Governo vai distribuir 1 milhão de bafômetros

O governo federal vai elevar o tom do Pacto Nacional pela Redução de Acidentes (Parada). Para isso, planeja mudanças legislativas, ações com estatais e distribuição de bafômetros pelo País.

Antecipando-se a uma eventual decisão pela “tolerância zero” no trânsito, atualmente em discussão no Congresso, o Ministério das Cidades vai distribuir até o fim do ano 1 milhão de aparelhos medidores de álcool no sangue para Departamentos Estaduais de Trânsito (Detrans) e incentivar uso do equipamento pela Polícia Rodoviária Federal.

A estratégia faz parte do pacto lançado no Palácio do Planalto, que vem atraindo apoio de artistas e esportistas que perderam parentes e amigos em acidentes de carro. A atriz Cissa Guimarães e o piloto Emerson Fittipaldi, por exemplo, atuarão na campanha.

Durante visita ao Salão do Automóvel prevista para nesta quarta-feira (24), a presidente Dilma Rousseff e o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, visitarão um simulador em que motoristas conseguem perceber a perda de reflexos provocada pela bebida. Outro equipamento nessa linha será em breve apresentado a motociclistas.

O ministro das Cidades ainda deve assinar nesta quarta-feira acordo com a Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) para incluir, junto ao manual dos veículos saídos das fábricas, uma lista com os dez mandamentos do bom condutor. Outro acordo com a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) obrigará vendedores de automóveis a oferecer dicas e orientações de segurança a compradores.

Por ordem da presidente, todos os ministérios e empresas estatais precisam aderir ao esforço de redução de acidentes no trânsito. Ribeiro fez palestras para dirigentes de estatais e conseguiu, por exemplo, o compromisso de “envelopar” os 22 mil veículos usados pelos Correios com temas da campanha. O ministério já negocia com a Petrobrás ação semelhante.

No setor privado, ônibus urbanos e metropolitanos devem ceder os vidros de trás para adesivos do pacto nacional, de acordo com negociações em curso com a Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano (ANTU). Bancos e seguradoras já procuraram o governo para se informar a respeito de parcerias, porque desejam aderir ao esforço e, em consequência, economizar gastos com sinistros de acidentes de trânsito.

NO CELULAR

Já a operadora de telefonia Oi vai incluir um aplicativo em todos os celulares que comercializa para orientar sobre o perigo de dirigir falando ao telefone ou mandando SMS. O alvo principal do governo é convencer jovens entre 18 e 30 anos a agir de forma responsável ao volante, pois é nessa faixa etária que se concentram acidentes.

Fonte: Agência Estado

Blog do Deputado Federal GONZAGA PATRIOTA (PSB/PE)

Nenhum comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Clipping
Casos de Covid em Petrolina, número de pessoas positivadas pode ser bem maior

Não é nenhuma surpresa o que estamos presenciando após a festa de São João em Petrolina. O grande número de pessoas testando positivo para a doença já era esperado devido as grandes aglomerações de pessoas, sobretudo no Pátio de Eventos. Está sendo assim em Petrolina e não será diferente nas demais cidades que realizaram o evento junino. O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde nessa terça-feira (28) registrou 243 casos de Covid-19. Foram realizados 605 testes no polo montado pela secretaria. No entanto, há uma subnotificação,  muitas pessoas estão adquirindo os testes rápidos e realizando o procedimento em suas residências, ficando fora das estatistas oficiais do município. Os postos de testagens estão lotados, é muita gente com os sintomas da Covid 19: febre, coriza, dor de cabeça, tosse e etc. Por outro lado, informações dão conta que muitos profissionais da saúde também testaram positivo para a Covid e estão isolados em suas residências, sendo essa uma das grandes preocupações da gestora da saúde em colocar um maior números de profissionais para atender à população. Fonte: Waldiney Passos

Clipping
Funase abre seleção de agente socioeducativo com 19 vagas para Petrolina (PE); salário chega a R$ 1.584

A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) abre seleção temporária para preencher 133 vagas de agentes socioeducativos nas unidades de Vitória de Santo Antão, Caruaru, Garanhuns, Arcoverde e Petrolina. A seleção, de nível médio, se dará por análise de experiência profissional e de títulos, em etapa classificatória e eliminatória. Os contratos irão durar um ano e podem ser prorrogados até, no máximo, seis anos. As inscrições começam na próxima sexta-feira (1º) exclusivamente pelo site www.institutodarwin.org e seguem até 28 de julho. A taxa custa R$ 28,63 e deve ser paga via boleto bancário em qualquer agência bancária. Os agentes socioeducativos terão carga horária de regime de plantão, numa escala de 24 horas de serviço por 72 horas de descanso – incluindo sábados, domingos e feriados. O salário mensal é de R$ 1.584. A maioria das vagas é para Caruaru, onde há 57 vagas regulares e quatro para pessoas com deficência. Em Garanhuns, são 27 vagas regulares e duas pessoas com deficiência. Já em Petrolina são ao todo 19 vagas, sendo 18 regulares e uma para pessoa com deficiência. Em Vitória de Santão, há 15 vagas regulares e um reservada para pessoa com deficiência. E em Arcoverde, são sete vagas regulares e uma para pessoas com deficiência. A divulgação do resultado preliminar está marcada para 15 de agosto. O resultado final será publicado em 24 de agosto. Fonte: Edenevaldo Alves

Clipping
Governo conclui pagamento da parcela de junho do Auxílio Brasil

A Caixa Econômica Federal conclui hoje (30) o pagamento da parcela de junho do programa Auxílio Brasil. Recebem nesta quinta-feira os beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 0. O valor mínimo do benefício é R$ 400. As datas seguem o modelo do Bolsa Família que pagava nos dez últimos dias úteis do mês. O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco. Atualmente, 17,5 milhões de famílias são atendidas pelo programa. No início do ano, 3 milhões foram incluídas no Auxílio Brasil.  Veja o calendário: NIS jun jul ago set out nov dez 1 17/06 18/07 18/08 19/09 18/10 17/11 12/12 2 20/06 19/07 19/08 20/09 19/10 18/11 13/12 3 21/06 20/07 22/08 21/09 20/10 21/11 14/12 4 22/06 21/07 23/08 22/09 21/10 22/11 15/12 5 23/06 22/07 24/08 23/09 24/10 23/11 16/12 6 24/06 25/07 25/08 26/09 25/10 24/11 19/12 7 27/06 26/07 26/08 27/09 26/10 25/11 20/12 8 28/06 27/07 29/08 28/09 27/10 28/11 21/12 9 29/06 28/07 30/08 29/09 28/10 29/11 22/12 0 30/06 29/07 31/08 30/09 31/10 30/11 23/12 Auxílio Gás Termina também hoje o pagamento da parcela de abril do Auxílio Gás. Recebem as famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com NIS final 0. O benefício segue o calendário regular de pagamentos do Auxílio Brasil. Com duração prevista de cinco anos, o programa beneficiará 5,5 milhões de famílias até o fim de 2026, com o pagamento de 50% do preço médio do botijão de 13 quilos, conforme valor calculado pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). Neste mês, o benefício corresponde a R$ 53. Pago a cada dois meses, o Auxílio Gás tem orçamento de R$ 1,9 bilhão para este ano. Só pode fazer parte do programa quem está incluído no CadÚnico e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica. Benefícios básicos O Auxílio Brasil tem três benefícios básicos e seis suplementares, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga emprego ou tenha filho que se destaque em competições esportivas, científicas ou acadêmicas. Podem receber o benefício as famílias com renda per capita até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e até R$ 200, em condição de pobreza. A Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o Auxílio Brasil. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para integrar o programa social e o detalhamento dos nove tipos diferentes de benefícios. * O Auxílio Brasil é coordenado pelo Ministério da Cidadania, responsável por gerenciar os benefícios do programa e pelo envio dos recursos para pagamento da Caixa. Fonte: uol