Blog
Clipping

Prodecon de Petrolina dá orientações para as compras do Dia das Crianças

O Programa Municipal de Defesa do Consumidor (Prodecon) de Petrolina, no Sertão de Pernambuco, repassou algumas dicas para quem pretende ir as compras para os Dia das Crianças, que será comemorado no próximo sábado (12). De acordo com o órgão, que é vinculado à prefeitura, o objetivo é fazer com que o consumidor evite problemas após a aquisição dos produtos. De acordo com o diretor-presidente do Prodecon, Dhiego Serra, é importante o consumidor fazer um planejamento sobre o que quer comprar e quanto pretende gastar para não comprometer o orçamento mensal. Segundo o gestor, alguns consumidores acabam se envolvendo com o clima atrativo das lojas e ultrapassam o valor estimado para gastos o que pode ocasionar novas dívidas. “É muito importante que as pessoas não comprem por impulso, é sempre bom pesquisar e procurar adquirir o produto dentro do seu orçamento e assim evitar se endividar. Muitas dívidas de cartão de crédito e negativação do nome do cliente, por exemplo, decorrem de períodos festivos nos quais o consumidor se empolga com as facilidades e depois acaba não conseguindo quitar o débito o que se transforma numa bola de neve”, destaca. Uma outra orientação importante diz respeito à indicação de idade em cada brinquedo. Serra destaca que o consumidor deve ficar atento às informações da caixa e avaliar se o item desejado está compatível com a criança que será presenteada. Em relação as trocas, o Prodecon pede que o consumidor fique atento ao adquirir roupas e sapatos, pois, segundo o Código de Defesa do Consumidor, as lojas só são obrigadas a trocar produtos que apresentarem vício de qualidade (defeito de fábrica), ou seja, não são obrigados a trocar o produto só porque o consumidor não gostou da cor, tipo, modelo, tamanho, etc. Os consumidores que se sentirem lesados neste período e quiserem fazer alguma reclamação junto ao Prodecon podem procurar o órgão que funciona no Centro de Convenções Senador Nilo Coelho das 8h às 12h. Para formalizar a denúncia, é preciso apresentar cópia de RG, CPF, comprovante de residência, além de nota ou contrato relacionado ao produto ou serviço denunciado. Outras informações através do número: 3861-3066.

Leia Mais
Clipping

Tomate, banana e feijão carioca puxam queda no preço da cesta básica em Petrolina

O colegiado de Economia da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) divulgou a pesquisa da cesta básica de alimentação do mês de setembro. Segundo o estudo, o custo da cesta foi estimado em R$ 311,92. Na comparação de setembro com agosto 2019, a deflação foi de -2,44%. Já no acumulado dos últimos doze meses, Petrolina teve a deflação de 8,32%. A redução da cesta básica em setembro foi puxada pelo tomate, que teve uma queda de aproximadamente, 9,5% em Petrolina. O motivo é o aumento da oferta de tomates, que maturaram mais cedo devido ao aumento da temperatura no segundo semestre. A banana entrou no terceiro mês consecutivo em queda de 5,06%, o que deve mudar a partir do mês de outubro, quando a oferta do fruto começa a diminuir. O feijão carioca também caiu de preço, passou de R$ 8,20 para R$ 5,12. A Farinha e a Carne também ajudaram na redução do custo da cesta básica.

Leia Mais
Clipping

Bovespa opera instável nesta terça-feira

O principal indicador da Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, opera instável no início dos negócios desta terça-feira (8), de olho no clima negativo nos mercados externos, pelas renovadas preocupações com a guerra comercial entre Estados Unidos e China. Às 10h03, o Ibovespa tinha alta de 0,1, a 100.674 pontos. Veja mais cotações. Na segunda, a bolsa recuou 1,93%, para 100.572 pontos, acumulando queda de 3,98% no mês, mas alta de 14,43% no ano.Ibovespa em 2019Pontuação de fechamentopontospontos28/12/201810/121/131/111/220/21/314/325/33/412/424/46/515/524/54/613/625/64/716/725/75/814/823/83/912/923/92/1085k90k95k100k105k110kFonte: Valor Pro Na Europa, as principais bolsas operam em forte queda, puxadas por novas preocupações relacionadas à guerra comercial entre China e EUA e ao Brexit, e a despeito de dados positivos sobre a produção industrial da Alemanha. Na noite de segunda, os EUA anunciaram uma lista negra que acrescenta 28 entidades chinesas, incluindo oito companhias de tecnologia, como resposta à perseguição contra a minoria muçulmana dos uigures na província de Xinjiang, na China. Para aprofundar o sentimento negativo, questionado nesta terça-feira se a China retaliaria, o porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, Geng Shuang, alertou os repórteres para que “fiquem atentos”.

Leia Mais
Clipping

Mais Médicos para o Brasil: publicados nomes e locais de trabalho

A lista com os nomes e registros de médicos intercambistas do Projeto Mais Médicos para o Brasil está publicada na edição desta terça-feira (8) do Diário Oficial da União. De acordo com a Portaria nº 28, de 7 de outubro de 2019, da Secretaria de Atenção Primária à Saúde, fica concedido registro único para o exercício da medicina, no âmbito do Projeto Mais Médicos para o Brasil, aos médicos intercambistas. A portaria determina também a expedição das carteiras de identificação de todos que atenderam os requisitos legais para as atividades do projeto previstas no projeto. O documento informa ainda o local onde o médico vai trabalhar. De acordo com o Ministério da Saúde, o projeto é parte do esforço do governo federal, com apoio de estados e municípios, para “a melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Além de levar mais médicos para regiões onde há escassez ou ausência desses profissionais, o programa prevê, ainda, mais investimentos para construção, reforma e ampliação de Unidades Básicas de Saúde (UBS), além de novas vagas de graduação, e residência médica para qualificar a formação desses profissionais”. Segundo a pasta, o Mais Médicos para o Brasil se soma a um conjunto de ações e iniciativas do governo objetivando o fortalecimento da Atenção Básica do país.

Leia Mais
Clipping

Caixa anuncia redução de juros do crédito imobiliário

A Caixa Econômica Federal anunciou hoje (8) redução de até 1 ponto percentual nas taxas de juros para os financiamentos imobiliários com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos (SBPE). A menor taxa passou de 8,5% ao ano para 7,5% ao ano e a maior: de 9,75% ao ano para 9,5% ao ano. As novas taxas será válidas a partir da próxima segunda-feira (14). A redução é válida para crédito com saldo devedor atualizado pela Taxa Referencial (TR) no âmbito do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI). O SFH é voltado para os financiamentos de imóveis de menor valor e tem parte das unidades financiadas com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O SFI é destinado a imóveis mais caros, sem cobertura do FGTS. Esta é a segunda redução de juros anunciada pela Caixa. Em junho, o banco reduziu em até 1,25 ponto percentual as taxas de juros para financiamentos pelo SBPE, além de alternativas de renegociação. Segundo a Caixa, mais de 114 mil clientes já regularizaram dívidas, o que correspondeu a mais de R$ 10,1 bilhões de crédito renegociado. Em agosto, a Caixa também anunciou a criação de linha de financiamento imobiliário com saldo corrigido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Nesse financiamento, a taxa mínima é o IPCA mais 2,95% ao ano e a máxima, o IPCA mais 4,95% ao ano. A Caixa lidera o mercado de financiamento imobiliário, com 69% de participação no mercado. Em 12 meses encerrados em junho, a carteira de crédito habitacional do banco cresceu 3,6%, chegando a R$ 452,3 bilhões.

Leia Mais
Clipping

Bolsonaro: petróleo pode ter sido despejado “criminosamente”

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (8) que as manchas de petróleo que atingem o litoral do Nordeste desde o mês passado podem ter sido despejadas “criminosamente”. “É um volume que não está sendo constante. Se fosse de um navio que tivesse afundado estaria saindo ainda óleo. Parece que criminosamente algo foi despejado lá”, disse, ao deixar o Palácio da Alvorada, após reunião com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. As manchas já atingem o litoral de todos os estados do Nordeste e seguem se movimentando pela costa brasileira. Trata-se de petróleo cru, ou seja, não se origina de nenhum derivado de óleo, como gasolina e outros. De acordo com Bolsonaro, a densidade da substância é “um pouquinho maior” que a água salgada, por isso, quando no mar, fica submersa. O ministro Ricardo Salles também explicou que o movimento do óleo tem sido de ida e volta do mar para a costa. “Nosso papel é agir rápido para retirar aquilo que está em solo”, disse o ministro. Mais de 100 toneladas de borra de petróleo já foram recolhidas, de acordo com Salles. Ontem (7), após reunião de emergência sobre o assunto no Ministério da Defesa, o presidente Bolsonaro destacou que o óleo não é produzido e nem comercializado no Brasil e que há uma suspeita sobre o seu país de origem. Hoje, perguntado novamente, ele voltou a dizer que essa é uma informação reservada. “Eu não posso acusar um país e vai que não é aquele vai, eu não quero criar um problema com outros países”, disse. Um inquérito foi aberto pela Polícia Federal (PF), na semana passada, para apurar a origem da substância. A contaminação também é monitorada por órgãos como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) desde o dia 2 de setembro, quando as primeiras manchas foram localizadas no litoral nordestino. Bolsonaro também determinou, por meio de decreto, publicado no último sábado (5), uma investigação sobre as causas e a responsabilidade sobre o derramamento do óleo. 

Leia Mais
Clipping

ANP autoriza revitalização de laboratórios do Museu da Terra

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) autorizou a realização de projeto executivo para uma iniciativa da Petrobras com o Serviço Geológico do Brasil para revitalização do conjunto de laboratórios que compõem o Museu da Terra, localizado na Urca, zona sul do Rio de Janeiro.  O projeto, que deve ser executado até 2022, ano do bicentenário da Independência do Brasil, prevê investimentos totais da ordem de R$ 123 milhões, a serem financiados com recursos da Cláusula de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I).  Instalado em um prédio tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), afetado parcialmente por um incêndio em 1973, o museu terá o seu espaço de 22 mil metros quadrados reorganizado e modernizado. O prédio tem uma forte ligação com o setor mineral e de óleo e gás, pois, das suas instalações surgiram a Petrobras, o Serviço Geológico do Brasil e o Conselho Nacional do Petróleo (CNP). A infraestrutura de laboratórios e de equipamentos será expandida, permitindo o desenvolvimento de uma série de projetos de PD&I próprios e em parceria com outras instituições. Acervo O Museu da Terra possui, atualmente, o maior plantel de fósseis do Brasil, com um acervo importante nas áreas de paleontologia, mineralogia, petrologia e meteorítica, além de vasta coleção bibliográfica e documental, valioso acervo iconográfico (como mapas e fotografias) e equipamentos científicos. A ANP também aprovou outros quatro projetos executivos para a construção de uma Rede de PD&I em Rochas e Fluidos, com recursos da Cláusula de PD&I da Petrobras. A previsão é de que essa rede seja composta por um Centro de Referências em Geociências, no Parque Tecnológico da UFRJ, e por três litotecas localizadas no Rio de Janeiro, em Feira de Santana (BA) e em Manaus, que juntas concentrarão um dos maiores acervos do mundo de amostras minerais. O Centro de Referências em Geociências reunirá diversos laboratórios destinados a acelerar o conhecimento geológico do Brasil, em especial das bacias sedimentares, de forma a desenvolver os setores de óleo, gás e mineração.  Cláusula A Cláusula de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação consta dos contratos para exploração e produção de petróleo e gás e tem como objetivo estimular a pesquisa e a adoção de novas tecnologias para o setor. Ela determina que os campos com grande produção devem ter um percentual de sua receita bruta investido em pesquisa, desenvolvimento e inovação (1% para contratos de concessão e partilha e 0,5% para cessão onerosa). A ANP é responsável pela análise, aprovação, acompanhamento e fiscalização da aplicação dos recursos oriundos da Cláusula de PD&I.

Leia Mais
Clipping

Resultado da eleição para Conselho Tutelar já é conhecido em 13 cidades do Sertão pernambucano

Algumas das principais cidades do Sertão pernambucano já conhecem os integrantes eleitos e seus suplentes para o Conselho Tutelar no período 2020/23. A eleição ocorreu no dia de ontem (6) em todo o país. Nas cidades de menor porte a apuração teve agilidade e os nomes dos eleitos veio a público ainda no final da noite de ontem. Confiram: Santa Filomena 1º Genilson – 514 votos 2º Regiana – 497 votos 3º Zé Renato – 465 votos 4º Silmara Barros – 418 votos 5º Erick 394 – votos Dormentes 1º Rafael 1.703 – votos 2º Lucília de Didi – 1.653 votos 3º Gilcélia de Deca – 1.605 votos 4º Zuzu 1.464 – votos 5º Favrício 1.448 – votos Santa Cruz da Venerada 1º. Danilo Truta – 1.115 votos 2º. Suely Alves –  979 votos 3º. Batista Cacau – 923 votos 4º. Thulio Aguiar – 923 votos 5º. Gildeilson Rodrigues – 878 votos Lagoa Grande 1º Josemar Ramos – 1.613 votos 2º Cristiano do Esporte – 1.587 votos 3º Solineide – 1.416 votos 4º Tarcísio de Iolanda – 1.346 votos 5º Professor João Januário – 1.246 votos Verdejante 1º Gean – 308 votos 2º Neidinha – 290 votos 3º Bena – 263 votos 4º Carminha de Maksuel – 150 votos 5º Joseane do Riacho Verde – 146 votos Serrita 1º Ronaldo Cézar – 1.288 votos 2º Maria Inácia – 1.238 votos 3º Fernando Rafael – 1.181 votos 4º Irizan de Oliveira – 1.146 votos 5º Francisca (Sula) – 897 votos Parnamirim 1º Leilton do Sofá – 1.289 votos 2º Laudiane Queiroz – 898 votos 3º Paulinho Farias – 879 votos 4º Popay – 797 votos 5º Sheila Amando – 795 votos Cedro 1º Ivanildo – 1.549 votos 2º Paulo Monteiro – 964 votos 3º Baixinha – 831 votos 4º Vânia – 810 votos 5º Tiquinha – 734 votos Ouricuri 1º Ivone – 1.369 votos 2º Elaine – 1.088 votos 3º Cícera Monteiro – 923 votos 4º Luciano – 822 votos 5º Ramiro – 861 votos Ipubi 1º Edivânia – 915 votos 2º Didi – 826 votos 3º José Augusto – 743 votos 4º Flavio Marinho – 554 votos 5º Denise – 545 votos Bodocó 1º Loirinho de Aluísio – 1.208 votos 2º Elânio – 1.017 votos 3º Robson Ferraz – 989 votos 4º Tiago Bezerra – 981 votos 5º Arlene Siqueira – 883 votos Trindade 1º Gilvan Andrade – 1.492 votos 2º Bebeto Delmondes – 1.343 votos 3º Junior Sena – 1.130 dos votos 4º Raimundo Sabino – 1.117 votos 5º Carla Vanessa – 928 votos Salgueiro 1º Marcos Ribeiro – 1.001 votos 2º Vinícius Carvalho – 963 votos 3º Cynnaria de Caribé – 887 votos 4º Lala Novaes – 862 votos 5º Sivanilde Barros – 853 votos

Leia Mais
Clipping

Receita Federal abre consultas ao 5º lote do IR 2019 nesta terça-feira

A Secretaria da Receita Federal abrirá nesta terça-feira (8), a partir das 9h, as consultas ao quinto lote de restituição do Imposto de Renda de Pessoas Físicas (IRPF) de 2019, e a lotes residuais de anos anteriores. Segundo o Fisco, serão contemplados 2.703.715 contribuintes no quinto lote. Os valores das restituições totalizarão R$ 3,5 bilhões, sendo R$ 3,35 bilhões somente para o IR 2019 — ano-base 2018. Os depósitos serão feitos em 15 de outubro. As consultas poderão ser feitas pelo site da Receita Federal na internet. Também é possível consultar pelo aplicativo para tablets e smartphones ou pelo Receitafone 146. Entre aqueles que receberão a restituição do terceiro lote estão: contribuintes idosos: 4.848 pessoas acima de 80 anos e 36.634 contribuintes entre 60 e 79 anos; 4.281 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave; 17.056 contribuintes cuja maior fonte de renda seja o magistério — com prioridade no recebimento dos valores. Neste ano, a Receita Federal recebeu 30.677.080 declarações até 30 de abril, prazo final para a entrega do documento sem multa. O órgão esperava receber 30,5 milhões de declarações. Malha fina Segundo o Fisco, é possível checar se a declaração foi processada. E se ela estiver já na fila de pagamentos, as informações prestadas estão coerentes com o banco de dados da Receita. Isso indica que a declaração, a princípio, não tem pendências (a Receita Federal tem até cinco anos para pedir esclarecimentos sobre as declarações). A verificação pode ser feita pelo serviço Meu Imposto de Renda da Receita Federal. Para isso, é preciso gerar um código de acesso, a partir do número do CPF, data de nascimento e recibos de entrega das duas últimas declarações.

Leia Mais
Clipping

Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira prêmio acumulado de R$ 25 milhões

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira (9) o prêmio acumulado de R$ 25 milhões. As seis dezenas do concurso 2.196 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. O sorteio é aberto ao público. De acordo com a Caixa, caso aplicado na poupança, o valor do prêmio poderia render mais de R$ 85 mil por mês. Com o dinheiro seria também possível adquirir 625 carros populares, no valor de R$ 40 mil. O sorteio da Mega-Sena será realizado no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo – Marcello Casal Jr./Agência Brasil Como apostar As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa, em todo o país. O bilhete simples, com seis dezenas marcadas, custa R$ 3,50.

Leia Mais
Clipping

Bolsonaro diz que nova lei amplia acesso à internet para população

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (7), por meio de suas redes sociais, que o Marco Legal das Telecomunicações, sancionado na última quinta-feira (3), amplia o acesso à internet para a população levando a internet a locais onde o investimento em banda larga é pouco rentável. Jair M. Bolsonaro✔@jairbolsonaro Sancionado o novo marco das telecomunicações. Mais ampliação do acesso à internet para a população, ou seja, informação chegando mesmo em locais onde o investimento em banda larga é considerado pouco rentável pelas empresas: os rincões do Brasil. Entenda: http://bit.ly/31UHY78 17,3 mil21:36 – 7 de out de 2019Informações e privacidade no Twitter Ads4.046 pessoas estão falando sobre isso Segundo a nova lei, as empresas que adquirirem direito de exploração da infraestrutura das redes poderão passar para um regime com menos obrigações, por meio de autorizações. Essas empresas  deverão realizar investimentos direcionados para a expansão e a melhoria da infraestrutura e da qualidade de acesso à internet banda larga. Os compromissos das empresas vão priorizar a implantação de rede de alta capacidade de comunicação de dados em áreas remotas. Elas também serão obrigadas a continuar fornecendo serviços de telefonia fixa nas localidades mais remotas.  Outra alteração é dar a empresas que exploram faixas de frequência (“espaços” no espectro eletromagnético utilizados, por exemplo, para a transmissão de sinal de rádio e TV, telefonia celular, serviços por satélite e internet móvel) o direito de comercializar “partes” dessas faixas, criando o que vem sendo chamado de “mercado secundário de espectro”. A companhia paga pela exploração e poderá fazer negócios com parte desse “espaço”.

Leia Mais
Clipping

Salles: Mais de 100 toneladas de óleo já foram recolhidas no Nordeste

Em visita à Sergipe, o ministro Ricardo Salles afirmou que mais de 100 toneladas de borra de petróleo já foram recolhidas nas praias do Nordeste. A região sofre com manchas de óleo, ainda de origem desconhecida, que vem afetando as praias desde o começo de setembro. O poluente foi identificado em uma faixa de mais de 2 mil quilômetros da costa brasileira. No final de semana, o governo de Sergipe decretou situação de emergência devido ao aumento de danos ambientais causado pelo óleo. Um gabinete de crise foi criado no Estado para acompanhar o caso. De acordo com o texto publicado pelo ministro no Twitter, essa quantidade foi recolhida desde o dia 2 do mês passado. O recolhimento, ainda de acordo com Salles, foi feito por equipes do Ibama, ICMBio, municípios e Marinha. Em Sergipe, as primeiras manchas de petróleo apareceram no dia 24 de setembro, segundo o governo do Estado. Balanço divulgado pelo Ibama na sexta-feira (4) mostrava que chegou a 124 o número de localidades do Nordeste afetadas pelas manchas de óleo. Ainda de acordo com o Ibama, são 59 os municípios afetados, de oito Estados da região. Doze animais foram atingidos pela substância, sendo onze deles tartarugas marinhas, e oito deles morreram. A substância é petróleo cru, segundo análise do órgão, mas o tipo identificado não é produzido no Brasil. Em nota, o Ibama informou ter requisitado apoio à Petrobras para atuar na limpeza das praias. A Petrobras já informou que analisou o óleo e descartou ser de suas operações. Até o momento, a origem da poluição continua desconhecida. A Polícia Federal foi acionada para investigar o caso O petróleo tem chegado às praias em diferentes intensidades desde o dia 2 de setembro. Por ser uma substância tóxica, a recomendação do Ibama e das Superintendências Estaduais de Meio Ambiente é de que as pessoas evitem o banho de mar, a prática de esportes náuticos e também a pesca, bem como evitar o consumo de frutos do mar desses locais.

Leia Mais
Clipping

Projeto oferece tatuagem de aréola em mulheres que tiraram a mama

Mulheres que passaram por mastectomia (retirada do seio em função de câncer) podem se inscrever para fazer gratuitamente a reconstrução da aréola, ou mamilo, com tatuagem, dentro do projeto Y Rosa. Idealizado por Yurgan Barrett e equipe, o projeto volta ao Rio de Janeiro este mês, depois de uma experiência em Florianópolis (SC) no meio do ano, contabilizando nas três primeiras edições mais de 50 mulheres atendidas. São 30 vagas disponíveis e as inscrições podem ser feitas no Instagram do tatuador Yurgan Barret (@yurganbarret) até o dia 25 de outubro, mas a equipe alerta que quanto antes as interessadas entrarem em contato, maiores as chances de serem atendidas na ação. Barret disse à Agência Brasil que muitas mulheres não procuram o serviço porque acham que será pago, ou por terem vergonha de lidar com a mastectomia. Outras ainda por desconhecerem o serviço de redesenho de aréolas de mulheres mastectomizadas. Projeto Y faz tatuagem para a reconstrução da aréola de mulheres que passaram por mastectomia. – divulgação do Projeto Y Rosa A 4ª edição do Y Rosa está programada para os próximos dias 25 e 26, no Yurgan Tattoo Studio, localizado no Shopping Barra World, Avenida Alfredo Balthazar da Silveira, 580, Recreio dos Bandeirantes, zona oeste da capital fluminense. Procedimento Na primeira parte do projeto social, Barret conversa com as candidatas à tatuagem sobre a cirurgia que fizeram. “Quando a gente acaba o procedimento (tatuagem), elas ficam muito felizes, porque, de certa forma, falta uma parte para completar tudo. A autoestima fica bem baixa. E a ideia da gente é aumentar o máximo possível a autoestima dessas mulheres”, manifestou. Com esse propósito, além de oferecer gratuitamente a reconstrução de aréola para pacientes mastectomizadas, o Y Rosa conta este ano com novos serviços, como maquiagem definitiva, que inclui sobrancelha fio a fio, e palestras conduzidas pelo Instituto Vamos Viver. Zelia Souza fez a tatuagem com Barret no ano passado, depois de retirar o seio esquerdo devido ao câncer em dezembro de 2015. “Adorei. Foi muito bom. Eu não gostava nem de olhar para a minha mama. É como se não fosse uma mama. Com o trabalho que o Yurgan fez, deu outra vida. A gente se sente mais feminina. Eu já tinha visto esse trabalho na internet e estava louca para fazer, mas não tinha dinheiro”. Zelia viu a noticia do projeto Y Rosa no grupo de ‘whatsapp’ e resolveu ligar. Ao se certificar que o serviço era gratuito, agendou hora com o tatuador. “Fiquei muito feliz. É um projeto muito legal”. Método O método utilizado é o mesmo da tatuagem artística e busca fazer um desenho realista do mamilo, sendo indicado para mulheres que já fizeram a reconstrução da mama e têm autorização médica para tatuar a área. “Acho que sair com a maquiagem, a reconstrução da aréola e tudo o mais ajuda muito na autoestima. Deixa elas mais felizes”, afirmou Barret. O tatuador garantiu que as mulheres não sentem dor para fazer a tatuagem de mamilo, porque o procedimento é feito com anestésico próprio para esse serviço. …

Leia Mais
Clipping

Plenário aprova projeto que facilita divórcio de vítima de violência doméstica

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou proposta que facilita o processo de separação das vítimas de violência doméstica. O juiz responsável pela ação de violência doméstica também poderá decretar o divórcio ou a dissolução da união estável, a pedido da vítima. A proposta segue para sanção presidencial. Os deputados aprovaram as alterações do Senado ao Projeto de Lei 510/19, do deputado Luiz Lima (PSL-RJ). A proposta também garante às vítimas de violência o direito à assistência jurídica, além de prioridade na tramitação judicial das ações cíveis. Caso a situação de violência doméstica se inicie após o pedido de divórcio ou dissolução da união estável, a ação terá preferência no juízo onde estiver. Luiz Lima disse que facilitar o divórcio das vítimas de violência é um processo simples, porém muito relevante para essas famílias e para garantir que a violência não se repita. A partilha dos bens, no entanto, deverá ser resolvida nas varas de família. A relatora, deputada Erika Kokay (PT-DF), disse que é importante desfazer vínculos que provocam sofrimento nas mulheres e nas crianças vítimas de violência doméstica. “O projeto otimiza ações necessárias para que a mulher se desvincule da situação de sofrimento e possa ser dona do próprio corpo”, disse. Uma das inovações dos senadores é determinar a intervenção do Ministério Público (MP) nas ações de família em que a parte seja vítima de violência doméstica. A intenção é resguardar o direito das mulheres. DireitosO texto aprovado determina que o juiz e a autoridade policial deverão garantir à vítima informações sobre eventual ajuizamento de pedidos de separação. E, se for o caso, o juiz tem 48 horas para encaminhá-la aos órgãos de assistência judiciaria – defensorias públicas – para que solicite a separação. PrioridadeA proposta também estabelece prioridade para a tramitação das ações em que a parte seja vítima de violência doméstica em toda a justiça cível. A mudança é incluída no Código de Processo Civil e vale tanto para as ações de separação, quanto para pedidos de reparação. MudançasFicou de fora do texto a possibilidade de o juiz responsável pela ação de violência decretar anulação de casamento ou separação judicial, pontos incluídos pelo Senado. Erika Kokay avaliou que a medida pode sobrecarregar a Justiça e que as duas ações requerem mais provas e não implicam o fim definitivo da união. “Essa nova atribuição pode sobrecarregar a atuação dessas varas e acaba que elas não podem se concentrar no combate à violência e medidas protetivas”, disse.

Leia Mais
Clipping

Papa pede respeito a indígenas em abertura de Sínodo da Amazônia

O papa Francisco afirmou nesta segunda-feira (7) que a sociedade moderna deve respeitar os indígenas e evitar as colonizações que serviram para dividir e “aniquilar os povos originários, demonstrando todo o desprezo por eles”. Ele lembrou a experiência argentina, seu país de origem, onde os povos originários sofreram e sofrem, ainda hoje, com atitudes depreciativas. A declaração foi dada durante a abertura dos trabalhos da Assembleia Especial do Sínodo dos Bispos para a Região Pan-Amazônica. “Viemos para contemplar, compreender, servir os povos e fazemos percorrendo um caminho sinodal, não numa mesa-redonda, em conferências ou em discursos, mas em sínodo. Porque um sínodo não é um parlamento, um locutório, é um caminhar juntos sob a inspiração do Espírito Santo”, afirmou o pontífice. Ele explicou que o Sínodo para a Amazônia tem quatro dimensões: pastoral, cultural, social e ecológica. “A primeira é essencial porque abarca tudo e vemos a realidade da Amazônia com olhos dos discípulos, mas também com olhos missionários.” Portas abertas Para o relator-geral do Sínodo para a Amazônia, cardeal Cláudio Hummes, presidente da Rede Eclesial Pan-Amazônica (Repam), a Igreja Católica “precisa abrir as portas, derrubar muros que a cercam e construir pontes, sair e pôr-se a caminho na história, nos tempos atuais de mudança de época, caminhando sempre próxima de todos, principalmente de quem vive nas periferias da humanidade”. Ele discursou hoje, na abertura do Sínodo, e ressaltou a prática da misericórdia, da caridade e da solidariedade, “sobretudo para com os pobres, os sofridos, os esquecidos e descartados do mundo de hoje, os migrantes e os indígenas”. A Repam é formada pelos nove países que formam a Pan-Amazônia, uma região com 7,8 milhões de quilômetros quadrados onde vivem 33 milhões de habitantes, incluindo 1,5 milhão de indígenas de 385 povos. “Deve-se ter presente também que a Igreja missionária da Amazônia se destacou através de sua história – e ainda hoje se destaca – com grandes e fundamentais serviços para a população local na área da escolarização, da saúde, do combate à pobreza e à violação dos direitos humanos”, afirmou Hummes. A missão da Igreja hoje na Amazônia é o núcleo central do sínodo. “É um sínodo da Igreja e para a Igreja. (…) aberta ao diálogo, sobretudo ao diálogo inter-religioso e intercultural, acolhedora e desejosa de compartilhar um caminho sinodal com as outras igrejas, religiões, ciência, governos, instituições, povos, comunidades e pessoas, respeitando as nossas diferenças, no intuito de defender e promover a vida das populações da área, especialmente dos povos originários e a biodiversidade do território na região amazônica”. Hummes afirmou ainda que, segundo o processo de escuta sinodal da população, “na Amazônia a ameaça à vida deriva de interesses econômicos e políticos dos setores dominantes da sociedade atual, de maneira especial de empresas que extraem de modo predatório e irresponsável [legal ou ilegalmente] as riquezas do subsolo e da biodiversidade, muitas vezes em conivência ou com permissividade dos governos locais e nacionais e por vezes até com o consenso de alguma autoridade indígena”. O cardeal falou também sobre o cuidado e a defesa dos povos amazônicos: …

Leia Mais
Clipping

Ceagesp é incluída no Programa Nacional de Desestatização

A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) foi incluída no o Programa Nacional de Desestatização (PND), conforme o Decreto nº 10.045, publicado no Diário Oficial da União desta segunda-feira (7). O documento designa o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) como responsável pela execução e acompanhamento dos atos necessários à desestatização da Ceagesp. A Ceagesp teve sua desestatização recomendada em setembro pelo Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos – Divulgação Ceagesp Vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a companhia teve, por meio de resolução nº 81 de 21 de agosto deste ano, sua desestatização recomendada pelo Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). A Ceagesp é uma empresa pública federal, sob a forma de sociedade anônima. Ela representa um importante elo na cadeia de abastecimento de produtos hortícolas. De acordo com o Mapa, a Companhia mantém a maior rede pública de armazéns, silos e graneleiros de São Paulo, totalizando 18 unidades ativas distribuídas em todo o estado. Localizada na zona oeste da capital paulista, circulam diariamente pela Ceagesp cerca de 50 mil pessoas e 12 mil veículos.

Leia Mais
Clipping

Tecnologia que reduz uso de dinheiro e cartão cresce 2.275%

Agilidade e segurança durante eventos. Esses são os principais objetivos da tecnologia cashless, que está em crescimento no mercado de entretenimento, onde o sistema busca reduzir o uso do dinheiro e cartão de crédito ou débito dentro de alguma festa. Segundo o Banco Central, nos últimos anos essa prática cresceu cerca de 2.275% no Brasil, e a tendência é que ela cresça ainda mais. A tecnologia funciona por meio de pulseiras específicas ou cartões com chip que proporcionam ao participante fazer uma recarga pré-estabelecida de um determinado valor para utilizar no evento, permitindo operações mais rápidas, filas mais curtas e maior controle nos gastos, além da coibição de fraude nos ingressos. Leia também:Empreendedorismo e tecnologia para formação de jovens é tema do festival REC’n’PlayBrasil transfere tecnologia do portal do consumidor para a ArgentinaGrandes eventos e festivais estão apostando nas pulseiras RFID, do inglês “Radio-Frequency IDentification”, para a Identificação por Radiofrequência, e em cartões onde o cliente pode abastecê-lo com créditos e utilizar durante o evento. O grande diferencial da transação está em aproximar o cartão ou pulseira da máquina para que a transferência seja efetuada. Basta o dispositivo possuir NFC (Near Field Communication), que está conectado a uma conexão wireless de transferência de dados a curta distância. Com um sistema de criptografia de leitura e gravação. A netPDV é a fintech pioneira no Brasil na implementação da tecnologia cashless, e líder nessa forma de pagamento no mercado de entretenimento na América Latina. De acordo com o CEO da fintech, Bruno Lindoso, o uso da tecnologia não é de uso exclusivo no entretenimento, podendo ser utilizado em outros mercados e é importante por agilizar o atendimento. “Existem vários mercados onde o cashless pode ser muito bem aplicado como resorts, cruzeiros, arenas, clubes, condomínios, entre outros. Se pensarmos em um grande evento, tirar a carteira do bolso para realizar cada compra ou simplesmente levá-la ao show pode se tornar um incômodo. O entretenimento é um deles por podermos garantir operações com melhor experiência de compra, mais rapidez, gestão das vendas e menos filas, nós conseguimos dar uma maior velocidade nas transações de pagamento com segurança e melhor gestão das transações financeiras”, disse Lindoso. Bruno destaca que a solução foi pensada para permitir uma maior organização e controle nos eventos para os organizadores, além de trazer benefícios para o público. “Pensamos com o intuito de amparar os organizadores de eventos em relação as principais preocupações recorrentes em grandes eventos: segurança, rapidez e transparência. Cada cartão ou pulseira registra todas as transações financeiras e garante a funcionalidade do sistema. A tecnologia garante aos organizadores o gerenciamento de todo o consumo e acompanhamento em tempo real da movimentação de vendas, além da emissão de relatórios com informações sobre o estoque e controle de caixa”, destaca o CEO da fintech. Em Pernambuco uma das empresas que utilizam da tecnologia nos eventos é a Carvalheira. A empresa aposta na tecnologia devido a boa aceitação do público e por otimizar a gestão das festas promovidas, como conta o sócio-diretor Geraldo …

Leia Mais
Clipping

Produção de veículos tem queda de 8,3% em setembro

A produção de veículos caiu 8,3% em setembro na comparação com agosto. Segundo o balanço divulgado hoje (7), em São Paulo, pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), foram fabricadas 247,3 mil unidades em setembro, contra 269,8 mil de agosto. Em relação a setembro do ano passado, o número representa uma alta de 10,9%. No acumulado de 2019, a produção automobilística registra um crescimento de 2,9%, com um total de 2,26 milhões de unidades em nove meses. As vendas tiveram queda de 3,3% em setembro em relação a agosto, com a comercialização 234,8 mil unidades. O número significa um aumento de 10,1% sobre as vendas de setembro de 2018. No acumulado dos primeiros nove meses, foram comercializados 2,03 milhões de veículos, uma alta de 9,9% em relação ao mesmo período do ano passado. Exportações As exportações acumulam queda de 35,6% de janeiro a setembro, com 337,5 mil unidades vendidas para o exterior. Em comparação com setembro de 2018, os 36,6 mil veículos exportados no último mês significam uma retração de 7,1% na comercialização no mercado externo. Entre agosto e setembro deste ano foi verificada ainda uma ligeira queda das exportações (-0,2%). Emprego O setor anotou em setembro uma queda de 3,4% no número de postos de trabalho em comparação com o mesmo mês de 2018. Atualmente, 127,9 mil pessoas trabalham na indústria automotiva, uma retração de 0,2% em relação a agosto.

Leia Mais
Clipping

Preço de cesta de compras de famílias com renda mais baixa cai 0,09%

O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que calcula a variação de preços da cesta de compras de famílias com renda até 2,5 salário mínimos, registrou deflação (queda de preços) de 0,09%. Em agosto, havia sido registrada uma inflação de 0,11%, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV). O IPC-C1 acumula taxas de inflação de 3,19% no ano e de 3,81% em 12 meses, acima dos 3,51% registrados pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR). A queda da taxa do IPC-C1 de agosto para setembro foi puxada pelos grupos de despesas habitação (cuja taxa caiu de 0,95% para 0,26%), alimentação (de -0,46% para -0,72%), transportes (de 0,05% para 0,03%) e comunicação (de 0,68% para 0,54%). Por outro lado, quatro grupos tiveram alta na taxa: saúde e cuidados pessoais (de 0,01% para 0,22%), vestuário (de -0,44% para 0,03%), educação, leitura e recreação (de 0,04% para 0,37%) e despesas diversas (de -0,07% para 0,13%).  

Leia Mais
Clipping

Bolsonaro diz que não pretende acabar com estabilidade de servidor

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje que “nunca falou” em dar fim à estabilidade do servidor público, durante as discussões do governo sobre a reforma administrativa ainda em elaboração. A afirmação, feita hoje (6) na saída do Palácio do Alvorada, foi em resposta a uma matéria publicada pelo jornal Correio Braziliense. De acordo com o jornal, a proposta de reforma administrativa a ser enviada ao Congresso Nacional previa tal medida. Bolsonaro criticou também uma outra reportagem – da Folha de S. Paulo – envolvendo o presidente em um suposto caso de Caixa 2 durante as campanhas eleitorais. O presidente classificou as reportagens como “covardia e patifaria”. Ao deixar o Alvorada, Bolsonaro conversou com alguns simpatizantes.  “De novo, hoje, capa do Correio Braziliense dizendo que vou acabar com a estabilidade do servidor. Não dá para continuar com tanta patifaria por parte de vocês. Isso é covardia e patifaria. Nunca falei nesse assunto. Querem jogar o servidor contra mim. Como ontem a Folha der S.Paulo queria me ligar ao problema em Minas Gerais. Um esgoto a Folha de S.Paulo”, disse o presidente. “Lamento a imprensa brasileira agir dessa maneira. O tempo todo mentindo, distorcendo e me difamando. Vocês querem me derrubar? Eu tenho o couro duro. Vai ser difícil”, acrescentou.

Leia Mais
Clipping

Dia das Crianças deve aquecer vendas no varejo

A uma semana do Dia das Crianças, o comércio brasileiro está na expectativa de que a data, uma das mais importantes do calendário do varejo neste segundo semestre do ano, traga a retomada de consumo que o setor tanto precisa. Para confirmar a estimativa otimista, pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em parceria com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), feita em todas as capitais, aponta que 73% dos consumidores devem ir às compras em busca do presente perfeito para os pequenos. De acordo com o recorte, a data deve movimentar cerca de R$10,3 bilhões no varejo, com ticket médio de R$199. Na análise do economista da Fecomércio – PE, Rafael Ramos, tendo como base as contratações de agosto, que mostraram uma elevação significante no último Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged), o Dia das Crianças deve ser de vendas positivas no Estado. “As contratações devem aumentar nos resultados de setembro, o que aumenta confiança e poder de compra de parte da população. Além disso, tem a questão de parte da população já está recebendo as liberações do FGTS e aqueles que não receberam, já sabem o calendário de recebimento podendo ajustar o consumo mais acentuado para a proximidade do pagamento”, revela o economista. No comércio recifense, o cenário de otimismo já toma conta das principais lojas do segmento. Porém, segundo a maioria dos lojistas, o movimento mais expressivo deve ocorrer no meio desta semana. “Na quarta vai ter mais um pagamento do Saque Imediato do FGTS e isso na semana do Dia das Crianças vai dá o empurrão necessário para que os clientes venham comprar o presente da criançada”, acredita a gerente da loja do segmento infantil, Elizabeth Lima. Mesmo com dinheiro no bolso, ao que tudo indica, os anos de crise fizeram com que os brasileiros aprendessem a pesquisar antes de comprar. De acordo com o levantamento da CNDL/SPC, quase oito de cada dez consumidores pretendem pesquisar preços antes de comprar. Foi o que fez a balconista, atualmente desempregada, Mayara Andrele. Mãe do pequeno Miguel, de 1 anos e 9 meses, ela é do tipo de consumidor que sabe que com o dinheiro curto, visto que só seu marido, o pintor Márcio Gomes, trabalha, pesquisar nunca é demais. Já faz uma semana em que ela procura pelo menor preço da moto sonhada para presentear seu filho, cujo valor beira os R$500. “Vou pagar no cartão, no maior número de vezes que puder passar, mas para o meu único filho, não medimos esforços. Fazemos o possível e impossível para não deixar a data passar em branco”.  Data é termômetro para fim de ano O bom desempenho das vendas do varejo brasileiro servirá como termômetro para estimar os resultados do comércio com foco no fim de ano. “Os dados de intenção de compra servem de termômetro para o fim de ano, ao trazer as primeiras impressões do que deve acontecer no Natal, principalmente em um momento em que muitos brasileiros estão sentindo os efeitos de …

Leia Mais
Clipping

Cresce o turismo de brasileiros no Uruguai

Apenas nos seis primeiros meses deste ano, mais de 250 mil brasileiros viajaram ao Uruguai, um aumento de 6% em relação ao ano passado. A capital do país, Montevidéu, Punta del Este, Colônia do Sacramento e Carmelo são algumas das cidades mais conhecidas do país, que tem como pontos fortes o turismo gastronômico, de vinhos, esportes e natureza. Os brasileiros ficam em segundo lugar no ranking dos visitantes ao Uruguai, atrás apenas dos argentinos. Para se ter uma ideia, em 2018, 466 mil brasileiros estiveram a passeio no país vizinho, muito menos que os mais de 2,3 milhões de argentinos. Entre os brasileiros que mais visitam o Uruguai estão, naturalmente, os gaúchos, mais próximos geograficamente. Os brasileiros da região Sul somam, apenas este ano, cerca de 180 mil viagens ao país vizinho. Além da proximidade física, os gaúchos compartilham com os uruguaios vários aspectos culturais, como o hábito de tomar chimarrão (mate, para os uruguaios), a gastronomia (com prevalência das carnes vermelhas e churrascos), o agroturismo e os vinhedos. Leia também:O que fazer em quatro dias na Chapada dos VeadeirosTurismo internacional cresce no mundo, mas recua no Brasil A brasiliense Evie Gonçalves, 35 anos, jornalista, viajou ao Uruguai há poucos meses, com a mãe e o avô. Eles estiveram em Montevidéu, Punta del Este, Punta Ballena e Colônia do Sacramento. “Em termos de cidade, eu curti muito Colônia. O estilo de pedra, medieval, tem mais a ver comigo. Montevidéu é incrível, amei a Rambla (avenida à beira do Rio da Prata, que margeia a cidade), percorrê-la de bicicleta foi uma delícia”. Para Evie, o ponto alto da viagem, no entanto, foi conhecer a Casapueblo, em Punta Ballena. O museu, que é uma das principais atrações do Uruguai, tem uma arquitetura que lembra construções gregas. Obra do artista Carlos Páez Vilaró, o museu oferece, todos os dias, a “Cerimônia ao Sol”, quando uma poesia de Vilaró é declamada durante o pôr do sol. “Foi maravilhoso, uma experiência muito linda, ver o pôr do sol no oceano, naquela casa que é maravilhosa, inspira a arte. A arte faz parte da minha vida. Aquele poema recitado ali, exatamente no momento em que o sol se põe, para mim foi ponto alto da viagem”, contou Evie à Agência Brasil. “O Uruguai já era um país que eu queria conhecer há muito tempo, um país vizinho, que considero muito “civilizado” dentro do atual contexto histórico e político da América do Sul. Eu queria conhecer por questões de afinidade mesmo, pela questão da liberação da maconha, que eu acho que qualquer país decente deveria praticar. Mas não só isso. É um país com direitos humanos assegurados, onde as pessoas têm liberdade de ir e vir. É um povo hospitaleiro, que acolhe, que tem políticas sociais muito próximas do que eu considero positivas e saudáveis para um país”. A única crítica que Evie tem ao Uruguai é a questão dos preços. “Achei muito caro. Fiquei chocada com os preços. É mais caro do que algumas cidades da …

Leia Mais
Clipping

Caixa promove Semana Nacional de Conciliação

De hoje (7) até sexta-feira (11), cerca de 120 mil clientes da Caixa Econômica Federal em todo o país, com dívidas cobradas na Justiça, poderão renegociar os débitos. O banco promove a Semana Caixa de Conciliação, que facilitará a regularização das dívidas com descontos de até 90% para pagamentos à vista. A ação abrange 71 mil pessoas físicas, das quais um quarto poderá quitar dívidas à vista por menos de R$ 1 mil, e 50 mil pessoas jurídicas, das quais mais de 44% poderão pagar à vista com valores inferiores a R$ 10 mil. Mesmo se o devedor não puder liquidar à vista, a Caixa oferecerá descontos e condições especiais que variam conforme a situação do contrato e o tipo de operação de crédito. Segundo a Caixa, a ação tem como objetivo encerrar processos judiciais de maneira conciliatória, extinguindo a ação e possibilitando o resgate do poder de compra e de pagamento. Após a renegociação, o cliente recuperará a capacidade de pedir crédito no mercado, com a retirada das restrições dos cadastros externos de devedores. As renegociações ocorrerão em todo o país. Os clientes que receberam carta-convite da Caixa poderão ser atendidos nas agências do banco ou em determinadas varas da Justiça Federal. A lista completa com os locais de atendimento pode ser conferida em: www.caixa.gov.br/vocenoazul. Campanha O mutirão de reconciliação faz parte da Campanha Você no Azul, lançada no fim de maio, que pretende renegociar dívidas de até 3 milhões de clientes. A campanha oferece várias opções de renegociação aos clientes com débitos em atraso há mais de 360 dias. Até o momento, segundo o banco, foram regularizadas dívidas de 276 mil clientes, totalizando R$ 2,4 bilhões em débitos liquidados. A campanha Você no Azul vai até 31 de dezembro. Os clientes poderão ser atendidos por meio dos sites www.caixa.gov.br/vocenoazul e www.negociardividas.caixa.gov.br ou ligar para telefone 0800-726-8068, opção 8. Mais informações podem ser obtidas nas redes sociais da Caixa: http://facebook.com/caixa ou http://twitter.com/caixa. O cliente também pode fazer contato com o banco pelo Whatsapp, no telefone 0800-726-8068. O banco também contratou empresas de recuperação de crédito para comunicar as opções de renegociação aos clientes por meio de ligações telefônicas ou de mensagens SMS no celular.

Leia Mais
Clipping

Fotografia para cegos é tema de entrevista na TV Brasil

Formada em Relações Internacionais, Hoana Gonçalves acabou caminhando para o mundo das imagens. “Desde o início, eu queria mais pela linguística, mais pelas pontes, por ligar países, pessoas. E acho que tudo tem a ver com o trabalho que faço hoje”, disse. O trabalho com fotografia a levou a um desafio que poucas pessoas enfrentam: ensinar pessoas cegas a fotografar. Hoana contou que entrou em um projeto da Faculdade de Poéticas Contemporâneas e quis direcionar seu trabalho para os cegos. “Foi pela pesquisa científica que eu cheguei a esse assunto e acabei percebendo que não tinha ninguém que pesquisava isso, que em Brasília nunca havia tido aulas de fotografia para cegos”, explicou. Para ela, a percepção de mundo mudou após começar a trabalhar com pessoas cegas. Hoana costuma usar a expressão “foto para sentir” ao se referir a esse trabalho. “Sentir a foto é muito mais de algo que vem de dentro do que da visão em si. E hoje em dia, com aparelhos fotográficos, a gente pode perceber o que quer mostrar e conseguir mostrar isso, mesmo sem visão” detalhou. Na prática, o começo do trabalho não foi fácil. Ela reuniu cegos que frequentavam uma biblioteca braile ao lado de sua casa e se sentiu perdida, porque não havia material prático nem teórico sobre o assunto. Foi uma construção conjunta: ela ensinando como o seu mundo visual funcionava num aparelho fotográfico, e os alunos cegos mostrando que a percepção de mundo deles era diferente e maior. “As primeiras vezes em que fui ensinar, tinha gente que segurava o aparelho fotográfico e não sabia se ele ia sair na foto ou se saía o que estava na frente. E eu fui percebendo que a visão deles é de 360 graus, e para eles é tudo uma coisa só”, recordou. Hoana diz que percebeu que sua visão era limitada por só enxergar para frente enquanto para eles, os cegos, não havia limitações de espaço. Nas oficinas, eles desenvolveram as fotografias táteis, com pequenos furos no papel fotográfico para que as imagens feitas pudessem ser vistas pelos alunos cegos. “Eles ficam emocionados ao perceber que estavam retratados nas fotos”, disse. O trabalho da fotógrafa chama a atenção não só para a inclusão social de pessoas com deficiência, mas também para as limitações de quem enxerga. E faz um alerta para o excesso de informações do mundo de hoje. “É difícil a gente imaginar porque acha que tudo é só pela visão. Inclusive, hoje em dia, as pessoas estão com a visão muito poluída, é muita informação visual, e a gente fica naquele esquema de quase não ver mais de tanto que a gente vê”.

Leia Mais
Clipping

Pesquisa sobre saúde alimentar das crianças inicia hoje mais uma fase

Começa nesta segunda-feira (7) a penúltima etapa de um levantamento inédito do Ministério da Saúde para saber como está a situação de saúde e nutrição das crianças de até 5 anos de idade. O pesquisador vai medir o peso, a altura e coletar sangue para mapear a situação de saúde desses brasileiros em todo o país. Na etapa que inicia hoje, serão visitadas 2.170 residências nos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Pará e Amapá, que integram o sexto ciclo do Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil (Enani). Os pesquisadores vão colher dados sobre a saúde nutricional de crianças até 5 anos de idade – Wilson Dias/Agência Brasil Desde março, 11.300 casas em 17 estados já receberam a visita dos pesquisadores. Até o fim do ano, todas as unidades da Federação serão alcançadas pelo estudo. Alagoas, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe finalizam a pesquisa com a última fase a partir de novembro. No total, serão estudados 15 mil domicílios em 123 municípios de todo o país. Segundo o Ministério da Saúde, para confirmar a identidade do pesquisador, que estará com camisas e crachá com o logotipo do ministério, a pessoa pode ligar na hora da visita para o telefone 0800 808 0990. Assim que chega ao local, o entrevistador explica os procedimentos e entrega um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, com detalhes da pesquisa e orientações de como entrar em contato com a coordenação para tirar dúvidas.

Leia Mais
Clipping

Pelo menos 100 pessoas morrem em protestos no Iraque

No Iraque, autoridades informam que passa de 100 o total de mortos em confrontos entre manifestantes antigoverno e forças de segurança. Os protestos tiveram início na capital, Bagdá, no dia 1º, contra a alta taxa de desemprego e a precariedade dos serviços públicos. Em seguida, se espalharam por cidades do sul do Iraque. Um porta-voz do Ministério do Interior declarou nesse domingo (6) a jornalistas que 104 pessoas morreram, incluindo oito agentes de segurança. O total de feridos chega a 6.107. O porta-voz negou informações de que forças de segurança dispararam munição real contra manifestantes. Segundo ele, havia “mãos maliciosas” por trás de ações que tiveram por alvo manifestantes e pessoal de segurança. No sábado, o primeiro-ministro do Iraque, Adel Abdul-Mahdi, anunciou várias medidas para atender às reivindicações dos manifestantes, como o pagamento de auxílio-desemprego e a oferta de moradias subsidiadas para a população carente. Também prometeu se encontrar com os manifestantes e ouvir seus pedidos.

Leia Mais
Clipping

Campanha nacional contra o sarampo começa nesta segunda-feira

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começa hoje (7) em todos os postos de saúde do país. Dois grupos de pessoas estão no alvo da nova campanha. O primeiro grupo é formado por crianças de seis meses até menores de 5 anos, cuja a vacinação vai desta segunda-feira até 25 de outubro, com o Dia D no dia 19. O segundo grupo, com faixa etária de 20 a 29 anos e que não estão com a caderneta de imunização em dia, a vacinação está prevista para iniciar no dia 18 de novembro. A meta do Ministério da Saúde é vacinar 2,6 milhões de crianças na faixa prioritária e 13,6 milhões adultos. Para isso, a pasta garantiu a maior compra de vacinas contra o sarampo dos últimos 10 anos. Ao todo, 60,2 milhões de doses da tríplice viral foram adquiridas para garantir o combate à doença nos municípios. Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo tem como meta vacinar 2,6 milhões de crianças. – Marcelo Camargo/Agência Brasil “Vacina é um direito da criança. Ela não consegue ir sozinha a uma unidade de saúde para se vacinar. Pais, responsáveis, avós chequem a carteira de vacinação como ato de respeito e de amor”, disse o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta. “Se estiver incompleta, leve a criança para tomar a segunda dose. Se a criança não tiver tomado nenhuma, ela deve tomar a primeira dose e, na sequência, a segunda”, explicou o ministro. Para incentivar a vacinação de crianças, o ministério disponibilizará R$ 206 milhões destinados aos municípios que cumprirem duas metas estabelecidas pelo ministério. “Para receber esse recurso adicional, os gestores terão que informar mensalmente o estoque das vacinas poliomielite, tríplice viral e pentavalente e atingir 95% de cobertura vacinal contra o sarampo em crianças de 1 a 5 anos de idade com a primeira dose da vacina tríplice viral”. Desde o início do ano, a pasta distribuiu 25,5 milhões de doses da vacina tríplice viral para garantir a todos os estados a vacinação de rotina, as ações de interrupção da transmissão do vírus e a dose extra chamada de dose zero a todas as crianças de seis meses a 11 meses e 29 dias. Vacinar contra o sarampo é importante para evitar complicações como cegueira e infecções generalizadas que podem levar a óbito. Por isso, o governo federal em parceria com os estados e municípios estão unindo esforços para vacinar 39,9 milhões de brasileiros, 20% da população, que hoje estão suscetíveis ao vírus do sarampo, de acordo com o Ministério da Saúde. Apesar da faixa etária de 20 a 29 anos concentrar a maior parte desses brasileiros (35%), são os menores de 5 anos o grupo mais suscetível para complicações do sarampo. Dados  No levantemtno divulgado até o dia 28 de agosto, o Brasil registrou 5.404 casos confirmados de sarampo e seis mortes, sendo quatro delas de pacientes menores de 1 ano. Dos casos confirmados nesse período, 97% (5.228) estão concentrados em 173 municípios do estado de São Paulo, principalmente …

Leia Mais
Clipping

Gonzaga Patriota participa do 1º Encontro de Legislativos Municipais do Sertão de Pernambuco

Nesta sexta-feira(04), o deputado federal Gonzaga Patriota (PSB) participou do 1º Encontro de Legislativos Municipais do Sertão de Pernambuco que acontece em Salgueiro, de 3 a 5 de outubro. O encontro é direcionado a vereadores, administradores, assessores, contadores, diretores, procuradores, técnicos e servidores de câmaras. Mas prefeitos, vice-prefeitos, assessores, contadores, procuradores, técnicos e servidores de Executivos Municipais também estão participando. O evento é realizado pela União dos Vereadores do Brasil (UVB), junto com a UVB Pernambuco e Câmara de Salgueiro.  “Participar desse evento foi muito bom para trocarmos informações e ministrar palestras, assim como tirar dúvidas sobre legislação eleitoral e, principalmente, estreitar as relações. Quando a gente se aproxima dos vereadores, por consequência, nos aproximamos da população, já que são eles que convivem diariamente com o povo. Então, esse diálogo é essencial e necessário para todos”, disse Patriota.

Leia Mais
Clipping

Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo começa segunda-feira

Em parceria com os governos estaduais, distrital e municipais, o Ministério da Saúde inicia, na próxima segunda-feira (7), a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. Na primeira fase, que vai até o dia 25 de outubro, o público-alvo serão as crianças com idade entre 6 meses e 4 anos e 29 dias. A segunda etapa, de 18 a 30 de novembro, terá foco na população com idade entre 20 e 29 anos. Em entrevista coletiva, o ministro titular da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que a prioridade para este grupo justifica-se porque, como provavelmente não receberam a segunda dose da vacina, seus filhos acabam apresentando um sistema imunológico mais vulnerável à doença. Além dos dois períodos, a campanha também destaca o dia 19 de outubro como o Dia D, para mobilização nacional. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (2º E), em entrevista coletiva – Valter Campanato/Agência Brasil Levantamento do governo federal mostra que, até o dia 28 de agosto, 5.404 casos de sarampo foram confirmados em todo o país. Além disso, houve o registro de seis óbitos, sendo quatro deles de pacientes menores de 1 ano. A unidade federativa com maior incidência é São Paulo (15,11 a cada 100 mil habitantes), que concentra 97% dos casos e é seguida por Bahia (6,64) e Sergipe (5,86). Embora apresente índice de 0,21, o Pará preocupa, devido à sua cobertura vacinal, que é, atualmente, de 76%, disse Mandetta. O Amapá apresenta a segunda cobertura mais baixa, de 77%, perdendo para a Bahia, com 80%, e o Maranhão e o Piauí, ambos com 83%. De acordo com informações da pasta, foram adquiridos, para este ano, 60,2 milhões de doses da vacina tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola. Para o ano que vem, a encomenda foi de 65,4 milhões de doses. Em 2020, o ministério dará continuidade à campanha. A imunização será dividida em três etapas e incluirá pessoas com idade de 50 a 59 anos. Ao todo, espera-se que a vacinação atinja 39 milhões de brasileiros, que equivalem a 20% da população. “Nós sabemos que as crianças de 6 meses a 1 ano de idade são as que respondem clinicamente pior ao sarampo. Acabam desenvolvendo um quadro de pneumonia muito grave, e os óbitos acabam tendo uma prevalência maior nessa faixa etária. Então, o clássico é vacinar aos 12 meses e aos 15 meses. Quem fez isso com seus filhos abaixo de 5 anos fez o correto, a criança está coberta e não há necessidade de aplicar mais uma dose. Aqueles que só deram uma dose aos 12 meses e não deram a segunda devem ir agora para fazer a segunda dose, porque uma dose só não dá sistema imunológico competente para enfrentar um surto de sarampo”, afirmou o ministro. “O que é a novidade à qual as pessoas devem estar atentas? De 6 meses a 1 ano, quando não era recomendada a primeira dose, estamos fazendo a chamada dose 0. Vacinar os bebês e depois, aos 12 meses, fazer …

Leia Mais
Clipping

Focos de incêndio na Amazônia caíram 16% em setembro

Em setembro, foram registrados 32.602 focos de calor nos nove estados que formam a Amazônia Legal, área composta por todos os estados da Região Norte, mais o Mato Grosso e o Maranhão. O número foi 16% menor do que o verificado em agosto, 39.177 focos de calor. Os dados são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A tendência de redução dos focos de calor ainda ao final de agosto foi antecipada pela Agência Brasil. De acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o Ministério do Meio Ambiente (MMA), o período é que assiste o maior número de queimadas. “Historicamente, 95% dos incêndios que ocorrem em todo o país se concentram no segundo semestre de cada ano, principalmente entre agosto e outubro. O pico ocorre geralmente em setembro”, detalha nota publicada na última quinta-feira (3) pelo MMA. O ministério atribui a queda à “presença de mais de mil brigadistas do Centro Nacional de Prevenção e Combate a Incêndios Florestais (Prevfogo)”. Além dos brigadistas, o governo federal mobilizou o Exército para combater o fogo na Amazônia e liberou R$ 38 milhões para ações de controle dos incêndios. O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto proibindo queimadas na região por 60 dias. Na nota, o MMA informa que “o Ibama manterá 1.550 brigadistas contratados pelo menos até o fim de outubro para garantir a tendência de redução dos focos de incêndio e garantir a proteção de áreas federais prioritárias, principalmente terras indígenas e quilombolas”. Operação Verde Brasil Segundo balanço publicado pelo Ministério da Defesa, que coordena a Operação Verde Brasil, 1,7 mil focos de incêndios foram combatidos nos últimos 40 dias, 73 pessoas foram detidas e 237 termos de infração lavrados, que totalizam R$ 55 milhões em multas a serem arrecadadas. A operação teve início em 24 de agosto. Desde então, os militares embargaram mais de 12 mil hectares, destruíram 18 acampamentos ilegais, apreenderam 143 veículos e mais de 24 mil litros de combustível que serve para combustão e para abastecer equipamentos usados no desmatamento, como escavadeiras, motosserras e motobombas. Os focos de calor são monitorados pelo Inpe por meio de um conjunto de imagens fornecidas por quase uma dezena de satélites geoestacionários. As imagens servem ao Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (DETER), que apoia à fiscalização e controle do desmatamento e degradação na Amazônia. A consolidação anual dos dados e a confirmação de que os focos de calor resultaram em  desmatamento só ocorre por meio Programa de Monitoramento da Floresta Amazônica Brasileira por Satélite (Prodes). Além desses dois sistemas, o Inpe conta com o TerraClass, realizado a cada dois anos em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). Esse sistema permite a identificação do uso e cobertura das áreas apontadas como desmatadas pelo Prodes.

Leia Mais