Setembro Amarelo: cinco aplicativos que podem auxiliar no controle da ansiedade

Clipping

Todo mundo reage de forma ansiosa diante de situações importantes ou banais da vida. É normal ficar ansioso antes de fazer uma prova e, depois, esperar o resultado dela, passar por uma entrevista de emprego, aguardar uma pessoa querida que está chegando de viagem ou entre tantos eventos que nos dão aquele “frio na barriga”. O problema da ansiedade é quando ela ocorre de forma desproporcional, paralisando quem a sente e desencadeando sintomas como fadiga excessiva, dificuldade para se concentrar ou dormir e outros.

De acordo com dados divulgados em 2017 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o número um do mundo na taxa de pessoas com ansiedade, tendo 9,3% dos brasileiros desenvolvido algum tipo de distúrbio de ansiedade. Também ocupamos o quinto lugar em casos de depressão – a doença afeta 5,8% da população brasileira. “É muito comum que as duas andem juntas. Normalmente, a ansiedade cria um ciclo e a depressão pode estar dentro dele. As pessoas se sentem muito ansiosas, aí acabam tendo algum tipo de crise e isso acaba gerando uma tristeza profunda que pode desencadear
em depressão”, explica a psicóloga Juliana Costa.

São diversos os tratamentos para o controle da ansiedade e o autoconhecimento é essencial para descobrir a raiz dos problemas. Além de acompanhamento profissional, é indicado a prática de exercícios físicos, como uma caminhada rápida, estudar algum assunto que desperta o interesse, ter um momento a sós ou na companhia de quem faz bem. A tecnologia, presente em boa parte de nossas vidas, também pode auxiliar. Há diversos aplicativos com a proposta de oferecer exercícios que ajudam no controle da ansiedade.

Aplicativos são apenas paliativo

A psicóloga clínica Analidia Almeida de Souza (CRP 03/13342) adverte que o uso de aplicativos para quem deseja controlar a ansiedade requer certos cuidados. “Se você nunca fez terapia, não sabe do que se trata a ansiedade e faz uso de um aplicativo que não explica para que o que ele serve e qual o limite, é possível que possa não ajudar”, comenta a profissional que atualmente cursa uma especialização em Neuropsicologia.
Nesse sentido, observe antes se o aplicativo se adequa à sua realidade. A psicóloga Analidia ressalta ainda que é necessário entender que o uso dessa ferramenta não substitui o trabalho de um profissional. É por meio dele que será possível identificar a raiz dos problemas, podendo tratá-los de modo mais profundo. “É importante que o app deixe claro que ele é apenas um suporte que pode auxiliar o usuário em momentos pontuais”, avalia a profissional.

Confira a lista com dicas de cinco aplicativos para lhe ajudar a controlar a ansiedade:

Querida Ansiedade

Desenvolvido pela psicóloga Camila Wolf de Oliveira, o app está disponível para Android e iOS e tem como objetivo acalmar usuários durante crises de ansiedade, além de auxiliá-los em seu processo de autoconhecimento. O Querida Ansiedade oferece exercícios de respiração e meditação. Nele também é possível escrever os sentimentos do momento e assistir vídeos com perguntas e respostas sobre ansiedade. Ao baixá-lo, os usuários encontram uma seção que explica todo o funcionamento da ferramenta.

Be Okay

Disponibilizado apenas para smatphones com sistema iOS, o Be Okay foi criado pelas estudantes Gabriella Lopes, Helena Leitão e Ana Luiza Ferrer, do Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC- Rio). O Be Okay oferece recursos como exercícios de respiração e meditação e o acesso rápido de fotos cadastradas pelo usuários para acalmar no momento de crise. Há ainda a possibilidade de ligar para alguém especial ou qualquer número de emergência. Para auxiliar na identificação de padrões ou possíveis gatilhos que gerem ansiedade, o aplicativo oferece uma função que permite o acompanhamento dos momentos de crise.

Lojong: Meditação e Mindfulness

O Lojong se descreve como uma espécie de “academia para a mente”. Nele é possível encontrar meditações guiadas, além de uma série de vídeos com conceitos sobre o treino da mente. O aplicativo oferece ainda artigos sobre bem-estar para que você aprenda e conheça mais sobre o tema. O Lojong funciona ainda em modo off-line, podendo o usuário programar meditações, além de disponibilizar gráficos e estáticas para que o usuário acompanhe o seu crescimento pessoal. O aplicativo está disponível para sistemas Android e iOS.

Diário Controle de Humor

Como o próprio nome já diz, o Diário Controle de Humor cumpre a função de acompanhar os altos e baixos do seu humor. Se preferir, você não precisa escrever, apenas indicar com ícones o seu sentimento do momento. Além disso, é possível indicar quais foram as atividades que te fizeram bem. É possível bloquear o aplicativo com uma senha para maior privacidade. Disponível no Google Play e Apple Store.

Cíngulo: Autoconhecimento

O Cíngulo se propõe a ser uma ferramenta para auxiliar no processo de autoconhecimento dos usuários. De início é possível fazer um teste de personalidade. Ainda sessões para autoconhecimento com indicação de exercícios. O Cíngulo também funciona como um diário emocional. Nele é possível traçar um histórico do seu humor, podendo ser identificados gatilhos que deixaram a sua ansiedade disfuncional. O Cíngulo está disponível para download em celulares com sistema Android e iOS.

Clipping
Três alunos vítimas do massacre em Suzano permanecem hospitalizados

Três alunos continuam internados, sendo que duas adolescentes apresentam quadro estável e são assistidas na enfermaria do Hospital Santa Maria, em Suzano. Um garoto de 15 anos permanece na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Na noite de ontem (18), uma das vítimas, um garoto de 16 anos, recebeu alta. Ele passou por cirurgia e se recuperou bem. A escola Professor Raul Brasil reabre hoje (19) às 10h com um café da manhã. Psicólogos, voluntários e profissionais da saúde prestam assistência e promovem atividades esportivas, artísticas e rodas de conversas até sexta-feira (22). Passaram ontem, pela escola, 227 famílias, 30 professores e dez funcionários, para recolher pertences deixados na escola no dia da tragédia e para participar das atividades de acolhimento. A Diretoria Regional de Ensino ainda não definiu uma data para o retorno às aulas. A Prefeitura de Suzano informou que o Centro de Atenção Psicossocial Alumiar, na Rua Otávio Miguel da Silva, 187, também está disponível para dar suporte psicológico para as vítimas. Suspeito Um adolescente suspeito de envolvimento no ataque à Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano (SP), foi apreendido na manhã de hoje (19) pela Polícia Civil. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o jovem era colega de classe do atirador e o ajudou na compra, pela internet, de equipamentos usados no crime, o que resultou na morte de oito pessoas. Na última quarta-feira (13), dois ex-alunos, de 17 e 25 anos, entraram na escola encapuzados e armados e se mataram após a ação. O terceiro acusado, detido hoje, não participou efetivamente da execução, mas do planejamento que vinha sendo feito desde novembro, segundo a polícia. Por ser menor de idade, o suspeito teve a apreensão requisitada à Justiça para posterior apresentação à Vara da Infância e Juventude. Ele foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para realização do exame de corpo de delito antes de ser apresentado ao Fórum de Suzano. O inquérito policial foi instaurado na Delegacia do Município de Suzano e tem apoio do setor de homicídios de Mogi das Cruzes. Foram ouvidas 31 testemunhas, que podem ser chamadas novamente para prestar depoimento ao longo das investigações.

Clipping
Brasil quer sediar Copa do Mundo de futebol feminino em 2023

O Brasil foi um dos dez países que expressaram interesse em sediar a Copa do Mundo feminina da Fifa (Federação Internacional de Futebol) em 2023. Além do país, também estão interessados em receber a competição três sul-americanos (Argentina, Bolívia e Colômbia). As Coreias do Sul e do Norte informaram à Fifa que pretendem concorrer com uma candidatura conjunta. Além deles, formalizaram interesse em concorrer o Japão, a Austrália, a Nova Zelândia e África do Sul. Segundo a Fifa, esse é o maior número de países a formalizar interesse em sediar uma Copa do Mundo feminina desde a primeira edição do evento, em 1991. As confederações nacionais terão agora que registrar suas candidaturas até 16 de abril deste ano. O anúncio do país-sede deve ser feito em março do ano que vem. Entre os possíveis candidatos, nenhum sediou uma Copa do Mundo feminina. A próxima competição será realizada de 7 de junho a 7 de julho deste ano, na França. O Brasil está no grupo C do campeonato, junto com Austrália, Itália e Jamaica. A seleção brasileira estreia no dia 9 de junho contra a Jamaica.

Clipping
Inflação do aluguel é de 8,05% em 12 meses

O Índice Geral de Preços–Mercado (IGP-M), usado no reajuste de contratos de aluguel, registrou inflação de 1,06% na segunda prévia de março. O resultado ficou acima da inflação verificada na segunda prévia de fevereiro (0,55%). Os dados foram divulgados hoje (19), no Rio de Janeiro, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). A inflação pelo IGP-M é de 8,05% em doze meses.   A alta da taxa foi puxada pelos preços no atacado e no varejo. A inflação do Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, subiu de 0,73% em fevereiro para 1,41% em março. Já o Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, passou de 0,17% para 0,5% no período. E o Índice Nacional de Custo da Construção teve queda. Ele passou de 0,29% na prévia de fevereiro para 0,11% na prévia de março.