Jair Bolsonaro lidera intenções de voto na corrida presidencial, mas facada não teve influência

Clipping

O Datafolha divulgou nesta segunda-feira (10) uma nova pesquisa de intenção de voto para presidente da República. É o primeiro levantamento do instituto desde que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitou a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência.

Lula está preso em Curitiba, condenado a 12 anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro.

O Datafolha pesquisou o cenário em que o nome de Fernando Haddad, candidato a vice-presidente pelo PT, aparece como possível substituto de Lula na chapa.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Os números são os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 24%

Ciro Gomes (PDT): 13%

Marina Silva (Rede): 11%

Geraldo Alckmin (PSDB): 10%

Fernando Haddad (PT): 9%

Álvaro Dias (Podemos): 3%

João Amoêdo (Novo): 3%

Henrique Meirelles (MDB): 3%

Guilherme Boulos (PSOL): 1%

Vera Lúcia (PSTU): 1%

Cabo Daciolo (Patriota): 1%

João Goulart Filho (PPL): 0%

Eymael (DC): 0%

Branco/nulos: 15%

Não sabe/não respondeu: 7%

Em relação ao levantamento anterior do instituto, divulgado em 21 de agosto:

Jair Bolsonaro oscilou, dentro da margem de erro, de 22% para 24% (com a margem de erro, tem de 22% a 26%);

Ciro Gomes tinha 10%, agora tem 13% (pela margem de erro, de 11% a 15%);

Marina Silva estava com 16%, agora caiu para 11% (com a margem de erro, tem de 9% a 13%);

Geraldo Alckmin tinha 9%, agora, 10% (com a margem de erro, de 8% a 12%);

Ciro, Marina e Alckmin estão tecnicamente empatados.

Fernando Haddad tinha 4%, agora cresceu para 9% (com a margem de erro, tem de 7% a 11%);

Fernando Haddad também está tecnicamente empatado, no limite da margem de erro, com Ciro, Marina e Alckmin.

Álvaro Dias tinha 4%, agora tem 3% (com a margem de erro, de 1% a 5%);

João Amoêdo tinha 2%, agora, 3% (com a margem de erro, de 1% a 5%);

Henrique Meirelles também tinha 2%, agora 3% (com a margem de erro, de 1% a 5%);

Os três (Dias, Amoêdo e Meirelles) estão empatados.

Guilherme Boulos, Vera Lúcia e Cabo Daciolo tinham 1% cada um e mantiveram 1% (com a margem de erro, têm de 0% a 3%);

João Goulart Filho tinha 1%, agora, 0% (com a margem de erro, tem de 0% a 2%);

Eymael não pontuou em nenhuma das duas pesquisas.

Votos brancos e nulos somavam 22%, agora, 15%.

Não responderam ou não quiseram opinar eram 6%, agora, 7%.

Rejeição

O Instituto também perguntou: “Em quais desses candidatos você não votaria de jeito nenhum no primeiro turno da eleição para presidente deste ano?”

Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.

Os números são os seguintes:

Bolsonaro: 43%

Marina: 29%

Alckmin: 24%

Haddad: 22%

Ciro: 20%

Cabo Daciolo: 19%

Vera: 19%

Eymael: 18%

Boulos: 17%

Meirelles: 17%

João Goulart Filho: 15%

Amoêdo: 15%

Álvaro Dias: 14%

Rejeita todos/não votaria em nenhum: 5%

Votaria em qualquer um/não rejeita nenhum: 2%

Não sabe: 6%

Em relação à pesquisa anterior, a variação da taxa de rejeição foi a seguinte: Bolsonaro, de 39% para 43%; Marina, de 25% para 29%; Ciro, de 23% para 20%; Alckmin, de 26% para 24%; Haddad, de 21% para 22%.

Simulações de segundo turno

Marina 43% x 37% Bolsonaro (branco/nulo: 18%; não sabe: 2%)

Ciro 39% x 35% Alckmin (branco/nulo: 23%; não sabe: 3%)

Alckmin 43% x 34% Bolsonaro (branco/nulo: 20%; não sabe: 3%)

Marina 38% x 37% Alckmin (branco/nulo: 23%; não sabe: 2%)

Ciro 45% x 35% Bolsonaro (branco/nulo: 17%; não sabe: 3%)

Alckmin 43% x 29% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 3%)

Haddad 39% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 20%; não sabe: 3%)

Ciro 41% x 35% Marina (branco/nulo: 22%; não sabe: 2%)

Marina 42% x 31% Haddad (branco/nulo: 25%; não sabe: 3%)

Sobre a pesquisa

Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos

Entrevistados: 2.804 eleitores em 197 municípios

Quando a pesquisa foi feita: 10 de setembro

Registro no TSE: BR 02376/2018

Nível de confiança: 95%

Contratantes da pesquisa: TV Globo e Folha de S.Paulo

Clipping
Governo economizará um terço das verbas disponíveis até março

A equipe econômica decidiu economizar um terço das verbas disponíveis no primeiro trimestre. A partir de abril, os gastos voltarão a subir até cumprirem a dotação prevista no Orçamento Geral da União para este ano. A medida consta do primeiro decreto de programação orçamentária e financeira de 2019, publicada hoje (15) à noite …

Clipping
Trump anuncia emergência nacional para construir muro

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou hoje (15) que vai declarar ainda nesta sexta-feira “emergência nacional” para financiar o muro na fronteira com o México. Em entrevista coletiva concedida no jardim da Casa Branca, ele disse que assinaria a declaração ao “voltar ao Salão Oval”. O norte-americano lembrou que o …

Clipping
Helicóptero vai agilizar atendimento médico a índios no Amazonas

O Distrito Sanitário Especial Indígena (Dsei) Parintins, no Amazonas, e mais seis municípios do interior do estado e do Pará, passarão a ter um helicóptero para atendimento aos pacientes. Os serviços da unidade beneficiam cerca de 17 mil pessoas distribuídas, segundo a Fundação Nacional do Índio (Funai), em três terras …