Blog
Clipping

Novas restrições anticovid transformam Pequim em uma cidade fantasma

Milhões de moradores de Pequim voltaram a trabalhar de casa a partir desta segunda-feira (9), depois que as autoridades reforçaram as medidas anticovid, o que transformou a capital da China, de 22 milhões de pessoas, em uma cidade fantasma. A China enfrenta há dois meses o surto epidêmico mais grave desde o início de 2020. Embora os números de contágios sejam mínimos em comparação com o nível mundial, as autoridades mantêm o rigor na aplicação da política “covid zero” e impõem confinamentos em cidades inteiras quando alguns casos são detectados. Depois de Xangai, a cidade de maior população do país e que está em confinamento desde o início de abril, Pequim está há uma semana sob restrições de deslocamentos e muitos locais públicos (restaurantes, cafés, academias, entre outros) estão fechados. Nesta segunda-feira (9), as autoridades limitaram de maneira severa os acessos aos serviços não essenciais no distrito de Chaoyang, o mais dinâmico e de maior população da capital. O movimentado bairro comercial de Sanlitun, na zona leste de Pequim, estava deserto nesta segunda-feira (9). A loja da marca americana Apple, por exemplo, recebeu ordem de fechar as portas minutos depois de iniciar as atividades. “Não me sinto confortável com poucas pessoas ao meu redor”, disse à AFP Wang, uma funcionária de limpeza, enquanto esperava para entrar no restaurante em que trabalha.  “Sou responsável pela desinfecção, não posso trabalhar de casa”, acrescentou. Mudança para hotéis Alguns trabalhadores do setor de finanças se mudaram para hotéis perto de seus escritórios comerciais. “Nossa empresa disse que deveríamos tentar não voltar para casa porque acredita que há riscos nos deslocamentos”, afirmou um gestor de investimentos de Pequim que seguiu para um hotel próximo ao local de trabalho. “Alguns amigos foram aconselhados a não usar transporte público para seguir até o trabalho, para seguir de carro ou bicicleta”, acrescentou. Pequim anunciou nesta segunda-feira 49 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas. Fonte: Folha-PE

Leia Mais
Clipping

Covid: Brasil tem a semana com menor número de mortes desde início da pandemia

A primeira semana de maio registrou o menor número de mortes por Covid-19 no Brasil desde o início da pandemia, em 2020. Os dados oficiais do Ministério da Saúde apontam que, entre 1º e 7, foram contabilizados 629 óbitos, uma redução de 29% em relação à última semana de abril. Até então, o número mais baixo havia sido 672, entre 17 e 23 de abril. O patamar atual de óbitos só não é menor que o das primeiras três semanas da pandemia no Brasil, quando se contabilizaram 18, 96 e 318 falecimentos, indicam os dados oficiai. Além disso, os números indicam estabilidade no quadro de infecções: são 28 dias de estabilidade. “As taxas de ocupação de leitos de UTI Covid-19/Srag [síndrome respiratória aguda grave] para adultos no SUS deixam de ser um indicador significativo. De forma geral, se observa a manutenção de taxas baixas, apesar de contínua redução de leitos, e já se verifica a retirada do indicador ou dados para calculá-lo em painéis/boletins de estados“, destacaram os pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Fonte: Waldiney Passos

Leia Mais
Clipping

Saiba como funciona o Paxlovid, remédio para covid autorizado pelo Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde aprovou o uso no Sistema Único de Saúde (SUS) do Paxlovid, primeiro remédio para casos leves de Covid-19. Fabricado pela Pfizer, o medicamento, composto pelos antivirais nirmatrelvir e ritonavir, é recomendado para pessoas consideradas de risco com casos leves ou moderados da doença. É um dos primeiros remédios desenvolvidos especificamente para combater a infecção do Sars-CoV-2, vírus causador da doença, e reduziu em cerca de 89% as hospitalizações nos estudos clínicos. Destinado a pessoas que tenham o risco aumentado de progressão para Covid-19 grave – como idosos, imunossuprimidos e pessoas com comorbidades – o novo medicamento é uma combinação de dois comprimidos que são embalados e administrados de forma conjunta: o nirmatrelvir e o ritonavir. O primeiro, produzido especialmente para o Sars-CoV-2 em tempo recorde, atua inibindo a parte do vírus responsável pela sua replicação dentro do organismo humano. “O nirmatrelvir age bloqueando a protease tipo 3C do Sars-CoV-2, uma enzima usada pelo vírus no seu ciclo de replicação, evitando assim a progressão da infecção da Covid-19 no corpo humano”, explica o infectologista José Valdez Madruga, líder de estudos clínicos do CRT-DST/AIDS, em São Paulo, um dos centros de estudos do antiviral no Brasil. Ele explica que o nirmatrelvir é administrado junto ao ritonavir – um outro medicamento que é usado para inibir o sistema de metabolização de remédios no fígado e fazer com que o novo antiviral permaneça mais tempo no organismo e tenha uma atuação mais forte. O ritonavir já é utilizado no combate a outros vírus, como o HIV, pelo seu efeito potencializador dos tratamentos. As pesquisas com o Paxlovid começaram no mundo em março de 2021 espalhadas por países como EUA, Brasil, Hungria, Japão, Coreia do Sul, Malásia, México, Polônia, Porto Rico, Tailândia e Turquia. Os primeiros resultados, publicados na revista científica The New England of Journal Medicine no último dia 14, mostraram uma eficácia do tratamento de 89% para reduzir hospitalizações por Covid-19 em adultos de grupo de risco que não haviam sido vacinados ou previamente infectados pela doença. A indicação da Anvisa é a de que o tratamento comece o quanto antes após um diagnóstico positivo para a Covid-19, no prazo máximo de cinco dias após o início dos sintomas. A administração do remédio, que depende de prescrição médica, dura também um período de cinco dias. Segundo a Pfizer, testes laboratoriais conduzidos em janeiro mostraram que o antiviral continuou eficaz em combater a replicação do vírus em sua mutação mais recente, a Ômicron. Em nota, a farmacêutica afirmou que o tratamento “tem o potencial de manter concentrações de plasma muito superiores à quantidade necessária para evitar que a variante se replique nas células”. Fonte: Edenevaldo Alves

Leia Mais
Clipping

Secretário-geral na ONU visita a Moldávia

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) inicia, nesta segunda-feira (9), visita de dois dias à Moldávia, país que faz fronteira com a Ucrânia. António Guterres pretende manifestar sua “solidariedade e gratidão” pela ajuda prestada aos refugiados ucranianos. Desde o início da invasão russa da Ucrânia, em 24 de fevereiro, chegaram ao território mais de 450 mil refugiados ucranianos, dos quais quase 100 mil permaneceram na Moldávia, país que também sofre significativas perdas comerciais e registra uaumento de preços da energia e dos transportes. Pequena antiga república soviética com cerca de 2,5 milhões de habitantes, localizada entre a Ucrânia e a Roménia, a Moldávia receia ser desestabilizada pela ofensiva russa, tendo as tensões aumentado quando, no final de abril, ocorreram várias explosões na região  separatista pró-russa da Transnístria. Na agenda oficial de Guterres a Chisinau consta encontro e entrevista coletiva conjunta com a presidente da Moldávia, Maia Sandu, bem como reunião com a primeira-ministra Natalia Gavrilița. Amanhã, Guterres, que esteve no fim de abril em Kiev e Moscou, encontra-se com o presidente do Parlamento da Moldávia, Igor Grosu, e visita um centro de refugiados, onde terá contato com refugiados ucranianos. A viagem de Guterres coincide também com o 30.º aniversário da entrada da Moldávia como membro das Nações Unidas. Fonte: UOL

Leia Mais
Clipping

Covid-19: Brasil tem 6.006 casos e 13 mortes em 24 horas

O Brasil registrou 6.006 casos de covid-19 e 13 mortes em 24 horas, segundo o boletim epidemiológico divulgado neste domingo (8) pelo Ministério da Saúde. O total desde o início da pandemia é de 30.564.536 casos e 664.139 óbitos. Segundo o boletim, há 270.977 casos em acompanhamento e 29.629.420 pessoas se recuperaram da doença, o que corresponde a 96.9% dos contaminadose . As informações deste domingo não incluem dados atualizados do Distrito Federal, Minas Gerais, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Roraima e Tocantins. O Mato Grosso do Sul não atualizou o número de óbitos. Estados São Paulo é a unidade da Federação com maior número de casos (5,42 milhões) e de mortes (168,33 mil). No número de casos, o estado do Sudeste é seguido por Minas Gerais (3,36 milhões) e pelo Paraná (2,47 milhões). Os menores números de casos foram registrados no Acre (124.969), em Roraima (155.525) e no Amapá (160.400). No número de óbitos, o segundo e terceiro estados com mais mortes são Rio de Janeiro (73.543) e Minas Gerais (61.377). Os menores números estão no Acre (2.002), no Amapá (2.132) e em Roraima (2.151). Boletim epidemiológico covid-19 – Ministério da Saúde Vacinação O Ministério da Saúde informou que foram aplicadas 418,81 milhões de doses de vacina contra a covid-19 no Brasil, sendo 175,16 milhões de primeira dose, 155,72 milhões de segunda dose e 4,84 milhões de doses únicas. Também foram aplicadas 77,57 milhões doses de reforco, 2,13 milhões de segundas doses de reforço e 3,37 milhões de doses adicionais. Fonte: UOL

Leia Mais
Clipping

O desafio de conciliar geração de empregos com redução de custos

O mês de maio, dedicado ao trabalhador, levanta a questão de como conciliar a geração de empregos com a redução de custos de manutenção e também de criação de novos postos de trabalho. “Esse é um desafio muito grande que se percebe no mundo inteiro, de como viabilizar os empregos desonerando as empresas, ou seja, melhorando a situação tributária e jurídica das empresas”, disse à Agência Brasil o professor da Escola de Direito da Fundação Getulio Vargas do Rio de Janeiro (FGV Rio) Paulo Renato Fernandes. Segundo o professor, a reforma trabalhista trouxe um cenário mais favorável, ou adaptado, a essa situação. “Hoje, você tem novas formas de contratação, novos tipos de contrato, de gestão jurídica das empresas, que permitem que você tenha uma economia maior e, portanto, possa contratar mais trabalhadores”, explicou. Nesse quadro, há questões importantes, segundo Fernandes. A primeira se refere à desburocratização das relações de trabalho no Brasil. O segundo aspecto diz respeito à desoneração da folha. “Porque quando você onera a folha de salários, diretamente está gerando para a empresa custo econômico”, disse. Em termos de medidas jurídicas que podem ser adotadas, o professor da Escola de Direito da FGV Rio destacou que existe a possibilidade de adoção do banco de horas; os diversos casos que a legislação admite a terceirização; as novas formas de remuneração menos caras para o empregador, além de novas formas de contratação. Teletrabalho Professor considera o teletrabalho uma boa oportunidade – Marcelo Camargo/Agência Brasil Ele considera também o home office (trabalho em casa) uma boa oportunidade, mas não só o trabalho feito na residência, mas também o trabalho à distância ou o teletrabalho como um todo. “Você descentraliza o local de trabalho para outras regiões mais economicamente interessantes”, disse. De acordo com o professor, no Rio de Janeiro ou em São Paulo, por exemplo, a empresa paga mais Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e aluguel, com mão de obra mais cara. “O custo de vida mais caro se reproduz na produção. Você pode ter essa mesma base produtiva laborando, por exemplo, no interior do Piauí ou em Minas Gerais, pelo teletrabalho, de forma mais barata”, defende. Para Fernandes, a redução da jornada é algo muito importante, em razão, inclusive, da robótica. “O problema é que, olhando o salário hoje, se você reduz jornada, vai ter que contratar mais empregados, e há um custo dessa contratação”. Por isso, ele entende que a redução de jornada pode fugir ao objetivo que é gerar empregos e reduzir custos para o empregador. “Como política empresarial, só vai onerar o custo da empresa”. Já a participação nos lucros e resultados (PLR), segundo o professor, é interessante para funcionários e patrões, porque não tem natureza remuneratória. “Ou seja, você não paga tributos sobre isso. Você consegue desonerar a folha de pagamento. A reforma trabalhista entrou fortemente nisso. A empresa pode desonerar a folha de pagamento adotando novas políticas ou formas de remuneração”. Ele lembrou ainda que decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) conferem segurança jurídica para a terceirização. E salientou, também, a …

Leia Mais
Clipping

Bombardeio russo pode ter matado 60 pessoas em escola ucraniana

Teme-se que até 60 pessoas tenham sido mortas no bombardeio russo a uma escola de um vilarejo na região ucraniana de Luhansk, no leste do país, disse o governador da região neste domingo. As forças russas também continuaram bombardeando a siderúrgica Azovstal, último reduto da resistência ucraniana nas ruínas da cidade portuária de Mariupol, no sudeste, onde soldados do regimento Azov prometeram continuar lutando. O governador de Luhansk, Serhiy Gaidai, disse que a escola em Bilohorivka, onde cerca de 90 pessoas estavam abrigadas, foi atingida no sábado por uma bomba russa que deixou o prédio em chamas por quatro horas. “Trinta pessoas foram retiradas dos escombros, sete das quais ficaram feridas. Sessenta pessoas podem ter morrido”, escreveu Gaidai no aplicativo de mensagens Telegram, acrescentando que dois corpos foram encontrados. A Reuters não pôde verificar de imediato a contagem do governador. A Ucrânia e seus aliados ocidentais têm acusado as forças russas de mirar civis em meio à guerra, o que Moscou nega. Em Mariupol, o vice-comandante do regimento Azov implorou à comunidade internacional para ajudar a retirar os soldados feridos da extensa siderúrgica Azovstal. “Continuaremos lutando enquanto estivermos vivos para repelir os ocupantes russos”, disse o capitão Sviatoslav Palamar em coletiva de imprensa online. Em uma operação de uma semana de duração, mediada pelas Nações Unidas e pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha (CICV), dezenas de civis que se refugiavam nos abrigos subterrâneos da usina têm sido retirados. O presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, disse no sábado que mais de 300 civis já foram resgatados e as autoridades agora se concentrarão em tentar retirar os médicos e feridos. Outras fontes ucranianas têm mencionado números diferentes. Separatistas apoiados pela Rússia disseram que um total de 145 pessoas, incluindo 24 crianças, foram retiradas de Mariupol no domingo para a vila de Bezimenne, cerca de 40 km a leste, na área que eles controlam. Esse número se soma aos 182 retirados que chegaram a Bezimenne no início da operação, de acordo com dados fornecidos pelos separatistas. Eles disseram que aqueles que desejavam ir para áreas controladas pela Ucrânia foram entregues a representantes da ONU e do CICV. Dia da Vitória Na cidade de Zaporizhzhia, controlada pela Ucrânia, a cerca de 230 km a noroeste de Mariupol, dezenas de pessoas, que fugiram da cidade portuária e de áreas vizinhas ocupadas por conta própria ou com a ajuda de voluntários, esperavam para serem registradas em um estacionamento montado para receber os retirados. “Ainda há muitas pessoas em Mariupol que querem sair, mas não conseguem”, disse a professora de história Viktoria Andreyeva, de 46 anos, acrescentando que ela havia acabado de chegar a Zaporizhzhia após abandonar com sua família sua casa bombardeada em Mariupol, em meados de abril. Em um discurso emocionado neste domingo para o Dia da Vitória, quando a Europa comemora a rendição formal da Alemanha aos Aliados na Segunda Guerra Mundial, Zelenskiy disse que o mal há retornado à Ucrânia com a invasão russa, mas que seu país prevalecerá. O presidente russo, Vladimir Putin, …

Leia Mais
Clipping

Estudo identifica substância que pode conter avanço de Parkinson

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) identificaram substância capaz de barrar o avanço da doença de Parkinson. A AG-490, constituída à base da molécula tirfostina, foi testada em camundongos e impediu 60% da morte celular. Ela inibiu um dos canais de entrada de cálcio nas células do cérebro, um dos mecanismos pelos quais a doença causa a morte de neurônios. Não há cura para o Parkinson, apenas controle dos sintomas.  “Estamos sugerindo que é esse composto que pode um dia, depois de muita pesquisa, que inclusive estamos continuando, ser usado na medicina humana”, explica o professor Luiz Roberto Britto, que coordena o projeto em conjunto com pesquisadores do Instituto de Química da USP e da Universidade de Toronto, no Canadá. Os resultados foram publicados na revista Molecular Neurobiology.  A doença de Parkinson é caracterizada pela morte precoce ou degeneração das células da região responsável pela produção de dopamina, um neurotransmissor. A ausência ou diminuição da dopamina afeta o sistema motor, causando tremores, lentidão de movimentos, rigidez muscular, desequilíbrio, além de alterações na fala e na escrita. A doença pode provocar também alterações gastrointestinais, respiratórias e psiquiátricas. “A doença é progressiva, os neurônios continuam morrendo, esse é o grande problema. Morrem no começo 10%, depois 20%, mais um pouco, aliás o diagnóstico só é feito praticamente quando morrem mais de 60% naquela região específica do cérebro”, explica Britto. A identificação dessa substância pode estabilizar a doença em certo nível. “Não seria ainda a cura, mas seria, pelo menos, impedir que ela avance ao longo dos anos e fique cada vez mais complicado. O indivíduo acaba morrendo depois por complicações desses quadros.” Substância Britto explica que a AG-490 é uma substância sintética já conhecida da bioquímica. A inspiração para o trabalho veio de um modelo aplicado no Canadá, que mostrou que a substância teve efeito protetor em AVC, também em estudos com animais. Ele acrescenta que não são conhecidos ao certo os mecanismos que causam a doença, mas há alguns que favorecem a morte de neurônios. “Acúmulo de radicais livres, inflamação no sistema nervoso, erros em algumas proteínas e excesso de entrada de cálcio nas células”, cita.  O estudo, portanto, começou a investigar esse canal de entrada de cálcio que se chama TRPM2. Pode-se concluir, com a pesquisa, que quando o canal é bloqueado, a degeneração de neurônios, especificamente nas regiões onde eles são mortos pela doença, diminuiu bastante. “A ideia é que, talvez, se bloquearmos esses canais com a substância, ou outras que apareçam, poderemos conseguir, pelo menos, evitar a progressão da doença depois que ela se instala”, diz o pesquisador. As análises seguem e agora um dos primeiros passos é saber como a substância se comporta com uma aplicação posterior à toxina que induz à doença. Britto explica que no modelo utilizado, a toxina e o composto foram aplicados quase simultaneamente. Os pesquisadores querem saber ainda se o composto administrado dias depois da toxina levará à proteção dos neurônios.  “Outra coisa que a gente precisa fazer, e já conseguiu os animais para isso, é usar um modelo de camundongo geneticamente …

Leia Mais
Clipping

Voto em trânsito é opção para quem perdeu prazo de transferir título

Para quem perdeu o prazo para transferir o título de eleitor de cidade e ainda assim não quer abrir mão de votar, a Justiça Eleitoral ainda oferece como opção o voto em trânsito, que é um direito previsto no Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965). Ainda assim, é preciso ter cuidado, pois também há um prazo para solicitar o voto em trânsito, que vai de 12 de julho a 18 de agosto. Antes de tudo, é preciso saber se há alguma pendência em relação ao seu título de eleitor. A situação atual do documento pode ser conferida no portal da Justiça Eleitoral. Apenas quem estiver com a situação toda em ordem poderá votar em trânsito, uma vez que o cadastro do eleitorado já foi fechado, e assim não é mais possível resolver nenhuma pendência relativa ao título, como multas ou faltas não justificadas, por exemplo. Caso esteja tudo certo, será necessário também já indicar em qual cidade o eleitor estará no dia da votação. O Tribunal Regional Eleitora (TRE) de cada UF deverá divulgar, com antecedência, todas as seções eleitorais em que haverá voto em trânsito. Vale lembrar que a modalidade só é disponibilizada em municípios com mais de 100 mil habitantes, além das capitais. Feita a inscrição, quem estiver na mesma unidade da federação (UF) de seu domicílio eleitoral poderá votar para os cargos de presidente, governador, senador e deputados federal e estadual. Já quem estiver, no dia da votação, fora da UF do seu domicílio eleitoral poderá votar somente para presidente. As inscrições para votar em trânsito devem ser feitas por meio da internet, na opção Título Net, que abrirá a opção durante o período de inscrição. É preciso, no entanto, estar seguro de se estará no dia da votação. O eleitor informar que votará em trânsito em determinada cidade e não comparecer deve justificar a ausência normalmente, mesmo que esteja em seu domicílio eleitoral original. As Eleições 2022 estão marcadas para 2 de outubro, primeiro domingo do mês, conforme determina a Constituição. Eventual segundo turno para os cargos de presidente e governador está marcado para 30 de outubro. No exterior A Justiça Eleitoral alerta que não é permitido votar em trânsito em urnas instaladas fora do país. Contudo, quem possuir seu domicílio eleitoral em alguma das zonas eleitorais no exterior (ZZ), mas estiver no Brasil no dia da votação, pode pedir o voto em trânsito dentro do país. Fonte: UOL

Leia Mais
Clipping

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio de R$ 3 milhões

O Concurso 2.479 da Mega-Sena, que será realizado hoje (7) à noite em São Paulo, deve pagar o prêmio de R$ 3 milhões a quem acertar as seis dezenas. O sorteio será às 20h no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê. O último concurso, na quarta-feira (4), pagou R$ 59 milhões a um bolão com 34 cotas, feito em Herval D’Oeste (SC).  As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do concurso nas casas lotéricas, no portal Loterias Caixa e no app Loterias Caixa. Clientes do banco podem usar o Internet Banking Caixa.  O valor de uma aposta simples, com seis números, é R$ 4,50. Fonte: EBC

Leia Mais
Clipping

Comissão promove audiência pública sobre abuso sexual de crianças e adolescentes

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados promove audiência pública na quinta-feira (12) em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data, 18 de maio, foi instituída pela Lei 9.970/00 para lembrar o assassinato da menina Araceli Crespo, sequestrada, violentada e morta no ano de 1973 aos 8 anos de idade. O pedido para a realização do evento foi feito pelas deputadas Erika Kokay (PT-DF), Maria do Rosário (PT-RS) e Vivi Reis (Psol-PA). Segundo as deputadas, mais do que marcar a data, o objetivo da audiência pública é “debater sobre os avanços e retrocessos no panorama das políticas públicas no Brasil e os impactos no enfrentamento à violência sexual contra crianças e adolescentes, incluindo o trabalho infantil como uma das piores formas de exploração sexual.” No requerimento, as deputadas lembram levantamento feito pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública em parceria com Unicef segundo o qual cerca de 100 crianças e adolescentes são vítimas de violência sexual no Brasil diariamente. Foram convidados para o debate: o presidente do Conselho Nacional dos Direitos de Crianças e Adolescentes (Conanda), Diego Bezerra Alves; a coordenadora da Comissão Justiça e Paz (CJP) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Irmã Henriqueta Cavalcante; a coordenadora do Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, Karina Peixoto; a coordenadora do Movimento República de Emaús, Georgina Kalife; a integrante do Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua Dani Sanchez; além de representantes do ECPAT Brasil, da Coalização pelo Fim da Violência, do Ministério Público do Trabalho (MPT) e do Unicef. O evento será realizado no plenário 9, às 10 horas, e poderá ser acompanhado pelo portal e-Democracia. Fonte: Agência Câmara de Notícias

Leia Mais
Clipping

Petrolina (PE) confirma primeira morte por Chikungunya

Nesta sexta-feira (6), a Prefeitura de Petrolina confirmou o primeiro óbito causado pela Chikungunya através do critério clínico epidemiológico. A paciente foi notificada dia 6 de abril, mesmo dia do óbito, no entanto a Secretaria de Saúde só teve a confirmação da causa morte nesta sexta, após recebimento do resultado do exame da irmã da mulher, que testou positivo para a doença, elas moravam na mesma casa. A paciente era uma idosa, de 86 anos, sem históricos de comorbidades. A Secretaria de Saúde orienta a população a manter os cuidados para evitar água parada. O trabalho dos Agentes de Endemias continua sendo de orientação e controle de focos no tratamento larval e bloqueio de transmissão com inseticida. A secretaria ressalta a importância do papel social no controle do vetor Aedes aegypti, uma vez que estudos apontam que 80% dos focos estão dentro da casa das pessoas, inclusive há reincidência de focos em algumas localidades.

Leia Mais
Clipping

Covid-19: Brasil registra 19.725 casos e 195 mortes em 24 horas

O Brasil registrou, desde o início da pandemia, 664.091 mortes de covid-19, segundo o boletim epidemiológico divulgado hoje (6) pelo Ministério da Saúde. O número total de casos confirmados da doença é de 30.543.908. Em 24 horas, foram registrados 19.725 casos. No mesmo período, foram confirmadas 195 mortes de vítimas do vírus. Ainda segundo o boletim, 29.612.822 pessoas se recuperaram da doença e 266.995 casos estão em acompanhamento. Estados São Paulo lidera o número de casos, com 5,41 milhões, seguido por Minas Gerais (3,36 milhões) e Paraná (2,46 milhões). O menor número de casos é registrado no Acre (124,9 mil). Em seguida, aparece Roraima (155,5 mil) e Amapá (160,4 mil). Em relação às mortes, São Paulo tem o maior número de óbitos (168.334), seguido de Rio de Janeiro (73.543) e Minas Gerais (61.377). O menor número de mortes está no Acre (2.002), no Amapá (2.132) e em Roraima (2.151). Fonte: EBC

Leia Mais
Clipping

Instrução estabelece retorno de servidores a trabalho presencial

Publicada no Diário Oficial da União de hoje (6) instrução normativa do Ministério da Economia que estabelece o retorno de servidores e empregados públicos ao trabalho presencial. A medida vale para aqueles que trabalham em órgãos e entidades do Sistema de Pessoal Civil da Administração Pública Federal (Sipec). A Instrução Normativa nº 36, no entanto, acrescenta que “os órgãos e entidades integrantes do Sipec poderão utilizar o Programa de Gestão, nos termos da Instrução Normativa nº 65, de 30 de julho de 2020, para permitir a continuidade ou execução de atividades em regime não presencial”. A instrução publicada em 2020 estabelece orientações, critérios e procedimentos adotados para a implementação de um programa de gestão que possibilite a execução de atividades remotas, pelos servidores e empregados públicos vinculados ao Sipec, detalhando situações, contextos e objetivos que viabilizam a implementação desse modelo.

Leia Mais
Clipping

Planos de saúde superam 49 milhões de beneficiários no país

O número de pessoas com planos de saúde no país supera 49 milhões. O resultado de março deste ano foi divulgado hoje (6) pela a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Este número, de 49.074.356, representa aumento de 2,6% em relação a março de 2021. O crescimento de usuário de planos exclusivamente odontológicos foi ainda maior. No mesmo período, foi registrado aumento de 7,62%, chegando a 29.357.656 pessoas. De acordo com a agência, os dados demonstram que o setor de assistência médica suplementar continua aquecido. Desde julho de 2020, quando o número de usuários era de 46.821.928, o aumento da adesão tem sido contínuo. Sobre a utilização dos planos de saúde, o Boletim Covid-19, que traz informações sobre comportamento do setor de assistência médica suplementar durante a pandemia, mostra que a ocupação de leitos destinados ao tratamento da doença em março sofreu queda em relação a fevereiro, passando de 58% para 44%. Por outro lado, a ocupação para os demais atendimentos foi de 80%, fazendo com que a taxa de ocupação geral de leitos (comum e UTI) atingisse 77%, a maior desde janeiro de 2019. A realização de exames para a detecção de covid-19 teve um aumento significativo em janeiro deste ano, por conta da variante Ômicron. Neste mês, o número de exames do tipo RT-PCR foi de  975.017, o maior desde o início da pandemia. Fonte: AB

Leia Mais
Clipping

Gonzaga Patriota acompanha agenda de Paulo Câmara em Serra Talhada

O deputado federal Gonzaga Patriota participou da agenda do governador Paulo Câmara, nesta sexta-feira (06), no município de Serra Talhada. Na ocasião, o chefe do executivo anunciou novos investimentos para a localidade e inaugurou obras. A agenda começou com a assinatura da ordem de serviço para obras de ampliação do sistema de abastecimento de água da região. Orçada em R$ 22 milhões, a intervenção vai possibilitar o fim do esquema de rodízio na zona urbana da cidade e um incremento no abastecimento de municípios atendidos pela Adutora do Pajeú, beneficiando cerca de 130 mil pessoas. A obra, que contempla ainda a implantação e substituição de cerca de 40 quilômetros de tubulações, vai universalizar o abastecimento de água, incluindo áreas de expansão com a implantação de 300 ligações novas. Serão construídos dois novos reservatórios e executados serviços de energização, urbanização e reforma do reservatório existente. Foi anunciado ainda o investimento de R$ 2,5 milhões para implantação do sistema produtor de água para o Residencial Vanete Almeida e sua área de expansão. O projeto, já em execução, contempla o assentamento de nova adutora, que vai atender também o Hospital Geral do Sertão, o condomínio industrial e o loteamento Jardim Estrela, onde será construído um hotel com capacidade para 240 hóspedes. Serão implantados 4,8 quilômetros de adutora, às margens da BR-232, para levar água até essa área de expansão, com previsão de conclusão em junho deste ano. O governador também assinou ordem de serviço para implantação de sistema de tratamento de esgoto, demolição de um canal de alvenaria e reconstrução de canal em concreto armado, além de serviços remanescentes de pavimentação em diversas ruas no Habitacional Serra Talhada. As ações são da ordem de R$ 9,4 milhões. Prosseguindo com os compromissos na Capital do Xaxado, Paulo Câmara inaugurou mais uma Central de Oportunidades de Pernambuco (COPE). Além disso, a comitiva ainda participou da solenidade em comemoração ao aniversário de 171 anos de emancipação política de Serra Talhada, com hasteamento da bandeira e desfile cívico. Após, aconteceu uma visita ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais. Fotos: Hélia Scheppa/SEI

Leia Mais
Clipping

Ipespe: Lula tem 44%; Bolsonaro, 31%; Ciro, 8%, e Doria, 3%

Pesquisa Ipespe contratada pela XP Investimentos e divulgada hoje aponta o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à frente da corrida presidencial com 44% das intenções de voto na pesquisa estimulada. A estimulada é quando é apresentada a lista de nomes dos pré-candidatos. O presidente Jair Bolsonaro (PL), que busca a reeleição, aparece em segundo lugar, com 31%. O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) vem na sequência, com 8% das intenções de voto; o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) tem 3%, e o deputado federal André Janones (Avante), 2%. Como a margem de erro do levantamento é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, esses três pré-candidatos estão tecnicamente empatados. A senadora Simone Tebet (MDB) e o cientista político Luiz Felipe d’Avila (Novo) têm 1% cada e empatam tecnicamente com Doria e Janones. A sindicalista Vera Lucia (PSTU), o ex-deputado José Maria Eymael (DC) e o deputado Luciano Bivar (União Brasil) não pontuaram. Brancos e nulos somam 8% e não sabem, 2%. Fonte: Nill Junior

Leia Mais
Clipping

OMS sugere que medidas simples podem reduzir 70% das infecções

Medidas como boa higiene das mãos podem prevenir 70% das infecções em ambiente de cuidados de saúde, recomendou hoje (6) a Organização Mundial da Saúde (OMS). A agência das Nações Unidas lembra que pessoas internadas em unidades de cuidados intensivos e recém-nascidos são especialmente vulneráveis a infecções hospitalares e se beneficiarão de “bons programas de prevenção e controle de infecções”. De acordo com dados de 2016 e 2017, 7% dos pacientes em hospitais de países com rendimentos altos e 15% dos de rendimentos médios e baixos terão “pelo menos uma infecção relacionada aos cuidados de saúde”. O Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças estima que ocorram anualmente 4,5 milhões de infecções em países da União Europeia, não só em hospitais mas também em serviços como lares de idosos. Cerca de um quarto das pessoas que contraem septicemia e metade das que são tratadas em unidades de cuidados intensivos morre todos os anos, com taxas de mortalidade “duplicadas ou triplicadas quando as infecções são resistentes a antibióticos”. Na avaliação OMS, Portugal está entre os países com programas de controle e prevenção de infecções instalados, com avaliações regulares de sua eficácia e atualização em função dos números. Em 2020 e 2021, anos em que foi sentido o impacto da pandemia de covid-19, 11% dos países não tinham qualquer programa ou plano operacional para conter as infecções, 54% tinham planos que só eram aplicados parcialmente ou não eram executados, 34% tinham planos nacionais e apenas 195 tinham mecanismos de monitoramento de eficácia. De acordo com a organização, em 2019, “15,2% de todas as instalações de saúde cumpriam todos os requisitos mínimos para o controle de infecções”. A OMS cita “progressos encorajadores”, com aumento do percentual de países como pontos focais para controle de infecções ou orçamentos específicos para formação de profissionais de saúde. Os países com rendimentos mais altos têm oito vezes mais probabilidade de avançar na aplicação dos seus programas do que aqueles com menos rendimentos, nos quais houve “poucos progressos” entre 2018 e 2021. “A OMS apela a todos os países que aumentem o investimento em programas de prevenção e controle de infecções para garantir a qualidade dos cuidados prestados e a segurança dos pacientes e trabalhadores”. Lembra que o investimento no setor “melhora os resultados e diminui os custos”. Fonte: EBC

Leia Mais
Clipping

Procon pesquisa preços de presentes para o Dia das Mães; veja comparativo

Celebrado no próximo domingo (8), o Dia das Mães, além de todo o fator afetivo, é também uma das principais datas para o comércio. A expectativa da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) do Recife é de um incremento de 7% nos negócios de varejo em comparação com o mesmo período de 2021. Para orientar o consumidor, o Procon Pernambuco visitou 24 lojas para pesquisar preços. Segundo o órgão de fiscalização, foram pesquisados, entre 3 e 5 de maio, produtos como flores, bolsas, celulares, eletrodomésticos e chocolates, além de serviços de massagem e salão de beleza. As lojas visitadas ficam no Recife e em Olinda, Jaboatão dos Guararapes e Paulista. Um dos itens mais procurados, bolsas de diferentes modelos custavam entre R$ 159,90 e R$ 369.  “O Dia das Mães é uma data que costuma aquecer o mercado. O Procon auxilia o consumidor para que encontre as melhores opções de presentes, unindo o que deseja comprar ao valor acessível ao bolso”, ressaltou o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Marcelo Canuto.  O celular mais barato encontrado pelos fiscais custava R$ 699 e o mais caro, R$ 3.889. Entre os eletredomésticos, o fogão de quatro bocas variou de R$ 569 a R$ 1.299 e o refrigerador, de R$ 3.260 a R$ 3.799. Os chocolates têm opções de R$ 9,99 a R$ 149. As flores em unidades foram encontradas de R$ 4 a R$ 15. Já os ramalhetes com até 15 rosas podem ser adquiridos a até R$ 225. Fonte: Folha-PE

Leia Mais
Clipping

Lula só ganha de Jair Bolsonaro em uma região, mostra pesquisa eleitoral

A pesquisa eleitoral do Instituto Paraná mostra a intenção de voto por região para a eleição presidencial deste ano. De acordo com o levantamento, divulgado na primeira semana de maio, Jair Bolsonaro (PL) ultrapassou ou empatou tecnicamente com Lula (PT) em quase todas as regiões, sendo derrotado pelo petista apenas em uma. Somente no Nordeste, onde possui uma intenção de voto de 55%, Lula vence o atual presidente da República. Bolsonaro, na região, tem seu pior desempenho, marcando 23,7%. Natural da região, Ciro Gomes (PDT) tem 8,6%. Bolsonaro, por sua vez, lidera no Sul, onde marca 46,3%. No Sudeste (38%) e no agrupamento do Norte com o Centro-Oeste (37,3%) ele está na frente, mas ainda num empate técnico com o petista. No levantamento geral, porém, o presidente tem 35,2% de intenção de voto, sendo derrotado por Lula no primeiro turno, uma vez que o petista tem 40%. Confira a intenção de voto dos pré-candidatos à Presidência da República em cada região: Norte + Centro-Oeste (empate técnico) Jair Bolsonaro (PL): 37,3% Lula (PT): 36,3% Ciro Gomes (PDT): 6,8% João Doria (PSDB): 3,9% André Janones (Avante): 3,2% Simone Tebet (MDB): 1,6% Luciano Bivar (UB): não pontuou Luiz Felipe D’Ávila (Novo): não pontuou Não sabe ou não respondeu: 3,9% Brancos e nulos: 7,1% Nordeste (liderança de Lula) Lula (PT): 55,0% Jair Bolsonaro (PL): 23,7% Ciro Gomes (PDT): 8,6% João Doria (PSDB): 1,8% André Janones (Avante): 2,0% Simone Tebet (MDB): 0,2% Luciano Bivar (UB): 0,4% Luiz Felipe D’Ávila (Novo): 0,2% Não sabe ou não respondeu: 2,0% Brancos e nulos: 6,1% Sudeste (empate técnico) Jair Bolsonaro (PL): 38,0% Lula (PT): 35,9% Ciro Gomes (PDT): 7,2% João Doria (PSDB): 3,7% André Janones (Avante): 2,4% Simone Tebet (MDB): 0,7% Luciano Bivar (UB): 0,2% Luiz Felipe D’Ávila (Novo): 0,2% Não sabe ou não respondeu: 3,8% Brancos e nulos: 7,9% Sul (liderança de Jair Bolsonaro) Jair Bolsonaro (PL): 46,3% Lula (PT): 28,2% Ciro Gomes (PDT): 6,7% João Doria (PSDB): 3,7% André Janones (Avante): 2,3% Simone Tebet (MDB): 0,7% Luciano Bivar (UB): não pontuou Luiz Felipe D’Ávila (Novo): não pontuou Não sabe ou não respondeu: 4,7% Brancos e nulos: 7,4% A pesquisa eleitoral do Instituto Paraná entrevistou 2020 pessoas, face a face, entre os dias 28 de abril e 03 de maio de 2022. O grau de confiança de 95,0% para uma margem estimada de erro de 2,2% para os resultados gerais. “Nas análises das questões por localidade, o grau de confiança atinge 95,0% para uma margem de erro de 3,4% para o estrato da Região Sudeste, onde foram realizadas 866 entrevistas, 4,3% para o estrato da Região Nordeste, onde foram realizadas 545 entrevistas, 5,7% para o estrato da Região Norte + Centro-Oeste onde foram realizadas 311 entrevistas e 5,8% para o estrato da Região Sul, onde foram realizadas 298 entrevistas”, informa o instituto. BLOG WALDINEY PASSOS

Leia Mais
Clipping

Brasil ganha ao menos 2 milhões de jovens eleitores

Em meio à disputa pelo voto do jovem eleitorado nas eleições de outubro e o final do prazo para jovens emitirem o primeiro título de eleitor na quarta-feira (4), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra que, até esta quarta-feira, dia 4, foram registrados 2.042.817 milhões de novos eleitores entre 16 e 17 anos. Os novos alistamentos compreendem o período entre janeiro e abril de 2022, e representam um aumento de 47,2% em relação ao mesmo período em 2018 e de 57,4% em relação a 2014. Os números estão em um balanço prévio a que o Globo teve acesso, e que será divulgado pelo presidente da Corte, Edson Fachin, ainda nesta quinta-feira (5). De acordo com a estimativa do TSE, muitos requerimentos ainda precisam ser analisados e a totalização desses números, com a análise de perfil dos eleitores – sexo, idade, região – só ficará pronta em julho. Apesar dos números preliminares, que dão uma prova da procura pelo título de eleitor por parte dos jovens, o TSE lembra que todos os dados de 2022 ainda vão mudar. Isso porque cadastro só se consolida após as Zonas Eleitorais tratarem todos os requerimentos que foram feitos nos últimos dias. Fonte: Edenevaldo Alves

Leia Mais
Clipping

No Recife, volume de voos em maio supera em 12% o período pré-pandemia

O número de voos autorizados pela Anac para operação no Aeroporto do Recife, neste mês de maio, mostra uma alta de 12% com relação a pré-pandemia, em 2019. Em abril, a alta tinha sido de 5%, comparada ao mesmo período. Neste mês, serão 6.241 voos, entre pousos e decolagens. Os dados foram apontados pela Unidade de Estudos e Pesquisas da Empetur. Em comparação com o número previsto no último mês de abril, o aumento foi de 3,6%. E quando analisada a relação da média diária do Recife e de outras capitais do Nordeste, o terminal segue se destacando: serão 201 voos diários, na frente de Salvador (BA), com 135 voos, e Fortaleza (CE), com 92. “Este resultado é muito importante para alavancar ainda mais o nosso turismo e também é fruto de muito trabalho integrado entre o Governo do Estado, as companhias aéreas e o nosso trade. Os visitantes estão voltando, e percebendo que somos um destino seguro e acolhedor. Oferecer uma malha aérea com a capilaridade que tem a nossa é, sem dúvida, um grande trunfo ”, observou a secretária de Turismo e Lazer de Pernambuco, Milu Megale. O Aeroporto do Recife, para este mês de maio, conta com a liberação da Anac para operar 37 destinos, sendo 36 nacionais e um internacional. Os voos são para as cidades de Aracaju, Aracati (CE), Belém, Brasília, Campina Grande (PB), Caruaru, Confins (BH), Cuiabá, Fernando de Noronha, Fortaleza, Goiânia, Ilhéus (BA), João Pessoa, Juazeiro do Norte (CE), Maceió, Manaus, Mossoró (RN), Natal, Palmas, Patos (PB), Petrolina, Porto Alegre, Porto Velho (RO), Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont), Salvador, São Luís, São Paulo (Campinas, Congonhas, Guarulhos, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto), Serra Talhada, Teresina, Vitória e Uberlândia (MG). Já a conexão internacional será com Lisboa, em Portugal. “Contar com uma malha aérea tão robusta no Aeroporto do Recife é um fator que contribui muito para que Pernambuco se firme na prateleira das grandes agências e operadoras de turismo, e não só como um produto de turismo de lazer, mas também de turismo de negócios e eventos. Importante também verificar que outros equipamentos aeroportuários do Estado, como o de Fernando de Noronha e o de Petrolina também apresentam crescimento no número de frequências”, analisa o presidente da Empetur, Antonio Neves Baptista.  AEROPORTOS DE FERNANDO DE NORONHA E PETROLINA Os bons números também alcançam os Aeroportos de Fernando de Noronha e Petrolina. O equipamento do Arquipélago terá média diária de dez voos, o que totaliza 306 pousos e decolagens/mês. Esta previsão aponta um crescimento de 5,52% do número de voos/mês em relação ao mesmo período de 2019, antes da pandemia. Já o Aeroporto Senador Nilo Coelho, em Petrolina, passará a operar, neste mês, 332 frequências, entre pousos e decolagens. Por dia, serão 11 chegadas e partidas do Vale do São Francisco. Fonte: DP

Leia Mais
Clipping

IGP-DI cai e tem inflação de 0,41% em abril, diz FGV

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) teve inflação de 0,41% em abril deste ano, taxa inferior aos 2,37% observados em março. Com o resultado, o indicador acumula taxa de 6,44% no ano e 13,53% em 12 meses. Em abril de 2021, o IGP-DI havia registrado inflação de 2,22% no mês e 33,46% em 12 meses. Os dados foram divulgados hoje (6) pela Fundação Getulio Vargas (FGV). A queda da taxa de março para abril foi puxada pelo atacado, medido pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), e pelo varejo, medido pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC). A inflação medida pelo IPA caiu de 2,8% em março para 0,19% em abril. Já a taxa do IPC recuou de 1,35% para 1,08% no período. O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por outro lado, teve alta na taxa, ao passar de 0,86% em março para 0,95% em abril. Fonte: UOL

Leia Mais
Clipping

Valores de aluguéis residenciais sobem 0,82% em abril, diz FGV

O Índice de Variação de Aluguéis Residenciais (Ivar), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve alta de 0,82% em abril deste ano. Em março, o indicador havia subido 0,81%. Com o resultado, o índice, que mede a variação dos aluguéis nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Porto Alegre, acumula alta de 8,24% em 12 meses, a maior taxa desde o início da série histórica da pesquisa, iniciada em janeiro de 2019. Entre as quatro cidades, a maior variação foi observada em São Paulo (1,27%), que em março havia registrado inflação de 1,30%. Já Porto Alegre foi a única capital com alta da taxa de março para abril, ao passar de uma deflação (queda de preços) de 1,25% para uma inflação de 0,82% no período. O Rio de Janeiro teve uma queda na taxa, ao passar de 1,44% em março para 0,31% em abril. Já Belo Horizonte passou de uma alta de preços de 2,32% em março para uma deflação de 0,07% no período. A taxa acumulada em 12 meses subiu nas quatro cidades: São Paulo (de 4,09% no acumulado de março para 6,54% no acumulado de abril), Rio de Janeiro (de 7,27% para 8,7%), Belo Horizonte (de 14,11% para 14,87%) e Porto Alegre (de 4,98% para 7,17%). Fonte: UOL

Leia Mais
Clipping

Relatório da Anistia Internacional atribui crimes de guerra à Rússia

A organização não governamental (ONG) Anistia Internacional divulgou hoje (6) as conclusões de “extensa investigação” feita na região de Kiev. Os  dados reforçam o coro internacional de acusações de crimes de guerra atribuídas às tropas russas. A organização de defesa dos direitos humanos afirma ter documentado “ataques aéreos ilegais em Borodyanka”, além de “execuções extrajudiciais” em localidades como Bucha, Andriivka, Zdvyzhivka e Vorzel. O relatório da Anistia Internacional – intitulado Ele não vai voltar: crimes de guerra nas áreas do noroeste do Oblast de Kiev – é baseado em dezenas de entrevistas feitas na área e em “revisão extensa de provas materiais”.A delegação da ONG enviada à Ucrânia foi liderada pela secretária-geral da organização. Foram ouvidos sobreviventes, familiares de vítimas e autoridades ucranianas. “O padrão de crimes cometidos por forças russas que documentamos inclui ataques ilegais e mortes deliberadas de civis”, afirmou Agnès Callamard, em entrevista.  “Estivemos com famílias cujos entes queridos foram mortos em ataques horríveis e cujas vidas mudaram para sempre por causa da invasão russa. Apoiamos sua exigência de justiça e apelamos às autoridades ucranianas, ao Tribunal Penal Internacional e a outros para que garantam a preservação de provas que possam suportar futuras acusações de crimes de guerra”, acrescenta. “É vital que todos os responsáveis, incluindo o topo da cadeia de comando, sejam levados à Justiça”. De Bucha a Dmytrivka Em Borodyanka, informa a organização, foi documentada a morte de pelo menos 40 civis “em ataques desproporcionais e indiscriminados, que devastaram um bairro inteiro e deixaram milhares de pessoas sem casa”. Em Bucha e outras cidades e vilas localizadas a noroeste de Kiev, a Anistia registrou 22 casos de assassinatos pelas forças russas, a maior parte aparentes execuções extrajudiciais. Uma das testemunhas de Bucha citada no relatório é Oleksii Sychevky, que perdeu a mulher e o pai quando a coluna de veículos civis em que seguiam foi alvejada por forças russas. “A coluna era de civis em fuga. Quase todos os carros tinham crianças. Quando o nosso carro alcançou uma linha de árvores, ouvi tiros – primeiro tiros isolados, depois uma explosão de disparos”, contou Sychevky. “Os disparos atingiram o primeiro veículo da coluna e pararam. Estávamos no segundo veículo e tivemos de parar. Fomos então atingidos. Pelo menos seis ou sete disparos. O meu pai foi morto instantaneamente por uma bala na cabeça. A minha mulher foi atingida por estilhaços de metal e o meu filho foi também atingido”, descreveu A investigação da ONG durou 12 dias. Os membros enviados à Ucrânia recolheram os depoimentos de “moradores de Bucha, Borodyanka, Novyi Korohod, Andriivka, Zdvyzhivka, Vorzel, Makariv e Dmytrivka”. Visitaram também outros locais em que ocorreram muitas mortes. Foram ouvidas 45 pessoas que testemunharam ou tinham conhecimento, em primeira mão, de mortes de familiares e vizinhos por soldados russos. Mais 39 viram ou tinham conhecimento, em primeira mão, de ataques aéreos que atingiram oito edifícios residenciais. A Anistia Internacional relaciona, em seu portal, toda a documentação de violações de direitos humanos e internacional humanitário cometidas durante a guerra na Ucrânia. “Todos os responsáveis por crimes de guerra deveriam ser  responsabilizados por suas ações. Considerando a responsabilidade de comando, superiores hierárquicos – incluindo comandantes e líderes civis como ministros …

Leia Mais
Clipping

Inep deve divulgar o resultado de recurso do Enem 2022 nesta sexta

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) deve divulgar nesta sexta-feira (6) pela internet o resultado do recurso de quem teve a solicitação de isenção negada ou a justificativa de ausência reprovada. A justificativa de ausência foi direcionada ao participante que teve concedida a isenção da taxa de inscrição no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2021 e não compareceu aos dois dias de prova, mas tem interesse na isenção de pagamento na edição de 2022. Os estudantes interessados em fazer a prova neste ano devem se inscrever pela Página do Participante entre os dias 10 e 21 de maio. A taxa de inscrição é de R$ 85 e pode ser paga até 27 de maio. O exame será aplicado nos dias 13 e 20 novembro. O Enem tornou-se uma das principais portas de entrada para a educação superior no Brasil, por meio do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) e de iniciativas como o Prouni (Programa Universidade para Todos). Fonte: R7

Leia Mais
Clipping

Sancionada lei que obriga escolas públicas a oferecer mobiliário e materiais adequados

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou a Lei 14.333/22, que obriga o Estado a oferecer mobiliário, equipamentos e materiais pedagógicos apropriados à idade e às necessidades específicas de cada estudante. Publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (5), a norma modifica a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. A nova lei teve origem no Projeto de Lei 7109/14, do Senado, aprovado com alterações em 2019 pelos deputados. Em março de 2022, os senadores aprovaram as mudanças propostas pela Câmara. Fonte: Agência Câmara de Notícias

Leia Mais
Clipping

Em PE, Afogados lidera aplicação de vacinas de reforço no público de 65 anos e mais

A Secretaria Estadual de Saúde divulgou o ranking estadual de cobertura vacinal de doses de reforço contra a Covid-19. Afogados da Ingazeira mais uma vez mantém a posição de destaque, sendo o município que mais vacinou percentualmente a população de 65 anos e mais, com as duas doses de reforço, tendo atingido 126,2% desse público. É preciso informar que números maiores do que 100% são normais em se tratando de vacinação, uma vez que a população estimada do município pelo Ministério da Saúde tem como referência o censo demográfico de 2010. De lá para cá, naturalmente, a população da cidade aumentou, tanto pelos nascimentos ocorridos nesses últimos 12 anos, quanto pela grande quantidade de pessoas que vieram morar no município nesse período. Nas demais faixas etárias, Afogados da Ingazeira também contabiliza bons resultados, ficando entre as seis cidades do Estado com melhor percentual de vacinação do Estado. “Em meio a tantos desafios de vencer a Covid-19, a vacinação é a principal estratégia, e Afogados vem dando exemplo na promoção à saúde e proteção da vida das pessoas. Agradeço aos meios de comunicação que tem nos ajudado nessa conscientização, à população que entendeu a importância da vacina, e aos profissionais da saúde, que se empenham desde o início da pandemia com o intuito de salvar vidas”, destacou o secretário municipal de Saúde, Artur Amorim. Fonte: Marcello Patriota

Leia Mais
Clipping

Dataprev conseguiu evitar perdas de R$ 47 bilhões aos cofres públicos

Responsável pelo processamento de dados de milhões de brasileiros, a DatavPrev está por trás do sucesso na análise cadastral para programas assistenciais durante a pandemia de covid-19. A avaliação foi feita pelo presidente da empresa, Gustavo Canuto, que foi entrevistado hoje (5) no programa A Voz do Brasil. Segundo informou Canuto, apenas em 2021 a Dataprev processou informações e cruzou dados de beneficiários que resultaram na distribuição de R$ 750 bilhões. Deste valor, R$ 600 bilhões apenas em benefícios previdenciários. Com a tecnologia utilizada, a empresa fez com que o governo deixasse de pagar cerca de R$ 47 bilhões a cadastros irregulares ou que não obedeciam normas de benefícios diversos, como o auxílio emergencial e o Auxílio Brasil. Para se ter ideia, informou Canuto, “a verba equivale a três vezes o que foi investido na transposição do Rio São Francisco.” A Dataprev está engajada também na digitalização e automação de serviços públicos – uma das principais metas do governo para diminuir a burocracia e ampliar o acesso a serviços públicos de qualidade. Canuto explicou que novas tecnologias de análise de grandes volumes de dados e de cruzamento de registros permitem que grande parte dos requerimentos em serviços – sejam da Previdência Social, do Ministério da Cidadania, ou relativos a trabalho e emprego – possa ser automatizada. “Aqueles casos simples, em que não há dúvida, devem ser feitos de maneira automática, sem passar na mão de um analista, para que eles se dediquem a casos mais complexos. Em 2019, conseguimos despachar automaticamente 4% dos requerimentos. Hoje, subiu para 28%”, informou. Canuto frisou ainda que a Dataprev atualmente reduziu significativamente a dependência de verbas públicas em seu orçamento anual e tem registrado lucro – algo incomum entre empresas estatais. “A Dataprev recebe mais do mercado privado do que dos clientes públicos. Isso mostra inserção no mercado e capacidade de auferir receita. É o privado financiando o serviço público de qualidade.” “A empresa tem uma preocupação constante em absorver tecnologias de ponta, mas ao mesmo tempo olhar para como podemos fazer melhor. Nossa missão institucional é, justamente, prover soluções digitais para o exercício da cidadania”, complementou.

Leia Mais
Clipping

Segurados com NIS finais 5 e 0 recebem primeira parcela do 13º

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) paga nesta sexta-feira (6) a antecipação do décimo terceiro a aposentados e pensionistas que recebem mais de um salário mínimo e que têm dígitos finais do Número de Inscrição Social (NIS) 5 e 0. A previsão é que, nesta primeira semana, mais de 31 milhões de segurados recebam a primeira parcela. Confira o calendário de pagamento: Quem ganha o salário mínimo Final do NIS            Primeira parcela     Segunda parcela1                                 25 de abril                  25 de maio2                                 26 de abril                  26 de maio3                                 27 de abril                  27 de maio4                                 28 de abril                  30 de maio5                                 29 de abril                  31 de maio6                                 2 de maio                   1º de junho7                                 3 de maio                    2 de junho8                                 4 de maio                    3 de junho9                                 5 de maio                    6 de junho0                                 6 de maio                    7 de junho Quem recebe mais que o salário mínimo Final do NIS     Primeira parcela     Segunda parcela1 e 6                    2 de maio                   1º de junho2 e 7                    3 de maio                    2 de junho3 e 8                    4 de maio                    3 de junho4 e 9                    5 de maio                    6 de junho5 e 0                    6 de maio                    7 de junho Fonte: INSS Consulta O extrato com os valores e as datas de pagamento do décimo …

Leia Mais