Blog
Clipping

Com real em alta, número de intercambistas brasileiros deve aumentar até 25% em 2011

Em tempos de real forte, o intercâmbio no exterior tornou-se uma opção acessível para estudar idiomas, adquirir experiência profissional e aprender os macetes de se lidar com outras culturas. Neste ano, a Belta (Associação Brasileira de Organizadores de Viagens Educacionais e Culturais) espera um crescimento de 20% a 25% no número de participantes. No ano passado, cerca de 170 mil brasileiros entraram em algum tipo de programa de trabalho ou estudo no exterior – em 2004, eram apenas 42 mil. “É o momento ideal para ir, pois o preço está mais baixo que nos anos anteriores”, diz Maura Leão, presidente da Belta. Se o estudante quer fazer um curso de idiomas no final do ano, a hora de procurar é agora –a seis meses de embarcar. Os intercâmbios podem ser só para estudo, trabalho ou ainda combinar ambos. Dá para aprender um idioma, fazer um curso em área específica ou frequentar ensino médio, superior ou pós. “Mas, atenção: se quiser trabalhar, o objetivo principal é conseguir uma experiência profissional no exterior. Não espere custear a viagem toda só com o salário”, afirma Tereza Fulfaro, diretora educacional da CI (Central de Intercâmbio). Os destinos mais procurados mundialmente são os países que falam inglês, como Reino Unido, Estados Unidos, Canadá e Austrália. No caso da CI, eles respondem por 90% dos intercâmbios. “Neste ano já fechamos também um pacote um pouco diferente: para estudar inglês na Índia”, conta Tereza. A tendência é que cresça a demanda mundial por intercâmbio em países que falam outras línguas. A Association of Language Travel Organisations prevê um aumento drástico no número de interessados na China. Já uma pesquisa entre estudantes estrangeiros mostrou que a Alemanha é a nação com melhor infraestrutura para recebê-los, sobretudo para cursos de graduação e pós – muitos deles oferecidos em inglês. Fonte: Uol Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Banco Mundial repassa US$ 500 milhões para ajuda aos afetados pela seca na África

O Banco Mundial decidiu repassar 500 milhões de dólares para ajuda de emergência aos mais afetados no Chifre da África, golpeada pela seca, anunciou a instituição nesta segunda-feira, pouco antes da abertura, em Roma, da reunião para lutar contra a fome nesta região. Esta quantia se soma aos 12 milhões já desbloqueados para conceder uma ajuda imediata. “É importante agir rapidamente para diminuir o sofrimento humano, mas também estamos atentos às soluções em longo prazo”, declarou o presidente do Bird, Robert Zoellick, em um comunicado. Em Roma, o diretor-geral da FAO, Jacques Diouf, afirmou que a seca no Chifre da África provocou uma “situação catastrófica, que exige uma ajuda internacional maciça e urgente”. “É preciso salvar vidas e reagir”, afirmou Diouf, acrescentando que é necessário 1,6 bilhão de dólares (1,1 bilhão de euros) nos próximos 12 meses e 300 milhões de dólares nos próximos dois meses para atender as emergências dessa região. Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Lei de Execução Penal

Independentemente da entrada em vigor da mais completa lei de Execução Penal brasileira no início deste ano, o nosso sistema penitenciário, a cada dia, está mais falido. Os presídios com lotações além de suas capacidades, e, como não há recursos nos orçamentos públicos para resolução desse e de outros, não menos graves, problemas, o governo adota um novo Código Penal que se confronta com essa moderna Lei, que tem por objetivo efetivar as disposições da sentença ou da decisão criminal e proporcionar condições sociais ao condenado ou internado, lhe assegurando os direitos não atingidos pela sentença. Essa lei assegura ao preso, direitos, como sendo dever do Estado, na prevenção do crime e na orientação do retorno do sentenciado à convivência na sociedade. Na lei está à assistência à saúde, jurídica, educacional, social, religiosa e outras coisas que saltam aos olhos. Mas, na verdade, isso está apenas no papel. Atrás da Lei de Execução, veio a reforma do Código Penal, impedindo o decreto de prisão preventiva para criminosos primários, cujas penas mínimas não ultrapassem quatro anos de reclusão, dentre outras facilidades. Esta lei é para libertar os criminosos que não poderão ficar presos porque as condições dos presídios não atendem a Lei das Execuções Penais. A sociedade que se cuide, o Estado está fora. Absurdo. GONZAGA PATRIOTA Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)  

Leia Mais
Clipping

Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 9 milhões

Nenhum apostador acertou os números 08 – 19 – 46 – 51 – 52 – 54, sorteados no concurso 1.303 da Mega-Sena, feito neste sábado (23). O sorteio foi feito em Andradas, Minas Gerais. A arrecadação chegou a quase R$ 27,5 mil. Já os 40 apostadores que acertaram cinco dezenas terão direito a R$ 40.211,48 cada um. Os outros 3.573 apostadores que acertaram quatro números podem sacar R$ 643,10. O próximo sorteio da Mega-Sena será feito na quarta-feira (27). A Timemania também acumulou e vai pagar R$ 6,5 milhões na quarta. Os números sorteados foram 04 – 19 – 25 – 35 – 54 – 63 – 69. O time sorteado foi o River, do Piauí. Três apostadores que acertaram seis dezenas da Timemania têm direito a R$ 45.279,67 cada. Os 249 apostadores que acertaram cinco números poderão sacar R$ 779,34. Quem acertou só quatro números (4.949 jogos) tem direito a R$ 6 e os outros 47.253 apostadores que acertaram três dezenas podem receber R$ 2. Para apostar na Timemania, é preciso escolher 10 dezenas e acertar 7 números para levar o prêmio principal. Mas além da faixa principal, leva um prêmio quem acertar seis, cinco, quatro e até três números. Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Número de brasileiros sozinhos triplica em 20 anos

A família tradicional, com pai, mãe e três filhos, está cada vez mais rara no Brasil. Pela primeira vez na história, o número de pessoas morando sozinhas ultrapassou o das famílias com cinco integrantes. Os domicílios com apenas um morador já são 12,2% do total, contra 10,7% das residências com cinco pessoas. Os brasileiros solitários já somam 6,9 milhões – quase três vezes mais que os 2,4 milhões de 1991. Os dados constam de um recorte inédito feito pelo Estado nos dados do Censo Demográfico de 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A pesquisa revela que o País está seguindo uma tendência internacional: há cada vez menos gente dividindo o mesmo teto. Em 1960, a média de moradores por domicílio era de 5,3 pessoas. Cinquenta anos depois, caiu para 3,3. Ainda assim, é bem maior do que a proporção em países europeus e nos Estados Unidos: por volta de 2,5. Porém, existem duas grandes diferenças no aumento dos “solitários” brasileiros registrado na última década. A primeira é a intensidade – de 2000 para cá, o ritmo de crescimento dos domicílios com apenas um morador foi cerca de 15% maior do que na década anterior. A outra é a participação das cidades médias: morar sozinho era um comportamento mais restrito às grandes cidades. Mas, nos últimos dez anos, o avanço de casas e apartamentos com apenas um morador foi quase 40% maior em cidades de 100 mil a 500 mil habitantes que nos grandes municípios. As principais explicações para esse fenômeno são o crescimento no número de idosos e o aumento na renda média do brasileiro. Fonte: R7 Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Dia do Colono celebra imigrantes que ajudaram a desenvolver a agricultura

No município de Santa Rosa, no noroeste gaúcho, o trabalho na agroindústria da família Radke começa bem cedo. A produção é variada: são pães, cucas, bolos, bolachas e embutidos, como salames. Na agroindústria é possível ver a sucessão familiar. O negócio começou com o casal Laci e Edmundo e hoje já tem filhos e netos no serviço. Sandra seguiu os passos da mãe. Aprendeu algumas receitas e hoje se dedica às guloseimas da agroindústria. No total, são seis integrantes da família que trabalham no local e outros três funcionários contratados. E a mão de obra não é suficiente, além da feira municipal, eles também comercializam o produto em mercados e lojas da cidade. Desde 2000, a agroindústria é a fonte de renda da família. Por mês, eles ganham cerca de R$ 20 mil, valor suficiente para custear as despesas e fazer investimentos. O trabalho exige dedicação, mas proporciona boas recompensas no final. Fonte: G1 Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Captações de investimento no mercado externo refletem confiança na economia brasileira, diz especialista

O Brasil está obtendo vantagem do seu “grau de investimento”, com captações no mercado externo a taxas de juros até pouco impensáveis para uma economia emergente, enquanto os países europeus brigam com as agências de rating. Segundo a professora da Fundação Getulio Vargas (FGV) Nora Zygielszype, especialista em mercados financeiros internacionais, o sucesso das captações feitas no primeiro semestre do ano – tanto pelo governo quanto pelas empresas privadas – deve-se à taxa de juro mais baixa na maior parte dos países ricos e à boa imagem que o Brasil conseguiu construir nos últimos anos. “O dinheiro está muito barato lá fora e o Brasil fez o seu dever de casa durante o governo Fernando Henrique Cardoso e no primeiro governo Lula”, disse a especialista, para quem não há, ao menos por enquanto, motivo para acreditar que fantasmas passados possam voltar a assombrar a economia brasileira. Na década de 1970, durante o governo militar de Ernesto Geisel, o país viveu o seu “milagre econômico” em função das captações externas, em um momento também de dificuldade para as nações mais ricas em plena crise petrolífera. A boa fase, no entanto, foi sucedida pela crise da dívida externa que assolou todo o continente latino-americano na década seguinte. “Após a crise, os juros norte-americanos subiram enormemente e a dívida que o Brasil e outros países da América Latina haviam contraído estavam atrelada a ele”, lembra a especialista. Desta vez, “o país está com reservas altas, não é mais dependente de petróleo e o montante captado ainda é pequeno e não preocupa”, esclareceu Nora Zygielszype. No início deste mês, o governo captou 500 milhões de dólares nos mercados norte-americano e europeu com a venda de títulos da dívida pública negociados a um juro de 4,188% ao ano, em um prazo de uma década – o menor da história do país para captações internacionais. O fato de os investidores aceitarem taxas menores significa que estão mais seguros de que o Brasil honrará sua dívida. A captação foi feita uma semana após a agência de classificação de risco Moody’s ter elevado a nota da dívida do Brasil no exterior. Papéis de dívida com prazo de vencimento para daqui a 30 anos, como os negociados em outubro do ano passado, também são uma novidade para o país. Outro tipo de captação que mostra a melhora na credibilidade do país são operações em moeda própria, que o Brasil conseguiu concretizar com sucesso no final de 2010. “Isso é ótimo, porque cria uma dívida externa na nossa própria moeda, deixa o país mais tranquilo e mostra essa confiança no real”, destaca a especialista. Isso, assinalou, mostra uma tendência para o longo prazo, mas vai exigir controle da inflação. Na segunda-feira passada, também o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) concluiu uma captação de 200 milhões de francos suíços (cerca de 170 milhões de euros) a um juro de 2,75% por ano e vencimento para 2016. A expectativa é que boa receptividade aos títulos públicos abra ainda mais …

Leia Mais
Clipping

Sai hoje lista de aprovados em terceira chamada para o ProUni

O Ministério da Educação (MEC) divulga hoje (25) a lista dos candidatos pré-selecionados em terceira chamada para receber uma bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni). Os aprovados devem comparecer às instituições de ensino para as quais foram selecionados até 29 de julho a fim de comprovar os dados fornecidos nas inscrições. A lista dos documentos que precisam ser apresentados está disponível no site do ProUni. Se ainda houver bolsas disponíveis, será gerada uma lista de espera que poderá ser utilizada pelas instituições de ensino para preenchê-las. Os interessados em fazer parte da lista deverão manifestar seu interesse no site do programa, no período de 6 e 8 de agosto. Para receber uma bolsa do ProUni, o aluno precisa ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou estabelecimento privado com bolsa. Também é necessário ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2010 e atender aos critérios de renda do programa. O benefício integral pode ser pleiteado por candidatos com renda familiar per capita mensal de até 1,5 salário mínimo. As parciais são destinadas a estudantes com renda familiar per capita de até três salário mínimos. Para o primeiro semestre de 2011 foram disponibilizadas 92 mil bolsas em instituições privadas de ensino superior. Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping
1

A família em primeiro lugar

Agendado para a Missa do Vaqueiro, em Serrita,  para a Exposição de Animais de Sertânia, sua terra natal, para o casamento do colega Fernando Filho e para acompanhar o ex-presidente Lula, em Recife, o Deputado Federal Gonzaga Patriota (PSB), trocou todos esses compromissos pela Colação de Grau da sua filha petrolinense, GYNNATERRA, de 23 anos, nessa sexta feira (22) e, baile de formatura, hoje, em Brasília, em ato simples apenas com parte da sua numerosa família.  Gynnaterra se formou em medicina pela UNIPLAC – Universidade do Planalto Central e optou por ser oftalmologista, já com residência agendada no HOPE de Pernambuco, referência latino americana nesta área.  Ontem Gonzaga Patriota fez a entrega do diploma de médica a Gynnaterra, hoje deve dançar com ela a valsa dos formandos. Aliás, se dançou valsa em todas as suas formaturas (oito), deve ser um bom dançarino do gênero. Parabéns Gynnaterra por mais essa conquista! Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Número de presos cresce mais do que criminalidade no Brasil

A população carcerária mais que dobrou nos últimos dez anos. Saiu de 233 mil presos, em 2000, para 496 mil no ano passado – um salto de 113%. Segundo dados do Depen (Departamento Penitenciário Nacional), do Ministério da Justiça, só entre 2000 e 2005, a quantidade de presos subiu 55%, somando 361 mil. Enquanto isso, o índice de homicídios no país passou de 28,9 em cada grupo de 100 mil habitantes, em 2003, para 25,6, em 2008 (dado mais recente). Nos últimos anos, a taxa tem permanecido em torno de 26 mortes em cada 100 mil habitantes, de acordo com dados da ONG Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Várias explicações podem ser encontradas para se entender o fenômeno do crescimento da população carcerária. Os números mostram que o endurecimento na punição de certos crimes levou mais gente às prisões. O exemplo mais claro é o do tráfico de drogas. Enquanto em 2005 havia 31 mil presos por tráfico (nacional e internacional), em 2010, o número era de 100 mil presos. Na comparação com os 91 mil de 2009, a alta de 2010 foi de mais de 10%. Movimento semelhante é visto nos números de presos por homicídio. Em dezembro de 2010, o Depen contabilizou 49 mil, 88% acima das 26 mil pessoas registradas no mesmo mês de 2005. Em 2009, os presos por homicídio eram 50,6 mil. Ou seja, no último ano, registrou-se uma pequena queda, mas o número de homicídios manteve-se estável. Segundo dados da ONG, foram registrados 43 mil homicídios em 2005 e em 2008. O maior rigor das leis não pode ser considerado uma vitória na luta contra o crime. Para o advogado Augusto de Arruda Botelho , vice-presidente do Instituto de Defesa do Direito de Defesa, os dados do Depen mostram os “equívocos da política de combate à criminalidade”. Ao invés de tentar resolver os crimes e apurar suas causas, procura-se a repressão, “que invariavelmente passa pelo aumento da pena”. Esse aumento, para Botelho, é sempre em resposta ao clamor popular, ou a alguma observação feita pelo Legislativo. – Aumentou o tráfico de drogas no país? Aumenta-se a pena para traficantes; se a sociedade ficou mais violenta, aumenta-se a pena para homicídios. Presos sem condenação A prisão provisória, que inclui os flagrantes e as medidas cautelares, se multiplicou nos últimos anos. Em 2010, eram 165 mil presos provisórios, cerca de 40% do total de presos no ano. Desde 2005, quando os provisórios eram 91 mil, o aumento foi de 80%. Botelho aponta três fatores para explicar o aumento do número de presos por homicídio: o aumento da criminalidade, a melhoria na qualidade das investigações policiais, que resultam em mais prisões, e, principalmente, uma mudança na mentalidade dos magistrados. Os juízes, diz o advogado, passaram a considerar a prisão provisória necessária em casos de assassinato. Em vez de exceção, aplicada apenas quando necessário, o encarceramento processual virou regra. Na opinião de Botelho, é um “reflexo absurdo da banalização da prisão preventiva no país”. – Infelizmente, alguns juízes …

Leia Mais
Clipping

Recorde de empregos para engenheiros

Pesquisa da empresa Michael Page de recursos humanos revela que a área de engenharia lidera o ranking nacional de contratações, com 22% de todas as admissões no país. As regiões fora do eixo Rio-São Paulo foram as que mais contribuíram para consolidar a demanda. O Nordeste responde por 45% do total das vagas de engenharia captadas pela consultoria no primeiro trimestre do ano. Pernambuco lidera na região, com 48% das colocações de engenheiros, puxadas pelos novos investimentos em obras de infraestrutura e os projetos habitacionais. A pesquisa inclui todos os níveis hierárquicos formados por executivos de alta e média gerência, como gerentes, superintendentes e diretores de empresas  em todo país. Os dados foram captados pelos dez escritórios regionais da consultoria (inclusive no Recife). Além de engenharia, as profissões ligadas às áreas financeiras, bancos, vendas/marketing, tecnologia da informação e óleo e gás estão cotadas como as mais demandadas de mão de obra. “O volume de projetos de recrutamento na área de engenharia tende a ser maior diante do aquecimento do mercado de trabalho no país”, comenta Leonardo Souza, diretor regional da Michael Page no Nordeste. Segundo ele, esses índices são mais elevados na região devido aos projetos de infraestrutura programados  dentro das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC II). Além disso, ele cita o aumento da renda média das famílias alavancando as vendas no mercado imobiliário dos projetos do Minha casa, minha vida. O executivo confirma que existem cargos específicos de chefia e gerência onde há carência absoluta de profissionais qualificados no Nordeste. “Há mais projetos sendo tocados do que profissionais no nível demandado pelas empresas”. A efervescência do mercado de trabalho em Pernambuco é comprovada pelo desempenho do escritório regional da consultoria, um dos que mais cresceram no 1º trimestre do ano. As contratações de engenheiros lideram com 48% no escritório local, seguido de vendas e marketing com 38% e a área financeira com 14%. Por enquanto, 93% dos engenheiros são pernambucanos e 7% vieram de outros estados. A pesquisa mostra que, ao contrário do Sudeste, as empresas pernambucanas da construção civil preferem os mais jovens com menos de 30 anos, que correspondem a 64% das contratações. Fonte:  Diario de Pernambuco Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Comércio entre Brasil e Iraque aumenta em 2011

O comércio entre Brasil e Iraque ganhou força no primeiro semestre do ano. Segundo a Câmara de Comércio e Indústria Brasil Iraque, a balança comercial entre os dois países fechou com superávit brasileiro de US$ 3,3 milhões. Alimentos e commodities foram os principais produtos exportados. O Brasil faturou US$ 367,6 milhões em vendas para o país asiático e gastou US$ 364,3 milhões com importação de petróleo iraquiano. O superávit de janeiro a junho deste ano é 6,9% maior que o do mesmo período do ano passado. Os 15 produtos de maior valor comercializados pelo Brasil incluem desde frango, açúcar e carne bovina (no topo das vendas para o Iraque) a máquinas de construção. “Esse comércio vem se diversificando ano a ano”, afirma o presidente da Câmara, Jalal Chaya. De acordo com ele, a troca de produtos se intensifica à medida que o Iraque reconstrói o país e amplia a infraestrutura. “Nos últimos anos, a infraestrutura iraquiana tem melhorado, principalmente no norte e no sul do país, que vêm se modernizando mais rapidamente com investimento de empresas estrangeiras.” Os dados, porém, diferem daqueles divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Segundo o governo, o Brasil exportou US$ 147,9 milhões para o Iraque e importou US$ 364,3 milhões, déficit, portanto, de US$ 216,3 milhões. Segundo a Câmara de Comércio e Indústria Brasil Iraque, a divergência se deve ao fato de o governo federal considerar no balanço apenas as exportações diretas ao país, enquanto a Câmara leva em conta produtos que têm o Iraque como destino, mas ficam armazenados em países vizinhos por conta da falta de estrutura. “O Iraque utiliza os países vizinhos para o armazenamento das importações. Mas isso vem diminuindo ano a ano”, afirma Chaya. Fonte: Revista Época Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Brasil é o sexto país em acessos da rede social Google+, mostra estudo

 Uma pesquisa divulgada pela ComScore colocou o Brasil sem sexto lugar no número de acessos do Google+, nova rede social do Google, e que foi lançada no dia 28 de junho. No país, mais de 621 mil pessoas acessaram o site, que já tem um total de mais de 20 milhões de acessos em todo o mundo. Na frente do Brasil, de acordo com a ComScore, estão Estados Unidos (com mais de 5 milhões de acessos únicos), Índia (com cerca de 2,8 milhões), Reino Unido (com 866 mil), Canadá (com 858 mil) e Alemanha (com 705 mil). O estudo mostra que 60% do público que acessou o Google+ tem entre 18 e 25 anos e que 63% são homens. Os dados, no entanto, não representam o número de usuários da rede social do Google. Fonte: pe360graus.com.br Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Desarma Brasil recolhe um milhão de armas

Com a política de ressarcir financeiramente entre 100 e 300 reais, com pagamento um dia após a entrega da arma de fogo e com procedimento simples e rápido, a Polícia Federal já recolher mais de um milhão de armas de fogo em todo país. Basta entregar sua arma nas dependências da Polícia Federal, recebe uma senha e retira o dinheiro em qualquer terminal eletrônico do Banco do Brasil. A pessoa que possui uma arma ilegalmente poderá acomodá-la em qualquer embalagem, sem munição – porque se essa pessoa for abordada por uma blitz, está acobertada e sem apreensão ou prisão, basta informar que aquela arma está sendo conduzida para devolução, de acordo com o Programa Desarma, do Ministério da Justiça. O Estado de Pernambuco é o campeão em devolução de armas. Mais de cem mil velhos revólveres e espingardas foram devolvidos só nesta campanha e ressarcidos os seus proprietários com mais de dois milhões de reais. Esse novo e prático processo vem estimulando a entrega de armas de fogo, diferentemente do modelo anterior onde à indenização era feira em conta corrente identificada, o que deixava as pessoas assustadas e não se dispunham a devolver suas armas. Gonzaga Patriota Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

TJPE realiza recadastramento em postos da capital e do interior

O servidores do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) passarão por um censo de 8 a 26 de agosto. Magistrados, servidores ativos e aposentados deverão participar do recadastramento em dez postos montados, sendo dois no Recife e os demais nas comarcas de Afogados da Ingazeira, Carpina, Caruaru, Garanhuns, Ouricuri, Palmares, Petrolina e Serra Talhada. Na capital pernambucana, os funcionários devem procurar os fóruns Joana Bezerra e Thomaz de Aquino. Para se recadastrar, o servidor deve comparecer a um dos postos de atendimento munido do documento de identidade, CPF, título de leitor, comprovante de residência e PIS/Pasep. Com relação aos dependentes menores de idade é possível apresentar certidão de nascimento no lugar do RG. Já para os maiores de idade, com até 21 anos e cursando ensino superior, será preciso atestar dependência. De acordo com o calendário de recadastramento, aniversariantes dos meses de janeiro a março devem comparecer a um dos postos de atendimento entre os dias 8 e 11 de agosto. De abril a junho, de 12 a 17 de agosto, de julho a setembro, de 18 a 22 de agosto, e de outubro a dezembro, de 23 a 26 de agosto. No final do mês, o TJPE disponibilizará no www.tjpe.jus.br um link para que se possa fazer um pré-cadastro. Quem acessar o site terá atendimento preferencial, oferecido nos maiores postos. O último recadastramento do TJPE foi realizado em 2005. Cerca de 7.000 funcionários devem ser recenseados no próximo mês. Fonte:  Diário de Pernambuco Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Mega-Sena e Timemania podem pagar juntas R$ 11 milhões hoje

Com prêmios acumulados, a Mega-Sena e a loteria Timemania podem pagar juntas R$ 11 milhões neste sábado (23). O maior prêmio previsto para os sorteios é o da Timemania, que está acumulado em R$ 6 milhões. Com o valor seria possível comprar cerca de 240 carros populares ou garantir uma renda mensal de aproximadamente R$ 36 mil. Já a Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 5 milhões –com esse valor, o ganhador pode comprar 200 carros populares ou ganhar R$ 30 mil por mês se aplicar apenas na poupança. Para apostar na Timemania, o apostador escolhe dez dezenas e precisa acertar sete para levar o prêmio principal. Mas, além da faixa principal, leva o prêmio quem acertar seis, cinco, quatro e até três números. Na Mega-Sena, leva o prêmio milionário quem acertar as seis dezenas. Quem acerta a quina e a quadra também ganha. As apostas para as duas loterias custam a partir de R$ 2 e podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) de hoje. Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Petrobras anuncia investimentos de US$ 224 bilhões até 2015

Em reunião realizada ontem (22), em Brasília, o Conselho de Administração da Petrobras aprovou, depois de três tentativas da companhia, o Plano de Negócios da estatal para o período 2011-2015 e que totalizará investimentos de US$ 224,7 bilhões (o equivalente a R$ 389 bilhões), volume US$ 700 milhões superior aos investimentos previstos no Plano de Negócios 2010-2014. O Plano de Negócios 2011-2015 prevê a aplicação de 95% dos investimentos (US$ 213,5 bilhões) em atividades desenvolvidas no Brasil e 5% (US$ 11,2 bilhões) no exterior, contemplando um total de 688 projetos. Em relação ao total dos investimentos, 57% se referem a projetos já autorizados para execução e implementação. A estatal priorizou mais uma vez os investimentos em exploração e produção (E&P), cuja participação no total dos investimentos passou de 53% do plano anterior para 57% no atual, o equivalente a US$ 127,5 bilhões ante os US$ 118,8 bilhões do período anterior. Segundo o novo plano, 87% dos investimentos em E&P estarão concentrados nos novos projetos incluídos no portfólio, com destaque para o desenvolvimento das áreas do pré-sal e da cessão onerosa. A área de refino, transporte e comercialização terá 31% do total dos investimentos, ante os 33% do plano anterior, com os investimentos, neste caso, caindo dos US$ 73,6 bilhões do plano 2010-2014 para US$ 70,6 bilhões nos próximos cinco anos. O segmento de Gás e Energia também terá redução de investimentos passando de 8% para 6% do volume total: de US$ 17,8 bilhões para US$ 13,2 bilhões; o mesmo ocorrerá com a de Petroquímica cujos investimentos caíram de US$ 5,1 bilhões para US$ 3,8%. Já a área de Distribuição ficará com investimentos de US$ 3,1 bilhões, contra os US$ 2,4 bilhões do plano anterior. Também cresceram os investimentos no segmento de Biocombustível, passando de US$ 3,5 bilhões para US$ 4,1 bilhões. A Petrobras esclareceu que, em relação à carteira de projetos que representava os US$ 124 bilhões do plano anterior foram retirados projetos equivalentes a US$ 10,8 bilhões em investimentos. Fonte: Agência Brasil Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Em 10 anos, País ganha 1 milhão de moradores que se declaram amarelos

O Brasil viveu, na última década, uma explosão da população de origem asiática, explicada em grande parte pelo retorno de brasileiros que moravam no Japão e pela chegada de imigrantes vindos principalmente da China. Dados do Censo 2010 apontam 2,084 milhões de residentes no País que se declararam de cor ou raça amarela – um aumento de 1,322 milhão de habitantes em relação ao ano 2000, equivalente ao município de Guarulhos. Em dez anos, os “amarelos” cresceram 173,7%. Embora a proporção ainda seja muito pequena, os orientais e seus descendentes passaram de 0,45% para 1,09% da população. O pesquisador Kaizô Beltrão, professor da Fundação Getúlio Vargas e especialista em estudos demográficos, aponta uma terceira razão para o aumento dessa população: maior identificação dos mestiços com suas origens, o que pode ter levado filhos de brasileiros com asiáticos a se declararem amarelos. No novo desenho da distribuição dos asiáticos, o Nordeste, e não mais o Sudeste, apresentou a maior proporção de população amarela, embora em números absolutos a concentração continue no Sudeste. São Paulo, que tem a maior comunidade japonesa do País, deixou de ser o Estado com maior porcentual de asiáticos e descendentes e caiu para sétimo lugar, apesar de ter tido aumento no número absoluto. A atração pelo Nordeste pode ser explicada pelo aquecimento econômico, com investimentos em infraestrutura e serviços e aumento da demanda por mão de obra. Na população nordestina, o número de amarelos subiu quase dez vezes: passou de 67 mil em 2000 para 631 mil em 2010. O Piauí passou a ser o Estado com maior proporção de asiáticos, com 2,3% da população total. Segundo o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Warton Neiva, há um grande número de asiáticos no agronegócio, especificamente na pecuária. Em Teresina, onde o número de asiáticos cresceu 14 vezes, é perceptível a presença de chineses em lanchonetes improvisadas para venda de pastel e caldo de cana. Em Fortaleza, o aumento também foi impressionante, de 3,5 mil para 33 mil. Hoje é mais fácil achar uma temakeria na orla do que um local que venda tapioca. Discretos, os chineses não gostam de se identificar. Dono de uma loja de eletrônicos, Edson (nome fictício) se adaptou com facilidade aos costumes locais. Difícil foi a alimentação. “Mas agora há restaurantes de comida japonesa, então melhorou.” Embora detalhes do Censo 2010 sobre nacionalidade ainda não estejam disponíveis, alguns números oficiais dão pistas para o aumento da população amarela. Segundo o Ministério da Justiça, o número de chineses legalmente residentes no Brasil aumentou 25% entre 2009 e 2010, passando de 28,5 mil para 35,2 mil. O Censo 2000 registrou a presença de 15 mil chineses. Atrativos. Investimentos da China em agricultura e energia têm trazido profissionais mais qualificados ao País. Além disso, há um grande número de chineses que chegam com visto de turista e se acabam se radicando no Brasil. Atuam na economia informal em comércio de importados e no setor de alimentos. Na tentativa de evitar o aumento de imigrantes ilegais, …

Leia Mais
Clipping

Prêmio dará R$ 30 mil para projetos de incentivo à leitura

Estão abertas até 10 de agosto as inscrições para o Prêmio Vivaleitura, que tem como objetivo incentivar a leitura no país. Essa é a sexta edição da premiação, que neste vai reconhecer pela primeira vez trabalhos desenvolvidos em ambientes virtuais como blogsou redes sociais. Podem se inscrever pessoas físicas, empresas , instituições e órgãos públicos em três diferentes categorias: bibliotecas, escolas e sociedade. Esta última inclui empresas, organizações não-governamentais (ONGs), pessoas físicas, universidades e instituições sociais. A lista dos 15 finalistas será divulgada em outubro e o resultado final, com o vencedor de cada categoria, em novembro. Cada um receberá um prêmio no valor de R$ 30 mil. As inscrições podem ser feitas no site www.premiovivaleitura.org.br ou por carta registrada para o seguinte endereço: Caixa Postal 71037-7 – CEP 03410-970 – São Paulo – SP. Mais informações na página do prêmio ou pelo telefone 0800 7700987. O Vivaleitura é promovido pela Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI) e os ministérios da Cultura e da Educação, com patrocínio da Fundação Santillana e apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e da União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime). Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Conselho Federal de Medicina rejeita aprovação de cirurgia contra diabetes

O Conselho Federal de Medicina(CFM) rejeitou o pedido de colocar a cirurgia de redução de estômago com interposição de íleo na lista de procedimentos recomendados pela entidade. A reunião foi realizada em 14 de julho. Nesta sexta-feira (22), CFM divulgou nota sobre o assunto. “Na avaliação da entidade, técnicas recentes – como a gastrectomia vertical com interposição de íleo – ainda precisam de mais estudos e pesquisas que comprovem sua eficácia e sua segurança para os pacientes para serem autorizadas”, afirma a entidade. “A regra atual continua a valer e não sofreu alterações.” A cirurgia de interposição de íleo é a mesma feita pelo apresentador Faustão, em julho de 2009. A técnica foi criada pelo médico Áureo Ludovico de Paula – segundo ele, para o controle da diabetes. Na operação, além do grampeamento para redução do estômago, é feito um reposicionamento da parte final do intestino, chamada de íleo (daí o nome da técnica). Essa área controla a produção da insulina, o hormônio que controla a taxa de açúcar no sangue e, com isso, a diabetes. Um pedaço de cerca de um metro e meio do final do intestino é retirado e colocado entre a parte inicial (o duodeno) e a do meio (o jejuno). A ideia é que, colocado mais para o começo do sistema digestivo, o íleo aumente a produção de insulina. A cirurgia é polêmica, com médicos da área divididos sobre sua eficácia e sobre os riscos. O CFM não proibiu, no entanto, que a cirurgia seja feita em casos experimentais. “A Câmara Técnica de Cirurgia Bariátrica, criada pelo CFM especialmente para analisar os trabalhos desenvolvidos na área, continuará ativa. O grupo avaliará estudos e pesquisas, sendo que se os resultados indicarem eficácia e segurança de técnicas analisadas, o debate poderá ser reaberto de forma a oferecer ao brasileiro novas opções terapêuticas”, diz a nota. Fonte: G1 Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Festival Raiz & Remix acontecerá nos dias 26 e 27 de agosto

A 6ª edição do Festival Raiz & Remix, festival multicultural, que acontecerá nos dias 26 e 27 de agosto deste ano no Parque Josepha Coelho, aberto ao público, recebe, mais uma vez, o apoio da Prefeitura Municipal de Petrolina, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo, Cultura e Eventos (Sedectur). O Festival que abrange os segmentos de música (bandas de rock, alternativas, DJs, dentre outros), artesanato, artes visuais (fotografia), áudio-visual (curtas metragens) e cultura popular é organizado pela Associação Cultural Artística e Social Raízes, pelos produtores culturais Chico Egídio e Solange Soares. “Para nós, é fundamental a participação da Prefeitura Municipal de Petrolina, dando importante apoio à realização desse encontro das culturas na cidade com outras manifestações do Estado. Nós da Associação Raízes reconhecemos o quanto foi essa parceria foi necessária nessas últimas duas edições”, declarou Chico Egídio. Espera-se para esta sexta edição do evento um público de 20 mil pessoas durante os dois dias. O Festival conta ainda com patrocinadores como o Sesc Petrolina e Sebrae Petrolina, além da Sedectur que este ano está realizando o maior investimento da Prefeitura dentre todas as edições já realizadas. “Apoiarmos a iniciativa da classe artística em eventos de grande relevância cultural no município é importante para o fortalecimento da cultural local e do intercâmbio entre os diversos segmentos artísticos”, afirmou a Diretora de Cultura, Roberta Duarte ATRAÇÕES – A programação é, em sua maioria, composta por grupos de Petrolina, mas haverá shows de bandas de outros lugares como Lia de Itamaracá, Bande Dessinée, Devotos, Estrógeno (todos pernambucanos) e de Wander Wildner, do Rio Grande do Sul. Na programação local estão Maviael Melo, Flávio Baião, Andranjos, Rukha, Samba de Véio, Bazzara, Tio Zé Bá e Apocalypse Reggae e Marcelo Phantera e os Bruxos da Noite. Para quem curte música eletrônica ainda conferirá os Djs Iury Panzarini e Mangue Boy e mais 10 djs convidados. Como o evento é bastante diversificado, movimentando áreas como música, literatura, fotografia e cinema, a produção garante expositores na feira multicultural: 20 estandes com mais de 40 expositores entre artesãos, artistas plásticos, moda, tatuagem e acessórios. Mais de 20 fotógrafos expondo no cordel fotográfico, cerca de 35 produções locais exibidas na tenda de cinema: cine raiz na sua maioria curtas-metragem produzidos na região e participantes dos projetos festival vale curtas e do ponto de cultura cine raiz. Neste ano, houve uma seletiva de bandas para a participação no evento, visto que a demanda para se apresentar no evento foi grande, tendo sido inscritos 25 bandas, das quais 10 foram pré-selecionadas a participar da seletiva ao vivo que aconteceu no dia 4 de julho no Parque Municipal, evento no qual foram escolhidas duas bandas. Neste ano, também, o evento terá o acréscimo de mais um palco que ficará na área do artesanato. Fonte: Gazzeta Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Portaria do MEC estende Programa Mulheres Mil a todo o país

O Programa Mulheres Mil, do Ministério da Educação, foi instituído oficialmente em todo o território nacional. Lançado em caráter piloto em 2007, o programa acolheu inicialmente mil mulheres carentes das regiões Norte e Nordeste. A partir de hoje (22), ele se estende a todo o país, e deverá atender até 2014 a 100 mil mulheres de todas as regiões brasileiras. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União. O objetivo é dar formação profissional e tecnológica articulada com elevação de escolaridade a mulheres em situação de vulnerabilidade social. O Mulheres Mil constitui uma das ações do Plano Brasil sem Miséria. De acordo com o MEC, o programa tem como base a educação, a cidadania e o desenvolvimento sustentável, com foco na erradicação da miséria. Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Mesmo com mais instrução, mulher ainda recebe menos

Números servem para consolidar aquilo que talvez palavras não tenham total força para comprovar. E como muito se diz sobre as disparidades sociais enfrentadas pelas mulheres no Brasil, essa pode ser a principal (mas não a única) importância do primeiro Anuário das Mulheres Brasileiras 2011, formulado pela Secretaria de Políticas para as Mulheres e pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socieconômicos (Dieese), que foi apresentado ontem na Assembleia Legislativa de Pernambuco. Foram utilizadas as principais e mais recentes bases de dados disponíveis, de 2009, como a Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílio (Pnad) e a Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED). Dividido em oito capítulos, compila questões referentes à demografia, família, trabalho doméstico, educação, saúde e espaços de poder, e faz um retrato da situação feminina no Brasil. As mulheres não são apenas a maioria da população brasileira (51,3%, das quais metade declarou-se negra), mas o gênero mais instruído (as “não negras” têm a maior média de anos de estudos, 9,7 anos), embora ainda receba os menores salários e sejam minoria no mercado de trabalho: 52,7% contra os 72,3% de homens. A técnica do Dieese Nacional, Patrícia Costa, destacou que as mulheres ainda passam por dificuldade em ocupar setores com maiores remunerações e menos precarizados. Serviços domésticos é o setor que mais emprega mulheres (17%), seguido por comércio e reparação (16,8%), educação, saúde e serviços sociais (16,7%) e ainda os setores da indústria de transformação (12,4%) e agrícola (12,2%). É alto o índice de mulheres em atividades ligadas ao consumo próprio (59,7%) e ao trabalho não remunerado (como é o caso das donas de casa, com 58,2%). Outro dado interessante no mercado de trabalho é a diferença entre homens e mulheres empregadores. São 73,7% contra 26,3%, respectivamente. Os rendimentos femininos são sempre inferiores aos dos homens, então núcleos familiares chefiados por mulheres com filhos pequenos, sem cônjuge, tendem a ter situação econômica mais precária. Fonte: Folha de Pernambuco Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Inmetro: consulta pública sobre qualidade de agulhas e seringas recebe sugestões até 9 de setembro

Até o final do ano, o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) vai definir regras de segurança para a fabricação de agulhas, seringas e equipos (responsável pelo gotejamento de remédios injetáveis misturados ao soro). O objetivo é acabar com defeitos que vêm sendo encontrados nesses produtos e que podem trazer prejuízos à saúde dos usuários, como riscos de contaminação e velocidade inadequada do fluxo de medicamento, provocando uma dosagem do remédio diferente da indicada pelo médico. A previsão é que os novos padrões sejam publicados em novembro, mas o consumidor terá que esperar um tempo maior para ter a garantia de produtos confiáveis. “O prazo está sob análise da consulta pública, então isso pode mudar, mas, em princípio, para que no comércio só haja produtos certificados, serão três anos”, disse o gerente da Divisão de Programas de Avaliação da Conformidade do Inmetro, Gustavo Kuster. A proposta de regulamentação está na página do instituto na internet, desde o último dia 9 de julho, quando começou a consulta pública sobre a certificação das agulhas, seringas e equipos. De acordo com Kuster, a expectativa é que, até 9 de setembro, quando termina o processo, “não só fabricantes e importadores, mas laboratórios, especialistas, usuários e grandes compradores desses produtos avaliem a proposta e deem sugestão”. Após o término da consulta pública, a portaria será publicada no prazo de 30 a 45 dias, segundo ele. No início do ano passado, o Inmetro avaliou 13 marcas desses produtos e apenas duas estavam de acordo com as normas de saúde e segurança. Os principais defeitos encontrados, no caso das agulhas, foram o risco de contaminação e ferimento, por causa de tamanhos inadequados ou ângulos incorretos para aplicação, além do desperdício de medicamento e falta de resistência à corrosão. Nas seringas, o Inmetro apontou o risco de contaminação como o problema mais frequente, além de erros na marcação da quantidade de medicamento. Nos equipos, os técnicos verificaram vazamento de medicações e problemas com a velocidade do fluxo. “A principal função do equipo é fazer o gotejar do medicamento, na quantidade e no tempo corretos. Se não fizer isso, [o paciente] pode tomar remédio demais ou de menos. E, também, conexão defeituosa, você pode acabar entupindo e não receber a medicação que deveria receber”, acrescentou o gerente. Com a publicação das regras de certificação, começa a valer o prazo de um ano e meio para que os fabricantes adaptem os novos produtos. Quando os prazos estiverem concluídos, caso as determinações não sejam cumpridas, o Inmetro pode apreender o produto, notificar e até multar fabricantes e lojistas. A multa pode chegar a R$ 1 milhão. Fonte: Agência Efe Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Para 63,7% dos brasileiros, cor ou raça influencia na vida, aponta IBGE

Levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado nesta sexta-feira (22), aponta que 63,7% dos brasileiros entrevistados acreditam que a cor ou raça influencia na vida. O estudo “Pesquisa das Características Étnico-Raciais da População: um Estudo das Categorias de Classificação de Cor ou Raça” coletou informações em 2008, em uma amostra de cerca de 15 mil residências realizada em cinco estados e no Distrito Federal. Entre as unidades pesquisadas, o maior percentual de pessoas que acredita que a raça ou a cor influencia na vida foi registrado no Distrito Federal (77%) e o menor no Amazonas (54,8%). As mulheres apresentam percentual maior do que os homens: 66,8% delas disseram que a cor ou raça influenciava, contra 60,2% deles. Quando se analisa o quadro por idades, os maiores percentuais de resposta afirmativa ficam com os jovens com idades dentre 25 e 39 anos (67,8%), seguidas por pessoas na faixa etária de 15 a 24 anos (67,2%). Os dois grupos se alternam na liderança desse quesito em todos os estados, mas no Distrito Federal há destaque para o grupo com idades entre 40 a 59 anos, onde corresponde a 79,5% Influência no trabalho Entre as situações nas quais a cor ou raça tem maior influência, o trabalho aparece em primeiro lugar pelas pessoas entrevistadas, com 71% das respostas, aponta o IBGE. Logo em seguida, os brasileiros apontaram que a cor e raça interferem “na relação com justiça ou a polícia”, citada por 68,3% dos entrevistados. Para 65%, estes fatores também interferem no convívio social e para 59,3%, cor e raça são fatores que atuam na maneira das pessoas agirem nas escolas. Dos entrevistados, 96% afirmam saber a própria cor ou raça. As cinco categorias de classificação do IBGE (branca, preta, parda, amarela e indígena), além dos termos “morena” e “negra”, foram utilizadas pelos entrevistados. A maioria dos brasileiros respondeu ao IBGE que o fator preponderante para identificar sua cor ou raça é “a cor da pele” – foi o argumento de 74% dos entrevistados. Mas 62% deles disseram que a origem familiar também é analisa e para 54%, traços físicos também atuam na formação da raça. Fonte: G1 Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

INSS: publicado decreto que autoriza antecipação de metade do 13º para agosto

O Diário Oficial da União publica hoje (22) decreto que autoriza a antecipação de metade do décimo terceiro salário em agosto. O crédito para cerca de 24,6 milhões de beneficiários do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) será depositado entre os cinco últimos dias úteis de agosto e os cinco primeiros dias úteis de setembro. Ano passado, 23,6 milhões de beneficiados receberam a primeira parcela antecipada do décimo terceiro, o que representou uma injeção de recursos de R$ 9 bilhões na economia dos municípios, de acordo com dados do Ministério da Previdência. É a sexta vez que a Previdência paga antecipadamente uma parcela dessa gratificação. A primeira foi em 2006, resultado de acordo firmado entre governo e entidades representativas de aposentados e pensionistas. Os segurados do INSS podem acompanhar o calendário de pagamentos de 2011 pelo site da Previdência Social. Cartazes com o cronograma também foram distribuídos à rede bancária e às agências de Previdência Social. Dúvidas sobre as datas do pagamento também podem ser esclarecidas por meio da central 135. A ligação é gratuita a partir de telefones fixos ou públicos e tem custo de chamada local, quando feita de celular. Fonte: Agência Brasil Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Com dinheiro no bolso, consumidor vai mais vezes ao supermercado

O bom momento na economia fez o brasileiro mudar de hábito no supermercado. Os cardápios estão mais variados. Quem compra quer agora experimentar novas cores, novos sabores e temperos. As empresas também se movimentaram de olho nesse mercado e estão oferecendo mais produtos, mais surpresas e mais mimos para o consumidor. O consumidor, com mais dinheiro no bolso, vai querer mais novidade. Tem gente indo para o supermercado com dois carrinhos: um para os produtos básicos e outro para essas guloseimas. As pesquisas confirmam que o brasileiro é o latino-americano mais disposto a experimentar novidades. A cada compra, é uma surpresa. “Eu estou vendendo um café aromatizado, com sabores de amêndoas, trufas de chocolate, baunilha e nozes”, comenta a promotora de vendas Rita de Cássia Soares. A diversificação dos produtos é uma resposta ao hábito do consumidor brasileiro, cada vez mais disposto a experimentar. “Acima de 20% dos brasileiros querem novos produtos. Na América Latina, apenas 5% se interessam por novos produtos. Isso mostra como o brasileiro necessita e realmente quer mudança nos hábitos de consumo do dia a dia”, observa João Galassi, presidente da Associação Paulista de Supermercados (Apas). Menos de cinco minutos depois de entrar no supermercado, eis a prova desta mudança de hábito. O aposentado Honório Francisco Coelho Neto anda com dois carrinhos. “Um carrinho é tradicional: os produtos como as frutas e folhas para a salada. Outro carrinho é para as novidades: para a bolacha nova e dos incrementos da feijoada”, conta. Para atender à demanda, uma rede de supermercados do interior de São Paulo triplicou a variedade de alguns produtos. “O setor de condimentos e temperos teve um aumento superior a 200% nos últimos quatro anos. O setor de massas também teve um aumento de mais de 220% no tocante à diversidade de produtos”, diz o gerente de supermercado Valdir Aparecido Ferrari. Dados da Associação Paulista de Supermercados mostram aumento também nas bebidas alcoólicas, sucos, produtos de limpeza e nos cosméticos. O motivo é a renda do brasileiro. Na rede de venda por atacado, a oferta de produtos dobrou nos últimos quatro anos, e o gerente percebeu que os consumidores estão mais exigentes. “Se consumia muito sardinha antigamente. Hoje esse consumo caiu e aumentou o de atum”, diz o gerente de supermercado Mauro Antônio dos Santos. Se depender do Seu Honório, a oferta de novidades só vai aumentar. “Aquilo que as pessoas ficam servindo e oferecendo é irresistível para mim. Eu provo e depois vou comprar”, comenta. Com mais dinheiro no bolso, o brasileiro também está indo mais ao supermercado. Aquela compra grande, que era feita uma vez por mês, passou a ser feita a cada quinzena. Fonte: G1 Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)  

Leia Mais
Clipping

Sertânia movimenta a pecuária nordestina na 39° Exposição de Caprinos e Ovinos– Expocose

O município de Sertânia, sertão do Moxotó, está em festa. O Parque de exposição professor Renato Moraes recebe, até domingo (24) uma das principais exposições da caprinovinocultura do estado, a 39° Exposição de Caprinos e Ovinos– Expocose. Vale salientar que esse evento é fruto de uma ação conjunta entre a prefeita do município,  Cleide Ferreira e os deputados Gonzaga Patriota e Ângelo Ferreira. Criadores do nordeste expõem dois mil animais. Dentre as raças de destaque estão Bôer, Saanen, Parda Alpina e Toggenburg (caprinos); Dorper e Santa Inês (ovinos). As raças com aptidão para leite vão concorrer à premiação de R$ 55 mil mais troféus para a maior produção. Na programação, palestras e cursos, ministrados pelo Sebrae e pela Universidade Federal Rural de Pernambuco. Paralelo ao evento, acontece também, o 2° Leilão Anglo Show, com vendas de animais e produtos agropecuários, além da apresentação de pratos da culinária bodística. No domingo, será a vez do desfile dos animais campeões e a entrega dos prêmios. À noite, as atrações musicais animam os visitantes. Na sexta-feira, quem agita a festa é Nico Batista, Arreio de Ouro e Fábio Jr. No sábado, César Amaral, Calango Aceso, Mastruz com Leite e Limão com Mel. E no domingo, para fechar a programação, Chico Arruda, Fivela de Prata, Flávio José e Jota Quest. Os shows são gratuitos muito diferente de outras cidades que cobram para os shows. Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

VII Seminário de Formação do Programa Direito à Diversidade encerra nesta sexta-feira (22)

Encerra nesta sexta-feira (22) o VII Seminário de Formação do Programa Direito à Diversidade, promovido pela Secretaria de Educação de Juazeiro em parceria com o MEC. O encontro que acontece desde segunda-feira, no Grande Hotel, reúne cerca de 150 profissionais da área, de 29 municípios do norte baiano convidados, com o objetivo de disseminar a política de educação inclusiva e apoiar a formação de gestores e educadores para efetivar a transformação dos sistemas educacionais em sistemas inclusivos. Os encontros anuais são uma prerrogativa do programa, ao qual o município fez adesão – Programa Educação Inclusiva: Direito à Diversidade, promovido pela Secretaria de Educação Especial do MEC. Em sua sétima edição, está oferecendo palestras e oficinas, com temas que giram desde treinamento da língua de sinais à orientação e mobilidade, desenho universal e atividade da vida independente. Fonte: BlogQSP Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais
Clipping

Museu Casa do Velho Chico se despede hoje de Petrolina

Até esta sexta-feira, os estudantes de Petrolina e região, assim como o público em geral, poderão visitar o Museu Casa do Velho Chico, espaço itinerante voltado para a educação ambiental e integrado por painéis que ressaltam a importância de preservar o Rio São Francisco, além de objetos que espelham a sua rica cultura, como carrancas, santos de madeira e réplicas de usinas de açúcar. Em seu último dia na cidade, o museu ficará aberto de 8h às 11h e das 13h às 17h. Montando no Espaço Manga Rosa, o museu veio a Petrolina como parte integrante das comemorações dos 10 anos de criação do Comitê da Bacia Hidrográfica do São Francisco. A visitação é gratuita. Fundado em 4 de outubro de 2001 pelo ambientalista Antonio Jackson Borges Lima, o Museu vem sendo enriquecido ao longo do tempo, colecionando objetos e tradições, enquanto percorre as cidades ribeirinhas de todos os sete estados brasileiros onde o São Francisco marca presença. “A ideia do museu, a proposta era que fosse itinerante e direcionado as escolas. Em Petrolina fugimos a regra porque fomos convidados pelo Comitê da Bacia Hidrográfica que estava comemorando dez anos. Chegamos aqui no dia 4, o evento do Comitê foi de 7 a 9 de julho. A gente ia retornar dia 11, mas duas empresas de Belo Horizonte, vendo o trabalho que a gente teve, bancou a nossa estadia aqui – hotel alimentação e o espaço – para aguardar a volta às aulas e dar a oportunidade para a visitação de mais estudantes”, informou Jackson. Fonte: Gazzeta Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Leia Mais