Bolsonaro vai oferecer superministério a Moro

Clipping

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), vai oferecer ao juiz Sérgio Moro uma versão turbinada do Ministério da Justiça.

A pasta vai somar as estruturas da Justiça, Segurança Pública, Transparência e Controladoria-Geral da União e o Coaf(Conselho de Controle de Atividades Financeiras), estrutura hoje ligada ao Ministério da Fazenda.

O convite será feito pessoalmente na manhã desta quinta-feira (1º), no Rio de Janeiro. O juiz responsável pela Lava Jato no Paraná visitará o presidente eleito.

Ao remodelar o ministério, Bolsonaro pretende reforçar seu discurso de Segurança Pública e de combate à corrupção.

Moro é visto como juiz linha-dura por sua atuação na Lava Jato. Partiram dele decisões que levaram à cadeia figurões da política e do meio empresarial, como Marcelo Odebrecht, o ex-presidente Lula e o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha.

Em entrevista a emissoras de televisão, um dia depois de ser eleito, Bolsonaro disse que gostaria de ter Moro à frente da Justiça ou doSTF (Supremo Tribunal Federal)

. (Folha PE)

Clipping
Gonzaga Patriota vai presidir eleição na Câmara

Caberá a ele decidir sobre uma possível questão de ordem pelo voto aberto. Como já mostramos, técnicos da Câmara e do Senado defendem o sigilo. Deputado com maior número de legislaturas, Gonzaga Patriota (PSB) vai presidir a sessão plenária que elegerá o novo presidente da Câmara. Com informações do Antagonista

Clipping
Emenda de Gonzaga Patriota viabiliza recursos para Vara da Infância e Juventude de Petrolina

A Vara da Infância e Juventude de Petrolina ganhou um importante reforço. É que a partir de agora, poderá contar com um veículo Aircross Citroen, cinco computadores, uma impressora e um bebedouro. O conjunto de equipamentos é resultado de parceria com o Governo Federal por meio de emenda parlamentar do …

Clipping
Para ter uma arma em casa, o gasto mínimo é de R$ 3,7 mil

O cidadão que decidir adquirir um revólver ou pistola após a entrada em vigor das novas regras para a posse de armasdesembolsará, no mínimo, cerca de R$ 3,7 mil para regularizar sua situação, cumprindo a todos os pré-requisitos exigidos por lei. O valor inclui a aquisição do armamento escolhido e a obtenção dos documentos necessários. A Agência Brasil consultou a …