Caso Beatriz: Procurador-Geral de Justiça de Pernambuco reforça apoio à investigação

O procurador-geral de Justiça Francisco Dirceu Barros reforçou todo o empenho do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) nas investigações sobre o assassinato da menina Beatriz Angélica Mota Ferreira da Silva, 7 anos, morta em dezembro de 2015, na escola em que estudava, em Petrolina, no Sertão de São Francisco. Francisco Dirceu se reuniu com os pais de Beatriz, Lucinha Mota e Sandro Romilton, acompanhado dos promotores de Justiça que formam a força-tarefa do MPPE nas investigações.

Francisco Dirceu ouviu dos promotores detalhes sobre o caso, que teve o que o Ministério Público considera uma evolução nos últimos tempos, culminando com a divulgação, por parte da Polícia Civil, das imagens de um homem considerado o principal suspeito do crime, que chocou o País. Além disso, o procurador-geral de Justiça também explicou aos pais de Beatriz o esforço do MPPE em solucionar o caso.

“Atuei como promotor criminal por 17 anos, mas não posso mensurar a dor que vocês estão sentindo. O que posso dizer é que o Ministério Público de Pernambuco não está medindo esforços para que cheguemos a uma solução positiva do caso, que é com o culpado na cadeia e condenado pelo crime”, afirmou Francisco Dirceu.

A promotora coordenadora do grupo de trabalho, Rosane Cavalcanti destacou que a investigação está em uma fase muito importante da investigação. “Continuaremos a trabalhar porque ainda não chegamos ao nosso objetivo, que é a prisão e condenação do suspeito”, destacou.

Fonte: Edenevaldo Alves

Blog do Deputado Federal Gonzaga Patriota (PSB/PE)

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>