo nenhum problema. O que não podemos é fazer disso aí é uma panaceia”, afirmou. “Daqui a pouco começa a querer vender xarope, vender xampu, e com isso estaríamos em um caminho equivocado. Medicamento tem que ser tratado como medicamento.” Segundo ele, o ministério deve enviar à Anvisa nos próximos dias um posicionamento sobre o tema. A previsão é que a medida indique maior aval a medicamentos à base de canabidiol, derivado da maconha conhecido pelo uso terapêutico e por não ter efeito psicoativo –ou seja, não dá “barato”. “Eu só entendo como arsenal terapêutico o que tem base científica. E o que tem até agora é base científica sobre o canabidiol, e mesmo assim para algumas síndromes”, afirma o ministro. Desde 2015, a Anvisa autoriza a importação de produtos à base de canabidiol para uso medicinal. Alguns deles, porém, também possuem THC, derivado da maconha responsável pelo efeito psicoativo e cujo potencial terapêutico tem sido alvo de estudos. Haveria, então, uma restrição ao THC? “Vamos trabalhar com ciência”, responde. “THC tem evidência de uso científico? Tem meta-análise? Não adianta uma pessoa só dizer que faz bem. Se for nesse sentido [com base em evidências], joia”, afirma. “O Ministério da Saúde é frontalmente contrário a fazer porque o mundo fez, ou como porta de entrada para liberar o uso [da maconha] como droga alucinógena”, diz. A proposta da Anvisa, no entanto, não prevê diferenças entre substâncias e orienta que os produtos a serem registrados passem por todas as fases de estudos clínicos. A exceção seriam medicamentos indicados para doenças graves e sem alternativas terapêuticas, os quais poderiam …

Leia Mais
Clipping

Pesquisa brasileira comprova que remédio usado por pacientes com Parkinson causa arritmia cardíaca

Uma pesquisa brasileira confirmou que o remédio domperidona, usado comumente para tratar enjoo e ânsia de vômito em pacientes com Parkinson, aumenta o risco de arritmia cardíaca. Os resultados foram publicados nesta quinta-feira (20) na revista “Nature”. Foram usados 36 ratos machos em laboratório com peso entre 230 e 300 gramas. Eles foram divididos em quatro grupos em igual quantidade, mas apenas dois deles receberam 6-hidroxidopamina, composto responsável pelo modelo da doença de Parkinson nos estudos científicos. Dois grupos – um com a 6-hidroxidopamina e outro com uma substância salina (sem eficiência para a doença) – receberam a dose máxima de 80 mg/kg de domperidona. Os outros dois não receberam o medicamento. Os animais foram monitorados com eletrodos inseridos pela cabeça até o coração – método que garante que eles não sejam arrancados pelos roedores. Os cientistas avaliaram a reação dos ratos após três dias, cinco dias e após duas semanas. “Depois de cinco dias você já tem uma lesão estabelecida, e a gente pode analisar a situação do coração junto com o processo que leva ao Parkinson”, explicou Fulvio Scorza, professor associado do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia da Unifesp, vice-diretor da Escola Paulista de Medicina e orientador do trabalho. Os resultados mostram que o uso da domperidona gera um risco maior de arritmia cardíaca, o que é um problema extra para os pacientes com Parkinson – quase 60% deles já apresentam alterações cardiovasculares. “A mortalidade da doença de Parkinson aumenta de duas a três vezes, em comparação à população em geral, cinco a dez anos após o diagnóstico inicial. Isso é um fato. Então, nós vasculhamos na literatura o termo ‘morte súbita’ na doença”, disse Scorza. Segundo ele, há evidências de que as mortes repentinas causadas pela doença possam ser causadas pelo uso do remédio – ou até pela combinação com outros tratamentos. “Cada vez mais as pessoas precisam entender que a doença de Parkinson é neurológica, mas é preciso uma convergência entre as especialidades médicas, ou seja, outros órgãos podem estar em sofrimento e precisam ser avaliados, como o coração”. O artigo é assinado pela pesquisadora Laís Rodrigues, da Unifesp. O orientador diz que mais um estudo, mas dessa vez com ratas, está em andamento. A incidência da doença em mulheres é menor: a cada três homens, uma mulher é diagnosticada. Scorza diz que outros artigos relacionam o estrogênio como um hormônio protetor.

Leia Mais
Clipping

Se depender de mim, Moro não sai, diz Bolsonaro

Horas depois de o ministro da Justiça, Sergio Moro, ter dito durante audiência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado que não tem apego ao cargo e, se cometeu irregularidade, deixaria o Ministério, o presidente Jair Bolsonaro saiu em defesa enfática do ex-juiz da Lava Jato. “Eu também não tenho apego ao meu cargo. O ministro é livre para tomar as decisões que bem entender. O Sergio Moro é patrimônio nacional e, se depender de mim, não sai”, disse. Questionado se poderia demitir Moro como fez com o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, ele disse que não demitiu Levy, mas foi ele quem pediu para sair. “Não posso casar pensando em separar um dia. Não vi nada de anormal até agora (nas conversas de Moro). Querem tentar me atingir atacando quem está do meu lado. O Sergio Moro é patrimônio, podem procurar outro alvo porque esse já era. Ele fica.”

Leia Mais
Clipping

Bolsa fecha pela primeira vez acima dos 100 mil pontos

Em um dia de euforia no mercado financeiro, a Bolsa de Valores rompeu a barreira dos 100 mil pontos, e o dólar fechou no menor valor em dois meses. O índice Ibovespa, da B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), encerrou o dia com alta de 0,9%, aos 100.303 pontos. Este é o maior nível da história. No mercado de câmbio, o dólar comercial caiu 0,25% e foi vendido a R$ 3,85. Em queda pelo segundo dia seguido, a divisa chegou ao no menor valor desde 10 de abril (R$ 3,824). Hoje, o Federal Reserve – Banco Central dos Estados Unidos – manteve os juros da maior economia do planeta entre 2,25% e 2,5% ao ano. A instituição, no entanto, indicou que pode cortar a taxa ainda este ano. Juros mais baixos em economias avançadas aumentam o fluxo de capitais para países emergentes, como o Brasil, pressionando para baixo a cotação do dólar e estimulando investimentos no mercado de ações. No Brasil, os investidores acompanham as discussões do relatório da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara dos Deputados. Nesta quarta-feira,ocorre o segundo dia de debates. A expectativa da Casa é que a na comissão especial vote o texto na próxima semana.

Leia Mais