BRF lança marca para baixa renda com sobras de Sadia e Perdigão

Clipping

Corte de carnes no açougueDona das marcas Sadia e Perdigão, a BRF anunciou nesta terça-feira (9) a criação de uma nova linha de carnes, com preços 15% abaixo dos praticados pela média do mercado de processados. Batizada de Kidelli, ela começa a ser vendida neste início do ano em atacarejos e por distribuidores independentes, com foco em baixa renda e comerciantes de alimentos em todo o país.

A terceira marca de carnes da empresa, composta inicialmente por 14 produtos, dará a oportunidade de “aproveitar melhor as sobras de matéria-prima”, segundo o vice-presidente de negócios da companhia no Brasil, Alexandre de Almeida. A Kidelli será feita a partir de excedentes de carnes usados na fabricação dos produtos da Sadia e Perdigão.
“Excedentes que são compostos de pedaços nobres, como peitos de frangos, e que antes eram vendidos para terceiros de dentro e fora do país”, explicou o executivo.
Não haverá investimentos de mídia na nova marca, que também não usará o canal de distribuição da companhia para chegar aos supermercados e outros pontos comerciais voltados aos consumidores finais.

Essa estratégia, de acordo com Almeida, reduz o custo e faz com que o lançamento seja bem competitivo em preço. “Apostamos em um modelo de distribuição simplificada, para pessoas que buscam qualidade, sabor e preço bastante atrativo”, disse.

Esse segmento de carnes mais baratas em que a BRF, até agora, não fazia parte, representa uma fatia de 30% do setor de processados, calcula a companhia. “Com o lançamento [da nova marca], vamos atender todos os públicos”, disse Almeida.
Ele frisou que o lançamento seria complementar às outras duas marcas de seu portfólio e que não haverá “canibalização” de produtos.

A BRF não divulga quanto investiu na Kidelli, mas afirma que desembolsou R$ 560 milhões em inovação nos últimos três anos e que parte desse montante foi para a criação da nova marca.

Fonte: Folha-PE

Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clipping
Governo federal trava demarcação de terras indígenas há dois anos

Última homologação ocorreu na gestão Dilma. Do orçamento executado destinado à rubrica em 2017, apenas 5,2% foram para investimentos     Território sagrado localizado a 11km do Congresso Nacional, o Santuário dos Pajés, área de 50 hectares vizinha ao Setor Habitacional Noroeste, é o centro de um conflito que há 10 …

Clipping
STJ envia recurso de Lula ao Supremo

O vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, encaminhou para análise do Supremo Tribunal Federal (STF) um recurso da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva contra uma decisão do STJ que negou em março habeas corpus ao petista. O pedido, negado por unanimidade pela Quinta …

Clipping
Toffoli nega pedido de Dirceu para evitar prisão após 2ª instância

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli negou hoje (19) pedido feito pela defesa do ex-ministro José Dirceu para evitar eventual prisão após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça Federal. Dirceu foi condenado a 30 anos e nove meses de prisão pelos crimes de corrupção, …