Univasf articula cessão de terreno da União para construção de Complexo Esportivo‏

O reitor Julianeli Tolentino de Lima, da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) recebeu na tarde de quarta-feira (3), a visita do comandante do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Petrolina (DTCEA-PL), tenente Diógenes da Rocha para discutir a viabilidade de parceria que visa à construção do primeiro Complexo Esportivo da cidade. A reunião, promovida pela Reitoria, objetivou a apresentação de proposta institucional que prevê o uso compartilhado de terreno da União, próximo à Univasf, que é administrado pela Aeronáutica.

O projeto que está sendo elaborado pela Univasf contempla a instalação de equipamentos esportivos, na área prospectada, que possam atender à comunidade universitária e atletas que também poderão ser beneficiados com a iniciativa. A proposta concebe espaço de treinamento para diversas modalidades e infraestrutura adequada para que o Vale do São Francisco entre no circuito das competições nacionais e internacionais, configurando-se como campo de treinamento e sede de grandes eventos do segmento esportivo. “Nós temos o projeto, a Aeronáutica tem o espaço adequado e o nosso objetivo é atuarmos como indutores de parcerias que possam atrair o desenvolvimento não apenas da universidade, mas, sobretudo, para esta região onde estamos inseridos”, argumentou o reitor Julianeli Tolentino.

A proposta apresentada pela Univasf à Aeronáutica objetiva expandir as edificações em torno do Colegiado de Educação Física, no campus sede, cujo projeto arquitetônico inclui a construção de pista de atletismo, no padrão oficial, quadras poliesportivas e novos laboratórios para as atividades de ensino, pesquisa e extensão. Na ocasião, o subcoordenador do Colegiado de Educação Física, professor Ferdinando Oliveira enfatizou que a cidade de Petrolina tem grandes atletas, inclusive em modalidades olímpicas. “Nós temos cerca de dois mil atletas de judô”, mas que ainda não dispõem de espaço adequado para treino, destacou.

Ele citou ainda, o desempenho do maratonista Edson Amaro, medalhista na maratona internacional, realizada em Recife, domingo passado (30/09), colocando a cidade de Petrolina em posição de destaque, ao conquistar o primeiro lugar na competição. Segundo professor Ferdinando, Petrolina tem atletas com grande potencial, com destaque no judô, atletismo, triathlon, maratona aquática, handebol e futsal.

Julianeli Tolentino disse que a qualificação do espaço esportivo local, além de valorizar os atletas da região, possibilitará avanços em diferentes segmentos. “Através do esporte, fortalecemos a economia local, com o incremento do turismo; valorizamos os jovens que buscam essa interação com o esporte e oferecemos oportunidades aos atletas que contarão com o apoio dos nossos professores, mais recursos e intervenções que lhes garantam maior competitividade. Com isso quem ganha é o cidadão, é a sociedade”, avaliou.

De acordo com o comandante do DTCEA – PL, tenente Diógenes Rocha, o projeto apresentado pela Univasf deverá ser apreciado pelo comando em Recife. Na ocasião ele elogiou a iniciativa da Univasf e destacou que a proposta será avaliada em função dos objetivos da parceria que considerou oportuna, em virtude do propósito de integração com a comunidade. “É uma proposta bastante viável, que vai ser encaminhada ao nosso regional e o nosso intuito é facilitar que seja concretizada para benefício da população de Petrolina”, afirmou.

Atualmente, o curso de Educação Física da Univasf, aberto em 2009, conta com um quadro de dez professores efetivos e cerca de 200 alunos. A infraestrutura do respectivo colegiado engloba além de salas de aula, piscina, salas de musculação e dança; laboratórios de bioquímica, biodinâmica, fisiologia do exercício, aprendizagem motora e de cultura e movimento, que além de atender aos estudantes de graduação, é disponibilizada para a comunidade externa, através de projetos de extensão.

Texto: Klene Barreto de Aquino

Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Clipping
Sancionada lei que devolve PIS/Cofins cobrado na conta de luz

Os consumidores de energia elétrica terão aumentos menores nas contas de luz. O presidente Jair Bolsonaro sancionou, sem vetos, a Lei 14.385, publicada hoje (28) no Diário Oficial da União. Aprovado pela Câmara dos Deputados no início do mês, o texto estabelece a devolução do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), imposto estadual, incluído na base de cálculo do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), tributos federais. A lei alterou as normas da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para agilizar a devolução dos valores cobrados a mais no PIS/Cofins. A devolução será feita por meio de aumentos menores nas tarifas de energia. Em 2017, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a exclusão do ICMS do preço que serve como base de cálculo do PIS/Cofins. A corte entendeu que havia dupla tributação (cobrança de um mesmo imposto duas vezes). Em 2021, o STF definiu o alcance da medida, que reveria ser retroativa a 15 de março de 2017. Segundo a Câmara dos Deputados e o Senado, a União deveria devolver R$ 60,3 bilhões em créditos de PIS/Cofins às distribuidoras. Desse total, R$ 12,7 bilhões já foram devolvidos pela Aneel em revisões tarifárias desde 2020, que teriam impedido as contas de luz de aumentarem, em média, 5% desde então. Ainda há R$ 47,6 bilhões a serem ressarcidos aos consumidores. Revisão extraordinária Em nota, a Aneel informou que, desde 2020, tem devolvido os valores relativos à exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins. O órgão informou que fará uma revisão extraordinária das tarifas para as companhias que tiveram o reajuste aprovado sem a restituição do imposto. As demais distribuidoras serão atendidas conforme o calendário de revisões tarifárias de 2022. “Ressaltamos que a Aneel já vem realizando esse procedimento desde 2020. Para as distribuidoras que já passaram por processo tarifário em 2022, a Aneel aprovará uma revisão tarifária extraordinária, nos termos da referida lei. Já para as distribuidoras que ainda terão seus processos nos próximos meses, o ajuste será realizado nos processos tarifários ordinários conforme calendário divulgado no site da agência”, destacou o comunicado. Segundo a Aneel, o reajuste médio de 12,04% para os clientes da Enel, que atende 7,6 milhões de unidades consumidoras no estado de São Paulo, já inclui a devolução dos créditos de PIS/Cofins. O órgão informou que 8,7% da composição do índice médio de reajuste, aprovado hoje pela agência reguladora, está relacionado à devolução dos tributos.

Clipping
Duas crianças abaixo de cinco anos morrem por dia em decorrência da Covid-19 no Brasil; Nordeste representa a maior parte

O Brasil tem registrado, em média, duas mortes de crianças menores de cinco anos por Covid a cada dia desde o início da pandemia. Os números são do instituto Observa Infância, ligado ao Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz). Em 2020 e 2021, foram 1439 óbitos no grupo, sendo 48% dos casos eram de crianças com mais de 29 dias e menos de um ano completo. Somente neste ano, foram ao menos outras 291 mortes abaixo dos cinco anos até o último dia 11. A região Nordeste do país apresenta a maior parte das mortes nessa faixa etária, com 43,9% do total, mesmo tendo apenas um terço da população analisada. Na sequência, aparece a região Sudeste, com 24,5% dos óbitos, seguida pelas regiões Norte (18,1%), Centro-Oeste (6,1%) e o Sul (7,3%). “Bebês nessa faixa etária respondem por quase metade dos óbitos registrados entre crianças menores de 5 anos. É preciso celeridade para levar a proteção das vacinas a bebês e crianças, especialmente de 6 meses a 3 anos. A cada dia que passamos sem vacina contra Covid-19 para menores de 5 anos, o Brasil perde 2 crianças”, aponta a epidemiologista e professora da Faculdade de Medicina de Petrópolis (UNIFASE/FMP) Patricia Boccolini. O pesquisador ponderou, no entanto, que mais estudos seriam necessários para identificar as causas do alto número de mortes de crianças brasileiras se comparadas às de outros países, bem como sobre a concentração dos óbitos nas regiões Norte e Nordeste e de crianças na fase do pós-neonatal. Cristiano Boccoli, outro autor do levantamento, explica que os dados são de óbitos infantis em que a Covid-19 foi registrada como causa principal e aos que a doença foi uma das causas da morte, quando a infecção acentuou um fator de risco ou esteve associada à causa principal de óbito. “Na análise do Observa Infância, consideramos também as mortes em que a Covid-19 agravou um quadro preexistente. Quer dizer, embora nem todas essas crianças tenham morrido de Covid-19, todas morreram com Covid-19”, explicou. Fonte: Edenevaldo Alves

Clipping
Gonzaga Patriota destina recursos para a construção da CEASA em Santa Maria da Boa Vista

Uma boa notícia para os produtores rurais dos Projetos Caraíbas e Fulgêncio, em Santa Maria da Boa Vista. Nesta terça-feira (28), o deputado federal Gonzaga Patriota informou ao prefeito George Duarte que já está disponível uma emenda no valor de R$ 238 mil para o início da construção da CEASA em Caraíbas, que atenderá aos agricultores do Projeto Fulgêncio e demais localidades. O deputado ainda revelou que tem mais duas ordens bancárias para sair no valor de R$ 500 mil, totalizando mais de R$ 700 mil para a construção da Central de Abastecimento. A solicitação foi feita pelos vereadores Pica-pau e Binha do Mercado. “Fizemos essa emenda de 750 mil reais e vamos fazer tantas outras necessárias para a construção da CEASA de Caraíbas, de Santa Maria da Boa Vista. Agradeço aos nossos vereadores Pica-pau e Binha do Mercado pela indicação dessa importante obra para a economia da agricultura da região”, disse Patriota.